...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

Sexta-feira, 16 de Setembro, 2011

Alberto João Jardim afirmou hoje que, nas próximas semanas, no Continente vão estar "entretidos, com mentiras, a falar da Madeira".

"Durante as próximas três semanas o 'rectângulo' vai estar entretido com mentiras a falar sobre a Madeira", disse o governante madeirense numa inauguração de uma estrada na freguesia do Estreito, no concelho da Calheta, na zona oeste da ilha.

E acrescentou: "Já estamos habituados a isso há trinta e tal anos, porque há muita gente com dor de cotovelo em relação ao povo madeirense. Há 30 e tal anos que há muita gente que fica fula por nós termos feito as coisas a tempo e enquanto era possível fazê-las e eles ficaram a discutir o sexo dos anjos".

Jardim declarou ainda que "neste país, que é um país que está decadente, as pessoas que trabalham e fazem obra são atacadas e os inúteis palradores do 'rectângulo' são todos eles considerados pessoas importantes ante a gargalhada do povo madeirense".

Segundo o líder insular, "não estamos no fim da história da Madeira, estamos no percurso da história da Madeira e isto é um percurso em que temos todos de reflectir".

"Porque se continuar a existir como que um conflito permanente entre o Estado português e a Região Autónoma da Madeira, penso que vai ser útil para todos encontrarmos uma solução que faça com que uns não se aborreçam com os outros e a nossa vida decorra em paz, a nossa, a deles e a de toda a gente", argumentou.

Jardim frisou ainda ter "muito orgulho no trabalho" realizado e sublinhou não ter "medo de chumbar no exame (eleições)".

O chefe do Executivo regional salientou ainda que as inaugurações "têm um objectivo de serviço público", realçando que "os dinheiros públicos são exemplarmente geridos e administrados quando se trata de investimentos que vão servir o povo e são mal administrados quando são para sustentar subsídios, vadiações, gente que não trabalha".

Para Jardim, é neste último caso que existe "gestão danosa".

publicado por carlitos às 23:28

Jornada em cheio para as equipas portuguesas nas provas da UEFA, com as vitórias de Sporting e Sp. Braga na Liga Europa a juntarem-se à do F.C. Porto e ao empate do Benfica, na Champions, para encurtar a diferença que separa Portugal do quinto posto no ranking. Nesta quinta-feira, o PSG ganhou e o Rennes perdeu, fazendo assim com que os franceses não aproveitassem o facto de terem uma equipa a mais, pontuando menos do que as equipas portuguesas.

Depois do recorde de pontos conseguido em 2010/11 (18.800), Portugal entra na fase de grupos da Liga dos Campeões e da Liga Europa em duelo directo com a França.

O quinto lugar no ranking tem uma vantagem em relação ao sexto: o terceiro classificado na Liga acede directamente ao play-off, e já não tem de participar na pré-eliminatória.

As boas notícias aumentam com o facto de Rússia (7º) e Ucrânia (8º) terem perdido terreno na perseguição a Portugal, deixando o sexto lugar luso mais consolidado.

Portugal vai ter três equipas a participar na Liga dos Campeões em 2012/13: duas na fase de grupos e uma nas pré-eliminatórias, mais três na Liga Europa.

E se atentamos que o QUARTO classificado - salvaguardavamos esta presença mínima de equipas na Liga Europa e reforçavamos a pesença na Champions com a possibilidade de ter-mos 3 equipas - a Itália, está a "apenas" 4 pontos e pouco é só torcermos por uma presença satisfatória e em contraste com a saída precoce da competição quer de Franceses quer Italianos. Se pensarmos que há cerca de quatro anos a Alemanha estava acima de nós na classificação quase ao nosso alcance, então não é de nada utópico, acrescentando o valor das equipas, aspirar a esse desiderato que seria uma salvaguarda, e uma posição jamais  pensada, para os próximos anos.

* Ponto da situação:

 

 P  Em prova 2007/08 + 2008/09 + 2009/10 + 2010/11 + 2011/12 + Coef. 

1 Inglaterra 8/8 17.8750 15.0000 17.9280 18.3570 4.8750 74.0350 
2 Espanha 6/7 13.8750 13.3120 17.9280 18.2140 4.2850 67.6140 
3 Alemanha 5/6 13.5000 12.6870 18.0830 15.6660 3.7500 63.6860 
4 Itália 5/7 10.2500 11.3750 15.4280 11.5710 2.9280 51.5520 
5 França 5/6 6.9280 11.0000 15.0000 10.7500 4.3330 48.0110 
6 Portugal 4/6 7.9280 6.7850 10.0000 18.8000 4.1660 47.6790 
7 Rússia 4/6 11.2500 9.7500 6.1660 10.9160 2.9160 40.9980 
8 Ucrânia 4/6 4.8750 16.6250 5.8000 10.0830 3.2500 40.6330 
9 Holanda 4/5 5.0000 6.3330 9.4160 11.1660 3.8000 35.7150 
10 Grécia 3/5 7.5000 6.5000 7.9000 7.6000 3.0000 32.5000 
11 Turquia 3/5 9.7500 7.0000 7.6000 4.6000 2.9000 31.8500 
12 Dinamarca 2/5 5.1250 8.2000 4.4000 6.7000 2.5000 26.9250 
13 Bélgica 4/5 4.5000 4.5000 8.7000 4.6000 4.1000 26.4000 
14 Suíça 2/5 6.2500 2.9000 5.7500 5.9000 2.9000 23.7000 
15 Áustria 3/4 3.2000 2.2500 9.3750 4.3750 3.3750 22.5750 
16 Chipre 2/4 2.6660 6.3330 4.2500 3.1250 4.8750 21.2490 
17 Israel 3/4 2.3750 1.7500 7.2500 4.6250 3.7500 19.7500 
18 República Checa 1/4 5.1250 2.3750 4.1000 3.5000 4.2500 19.3500 
19 Escócia 2/5 10.2500 1.8750 2.6660 3.6000 0.9000 19.2910 
20 Croácia 1/4 3.6660 4.3330 3.0000 4.1250 3.7500 18.8740 
21 Bielorrússia 1/4 1.8330 4.0000 3.3750 5.8750 2.8750 17.9580 
22 Roménia 4/6 2.6000 2.6420 6.0830 3.1660 2.8330 17.3240 
23 Polónia 2/4 1.6660 5.0000 2.1250 4.5000 2.8750 16.1660 

24 Suécia 1/5 5.4000 2.5000 2.5000 2.6000 2.7000 15.7000 
25 Eslováquia 1/4 2.1660 5.0000 2.5000 3.0000 2.1250 14.7910

 

*Este ranking vai sendo actualizado com os resultados da época 2011/12 e determina a distribuição nas provas europeias em 2013/14.

Sistema de cálculo: São consideradas as últimas cinco temporadas. Para cada uma, o total de pontos conseguidos pelas equipas (2 por vitória, 1 por empate, metade destes valores nas pré-eliminatórias) é dividido pelo total de equipas desse país que participam nas competições europeias do ano em causa. A isto há que acrescentar cinco pontos de bónus por cada presença nos oitavos-de-final da Champions e, depois, nas duas provas, um ponto pelos quartos-de-final, meias-finais e outro ainda pela chegada à final. O acesso à ronda de grupos da Liga dos Campeões rende quatro pontos de bónus.

 

 

publicado por carlitos às 16:56

 

 

A par de performances brilhantes que colocaram o nome do SC Braga no mapa do futebol europeu de grande nível mercê da final de Dublin a época passada, ou a sua estreia brilhante na Champions apenas duas causas da categoria que os bracarenses alcançaram a par do repeito e acima de tudo a capacidade evidenciada para jogar sempre de igual para igual seja qual for o adversário. Na última meia dezena de anos o Braga provou que tem pelo na venta e peito para enfrentar as melhores equipas da europa – a imagem de Linz a fazer “frente" ao “kaizer” Oliver Khahn, um dos melhores de sempre na sua posição, é exemplo disso ou jogos contra o Milan, Liverpool ou Arsenal ...

Como começamos a crónica, a par desses feitos o Braga vai quebrando tabus, conseguindo triunfos que até então não tinham acontecido como foi o exemplo do jogo de ontem.

33 anos depois da primeira viagem até terras de Sua Majestade, e á sétima partida, depois de alguma derrotas pesadas e pelo mesmo número de golos, 6-0 com Tottenham e Arsenal e de dois empates recentes a vitória surgiu finalmente: 3-1 e três tinham sido os golos marcados nesses 33 anos de visitas ás ilhas britânicas. Ontem num só jogo - que jogo!- o SCB marcou tantos golos como tinha conseguido nas seis anteriores deslocações, a Grã-Bretanha.

É indesmentivel que isto é tão só o espelho daquilo em que se transformou a equipa minhota, experiência com misto de alguma falta de rodagem na europa mas que é sempre compensada pela mais valia desses jogadores como são exemplo, Djamal, Baiano ou Ewerton que estão na primeira experiência europeia. Mas com a referida mescla com a experiência - ontem teve em Hugo Viana e Nuno Gomes os maiores exemlos de experiência e encheram o campo, sobretudo o primeiro om passes teleguiados, como foi exemplo a belíssma desmarcação para Carlão no golo que matou o jogo.

Mas ontem todos estiveram bem no seu papel mesmo os suplentes e exemplo claro disso é Carlão que em meia dúzia de minutos conseguiu uma assistência para Hélder Barbosa fazer o bis na partida.

Mas é este homem, H. Barbosa que tem sido a cabeça de cartaz, aproveitando da melhor maneira o buraco deixado por Pizzi depois deste ir para a capital espanhola, para jogar no Atlético, alcançando 5 golos em 4 partidas... consecutivas. Brilhante. Poderá ser sem dúvida o ano H. Barbosa e com isso ganha o grupo pois vão conseguindo palmo a palmo construir um modelo de jogo que pela capacidade técnica, evolução táctica dos seus elementos fazem com que o SC Braga entre sempre para vencer arrancando como ontem, exibições de alta qualidade que enchem de orgulho as suas gentes, a região e o país.

 

Por isso mesmo início vitorioso do SC Braga na Liga Europa... e histórico. Os minhotos venceram por 3-1 no Estádio onde o Nacional tinha caído por 3-0 e inscreveram no livro do clube o primeiro triunfo em solo inglês.

 

Hélder Barbosa vive um dos melhores momentos da carreira e o SC Braga e Leonardo Jardim agradecem. O extremo português entrou no St. Andrews com três golos nos últimos três jogos como cartão de visita e não precisou de muito tempo para actualizar a estatística.

 

Minuto 7, Alan cruza da esquerda do ataque minhoto e com um remate de primeira, em estilo e com categoria, Hélder Barbosa fazia o 0-1 em Birmingham para o finalista vencido da última edição da Liga Europa. Melhor início era impossível.

 

A equipa portuguesa aproveitou a injecção de confiança e lançou mais alguns ataques venenosos em direcção de Boaz Mihyll mas sem voltar a marcar. A partir dos 15 minutos, O SC Braga passou a controlar e deixou o Birmingham ter mais bola, mas sempre sem grande perigo.

 

Lima e Hélder Barbosa, pelo meio um King

 

A equipa de Leonardo Jardim usou a mesma atitude na segunda parte, mas roubou a bola aos ingleses por forma a não ter grandes sobressaltos defensivos. Sem grande esforço, acabaria por chegar ao 0-2, com Lima a fuzilar Mihyll aos 58 minutos depois da insistência de Nuno Gomes.

 

O mesmo Lima, autor do golo 75 do SC Braga no 60º jogo dos minhotos na prova, voltou a incomodar Mihyll aos 68 minutos, com novo remate forte que o guardião dos ingleses conseguiu desviar para longe das redes.

 

Aos 71', Marlon King escapou à defesa bracarense e aproveitou um bom cruzamento da direita para fazer o golo do Birmingham, numa altura em que ainda podia causar tormentos ao conjunto português. Encheu-se de moral e a última vintena de minutos foi de sofrimento para os portugueses.

 

Quim, a nove minutos do final, respondeu com uma grande defesa ao remate de Chris Wood e salvou, aí, o triunfo bracarense, que ficou selado aos 87 minutos com mais um golo de Hélder Barbosa, a grande figura do actual SC Braga.

O futebol português agradece a força deste novo Sp. Braga. Leonardo Jardim chegou para reformular a equipa, depois de inúmeras saídas no defeso. Em Birmingham, o treinador apresentou seis jogadores que participaram na caminhada gloriosa da época passada: Quim esteve lesionado, Baiano, Ewerton, Paulo Vinícius, Djalmal e Nuno Gomes são reforços.

 

A defensiva arsenalista, onde Elderson é o único resistente, foi despachando as parcas encomendas na etapa inicial. Na segunda metade, quando o treinador do Birmingham reagiu ao segundo golo e aumentou o caudal ofensivo, tremeu um pouco e consentiu o tento de honra dos locais.

 

Primeiro, Lima. O Sp. Braga regressou do intervalo com a mesma postura mandona e ampliou a vantagem. Nuno Gomes veio de trás para acorrer a um cruzamento de Elderson e assistiu Lima (em fora-de-jogo num primeiro momento) para um remate portentoso, de pé esquerdo.

 

Chris Hughton não perdeu tempo e lançou Burke e Wood. Um extremo perigoso e um gigante para a área contrária. O primeiro criou a jogada que terminou no golo de Marlon King. O mesmo que, na véspera, questionado sobre o tema, pareceu menosprezar a valia do Sp. Braga. «Medo do Braga? Porquê?». Esta noite, King encontrou a resposta.

 

O Birmingham pressionou o Sp. Braga após o 1-2 mas este soube sofrer e desfazer as dúvidas nos instantes finais. Inteligência eterna de Hugo Viana, visão de jogo de Carlão, pé direito do homem do jogo, o esquerdino Hélder Barbosa. Ponto final.

 

FICHA DE JOGO  

 Data: 15/09/2011
Estádio: St. Andrews, em Birmingham
Jornada: 1ª jornada
Árbitro: Deniz Aytekin, da Alemanha
Auxiliares: Christoph Bornhorst, Holger Henschel, Markus Wingenbach e Tobias Welz
4º árbitro: Markus Schmidt
4x3x3 4x2x3x1
N.º Nome Pontos Maisfutebol
1 Boaz Myhill -
2 Stephen Carr -
3 David Murphy -
5 Pablo Ibañez -
6 Liam Ridgewell -
23 Jonathan Spector -
8 NDaw -
15 Wade Elliot -
17 Adam Rooney -
9 Marlon King -
22 Nathan Redmond -
N.º Nome Pontos Maisfutebol
12 Quim -
15 Wanderson Baiano -
5 Ewerton -
26 Paulo Vinicius -
20 Elderson Echiejile -
22 Djamal -
45 Hugo Viana -
30 Alan -
18 Lima -
10 Hélder Barbosa -
21 Nuno Gomes -

Suplentes
39 Chris Wood -
25 Akwasi Asante -
11 Beausejour -
4 Steven Caldwell -
24 Curtis Davies -
7 Chris Burke -
13 Colin Doyle -
Treinador:
83 Carlão -
23 Imorou -
25 Leandro Salino -
8 Márcio Mossoró -
17 Fran Mérida -
9 Paulo César -
32 Berni -
Treinador:

Substituições
60' NDaw Chris Burke
60' Adam Rooney Chris Wood
72' Nuno Gomes Leandro Salino
81' Lima Carlão
89' Hélder Barbosa Paulo César

Disciplina
36' Adam Rooney
78' Liam Ridgewell
16' Lima

Golos
Ao intervalo: 0 - 1
0 - 1 6' Hélder Barbosa
0 - 2 58' Lima
1 - 2 70' Marlon King - 

1 - 3 87' Hélder Barbosa 

 

Ficha de jogo
Estatísticas
Ao minuto 90' FINAL DO JOGO! Birmingham - 1 Sp. Braga - 3. Primeiro triunfo minhoto em solo inglês. O Birmingham teve uma fase de pressão sobre o adversário mas acordou tarde.
89' SUBSTITUIÇÃO Sp. Braga . Sai Hélder Barbosa entra Paulo César
87' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! SP. BRAGA ! 1-3 por Hélder Barbosa. Excelente passe de Hugo Viana, isolando Carlão no lado direito da área. Este cruzou rasteiro e Barbosa finalizou com o pé direito, o mais fraco. Assunto resolvido!
83' O Birmingham vai terminar o jogo em cima do Sp. Braga. Sofrimento escusado e perigoso para os portugueses
81' SUBSTITUIÇÃO Sp. Braga . Sai Lima entra Carlão
81' Excelente defesa de Quim, após remate em arco!
78' CARTÃO AMARELO para Liam Ridgewell (Birmingham ), por protestos
72' SUBSTITUIÇÃO Sp. Braga . Sai Nuno Gomes entra Leandro Salino
70' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! BIRMINGHAM ! 1-2 por Marlon King. Burke ganha espaço na direita e cruza rasteiro para o segundo poste. King, colocado em jogo por Paulo Vinícius, encosta para o fundo da baliza
68' Lima obriga o guarda-redes do Birmingham a mais uma defesa apertada
66' Caminho aberto para a primeira vitória do Sp. Braga em Inglaterra
63' Mais argumentos ofensivos para a formação inglesa. Seguro o Braga, ainda assim
60' SUBSTITUIÇÃO Birmingham . Sai NDaw entra Chris Burke
60' SUBSTITUIÇÃO Birmingham . Sai Adam Rooney entra Chris Wood
58' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! SP. BRAGA ! 0-2 por Lima. Elderson cruza para a área, onde Lima está em posição irregular. Nuno Gomes vem de trás e ganha o lance, com a bola a sobrar para o mesmo Lima, agora em jogo. Este dispara com o pé esquerdo para o segundo do Braga!
56' O Birmingham demora a mexer
53' No outro jogo do Grupo H, o Clube Brugge vence o Maribor por 2-0
50' Pode não vencer, mas este Sp. Braga é claramente superior ao Birmingham
47' Sp. Braga sem alterações para a segunda metade
46' RECOMEÇA A PARTIDA
45' INTERVALO NA PARTIDA ENTRE Birmingham e Sp. Braga. Resultado promissor após entrada muito boa do Sp. Braga. Hélder Barbosa continua inspirado e o Birmingham tem dado demasiado espaço ao sector intermediário arsenalista. Assusta sobretudo nos lances de bola parada
45' Dois minutos de compensação
43' Adam King remata de ângulo apertado, por cima
41' Bela primeira parte da formação arsenalista
39' O Sp. Braga tem espaço para construir jogadas de ataque. O Birmingham joga em dois blocos. Um defende, outro ataca. Sem meio-campo
36' CARTÃO AMARELO para Adam Rooney (Birmingham ), por falta sobre Quim
31' O Sp. Braga vai conseguindo dominar o encontro
26' Hélder Barbosa continua com o pé quente. Será esta a época da afirmação plena?
24' Lima joga na posição mais adiantada, com Nuno Gomes nas costas
21' Rooney cabeceia por cima, após livre lateralizado. Perigo nos lances de bola parada
19' Recomeça a partida
18' NDaw fica magoado após choque com um companheiro de equipa. Jogo interrompido
16' CARTÃO AMARELO para Lima (Sp. Braga ), por tocar num adversário com o cotovelo
13' Tenta agora reagir a equipa da casa
11' Alan, com um canto directo, obriga Myhill a voar de novo. Excelente Braga!
9' Hugo Viana dispara de livre para grande defesa de Myhill
8' Bela entrada do Sp. Braga!
6' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! SP. BRAGA ! 0-1 por Hélder Barbosa. O esquerdino, à entrada da área, recebe um passe a meia altura e remata de primeira, em arco. O guarda-redes estica-se mas não consegue evitar um grande golo!
3' O Birmingham tenta assumir o controlo do jogo
1' COMEÇA A PARTIDA ENTRE Birmingham e Sp. Braga
0' Nuno Gomes saltou do banco para bisar frente ao Gil Vicente. Por isso, mereceu a confiança de Leonardo Jardim
0' Nikola Zigic, o temido gigante sérvio, já treina sem limitações após novo problema físico mas não entra no leque de opções do treinador do Birmingham para este encontro
0' O Sp. Braga garantiu a presença na fase de grupos após empates frente ao Young Boys da Suíça. 0-0 no Estádio AXA, 2-2 em solo suíço. Valeram os golos fora
0' O Birmingham, recorde-se, disputa o segundo escalão do futebol inglês. Chegou à Liga Europa por ter vencido a Taça da Liga inglesa, frente ao Arsenal (1-2).
0' Para chegar a esta fase, o Birmingham eliminou outra equipa portuguesa: o Nacional da Madeira. Empatou em Portugal a zero e venceu por 3-0 no seu reduto
0' Leonardo Jardim aposta na titularidade de Nuno Gomes para a visita do Sp. Braga ao Birmingham. Lima recua no terreno para jogar no apoio directo ao ponta-de-lança português.
0' Birmingham: Myhill; Stephen Carr, Murphy, Pablo Ibanez e Ridgewell; Spector, NDaw e Elliot; Rooney, King e Redmond. Suplentes: Doyle, Caldwell, Davies, Burke, Beasejour, Asante e Wood.<br />
0' Sp. Braga: Quim; Baiano, Ewerton, Paulo Vinícius e Elderson; Djamal e Hugo Viana; Alan, Lima e Hélder Barbosa; Nuno Gomes. Suplentes: Berni, Imorou, Salino, Mossoró, Mérida, Paulo César e Carlão.
0' JÁ HÁ EQUIPAS OFICIAIS
0' Finalista vencido da última Liga Europa, o Sp. Braga estreia-se esta noite no Grupo H da competição. Club Brugge e Maribor disputam o outro jogo do grupo, no mesmo horário 

No outro jogo do grupo 

H, Club Brugge, próximo adversário do Sp. Braga, ganhou 2-0 na recepção ao Maribor, nesta quinta-feira, na primeira jornada do Grupo H da Liga Europa.

 

A vitória foi construída, essencialmente, na primeira parte, com golos dos médios Odjidja-Ofoe, logo aos sete minutos, e Dirar (24). O Maribor jogou em inferioridade numérica os últimos cinco minutos, após expulsão do defesa esloveno Rajcevic.

 

O Sp. Braga recebe o Club Brugge a 29 de Setembro, na segunda ronda da fase de grupos. Ambos somam três pontos, com vantagem para os minhotos.

 

Equipas:

 

CLUB BRUGGE

Coosemans; Hogli (Lestienne, 90), Almeback, Hoefkens e Odjidja-Ofoe; Donk, Vazquez (Blondel, 71), Zimling e Rafaelov (Meunier, 73); Dirar e Akpala

Suplentes não utilizados: Dhoest, Van Acker, Gijseghem e De Jonghe

 

MARIBOR

Handanovic; Rajcevic, Arghus, Filipovic e Mejac (Milec, 81); Mezga, Mertelj (Cvijanovic, 75), Viler e Tavares; Ibraimi (Beric, 66) e Volas

Suplentes não utilizados: Radan, Velikonja, Potokar e Lesjak

 

 

REACÇÕES:

Leonardo Jardim, treinador do Sp. Braga, comentou desta forma o triunfo da formação arsenalista no reduto do Birmingham (1-3). Declarações na SIC Notícias e na SportTV:

 

«Para mim e para o grupo, não significa nada em termos de conquistas mas fica no registo do Sp. Braga: foi a primeira vitória em Inglaterra. Estudámos o adversário e sabíamos que podíamos aproveitar os espaços entre a defesa e o meio-campo. Era importante começar desde o início a liderar o grupo. Disse logo no início que não vale a pena fazer comparações com o passado. Existem novos jogadores no clube, com pouca experiência nestas competições e é natural que alguns deles ainda não estejam no ponto. Com o tempo, vão crescer e seremos cada vez melhores. Era um sonho meu disputar um jogo em Inglaterra, o ambiente é excelente.»

 

Sobre Hélder Barbosa: «O Hélder é um jogador que tem crescimento imenso tem demonstrado competências e ainda bem que está num bom momento.»

 

Nuno Gomes, jogador do Sp. Braga, comentou desta forma o triunfo da formação arsenalista no reduto do Birmingham (1-3). Declarações na SIC Notícias e na SportTV:

 

«Eles mereceram fazer um golo por aquilo que trabalharam. É um ambiente fantástico, com o público a torcer sempre pela equipa. Nós fizemos dois golos, podíamos ter feito mais, eles depois marcaram e sentiram condições para ir para cima de nós. No final, conseguimos resolver. Sinto-me bem, estou pronto para ajudar quando o treinador assim o entender. Numa fase de grupos, ganhar fora é muito bom, transmite confiança ao grupo. Estamos a pensar já no próximo jogo, frente ao V. Guimarães. Será um derby, com um ambiente fantástico. É diferente viver o jogo em si, com estas características».

 

Hélder Barbosa, jogador do Sp. Braga, comentou desta forma o triunfo da formação arsenalista no reduto do Birmingham (1-3). Declarações na SIC Notícias e na SportTV:

 

«Sinto-me confiante, a equipa está bem, a praticar bom futebol e limito-me a fazer o meu trabalho. No primeiro golo, pensei logo em rematar à baliza, felizmente saiu-me bem. Com 1-2, era mais perigoso mas conseguimos controlar bem o jogo e arrumar o assunto. Tenho trabalhado da mesma maneira desde o primeiro ano mas agora o treinador confiou em mim e tenho retribuído. Espero ser uma peça importante do grupo, quando o treinador assim o entender.»

 

Hugo Viana aplaudido 

O facto de ter passado por Inglaterra (Newcastle), faz com que Hugo Viana saiba o quanto os ingleses apreciam o fair-play. Por isso, não terá estranhado quando foi muito aplaudido por ter interrompido uma jogada de ataque do Braga para que N'Daw fosse assistido. Já Quim foi alvo de assobios, especialmente quando demorou a repor a bola. 

 Treinadores quase a par no banco de suplentes 

O St. Andrews Stadium, que em 1950 foi reconstruído por ter sido bombardeado pelos alemães na II Guerra Mundial, proporciona factos curiosos. Os bancos de suplentes estão tão próximos, que por vezes Leonardo Jardim e Chris Hugton pareciam dar indicações lado a lado. 

 Dupla em estreia 

O jogo de Birmingham permitiu a Carlão, transferido do Neuchatel Xamax neste defeso e Paulo César, que se encontrava lesionado, somarem os primeiros minutos pelo Braga esta época. No que toca a reforços, ficam apenas por estrear três: o espanhol Mérida (ex-Atlético de Madrid), o brasileiro Douglão (ex-Kavala) e o mexicano Rivera (ex-Atlas). 

 Uma centena de adeptos bracarenses 

Ao contrário do que os responsáveis do Birmingham perspectivavam, o estádio não encheu. Uma das bancadas do topo, reservada aos adeptos portugueses, esteve praticamente despida de público, uma vez que o Braga contou só com sensivelmente cem adeptos para lhe dar apoio. No entanto, foram os que regressaram a casa mais satisfeitos. 

 Guerreiros treinam hoje 

Com a chegada da equipa prevista para as três da manhã ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, seguida da viagem para Braga, os Guerreiros do Minho voltam hoje à tarde ao trabalho, no relvado secundário do Estádio AXA. Uma sessão que irá decorrer à porta fechada, permitindo a Leonardo Jardim começar a preparar o dérbi com o Guimarães, marcado para segunda-feira, no Estádio D. Afonso Henriques. 

 

Grupo A ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Rubin Kazan 1 1 0 0 3 0 3
2 PAOK 1 0 1 0 0 0 1
3 Tottenham 1 0 1 0 0 0 1
4 Shamrock Rovers 1 0 0 1 0 3 0

   Grupo B ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 FC København 1 1 0 0 1 0 3
2 Standard Liège 1 0 1 0 0 0 1
3 Hannover 96 1 0 1 0 0 0 1
4 Vorskla 1 0 0 1 0 1 0


Grupo C ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 PSV 1 1 0 0 1 0 3
2 Rapid Bucuresti 1 1 0 0 1 0 3
3 Hapoel Tel Aviv 1 0 0 1 0 1 0
4 Legia Warszawa 1 0 0 1 0 1 0

   Grupo D ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Sporting 1 1 0 0 2 0 3
2 FC Vaslui 1 0 1 0 2 2 1
3 Lazio 1 0 1 0 2 2 1
4 FC Zürich 1 0 0 1 0 2 0


Grupo E ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Besiktas 1 1 0 0 5 1 3
2 Stoke City 1 0 1 0 1 1 1
3 Dynamo Kyiv 1 0 1 0 1 1 1
4 Maccabi Tel Aviv 1 0 0 1 1 5 0

   Grupo F ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Paris SG 1 1 0 0 3 1 3
2 Athletic 1 1 0 0 2 1 3
3 Slovan Bratislava 1 0 0 1 1 2 0
4 RB Salzburg 1 0 0 1 1 3 0


Grupo G ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 AZ Alkmaar 1 1 0 0 4 1 3
2 Metalist 1 1 0 0 2 1 3
3 Austria Wien 1 0 0 1 1 2 0
4 Malmö 1 0 0 1 1 4 0

   Grupo H ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 SC Braga 1 1 0 0 3 1 3
2 Club Brugge 1 1 0 0 2 0 3
3 Birmingham 1 0 0 1 1 3 0
4 NK Maribor 1 0 0 1 0 2 0


Grupo I ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 At. Madrid 1 1 0 0 2 0 3
2 Udinese 1 1 0 0 2 1 3
3 Rennes 1 0 0 1 1 2 0
4 Celtic 1 0 0 1 0 2 0

   Grupo J ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Maccabi Haifa 1 1 0 0 1 0 3
2 Steaua 1 0 1 0 0 0 1
3 FC Schalke 04 1 0 1 0 0 0 1
4 AEK Larnaca 1 0 0 1 0 1 0


Grupo K ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Odense BK 1 1 0 0 3 1 3
2 Twente 1 0 1 0 1 1 1
3 Fulham 1 0 1 0 1 1 1
4 Wisla Kraków 1 0 0 1 1 3 0

   Grupo L ver jogos»
  J V E D GM GS P
1 Anderlecht 1 1 0 0 4 1 3
2 Lokomotiv 1 1 0 0 2 1 3
3 Sturm Graz 1 0 0 1 1 2 0
4 AEK Athens 1 0 0 1 1 4 0

 

publicado por carlitos às 16:27

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab


5
8
10

11
13
15
17

18
22
23

25
27
28


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds