...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

Sexta-feira, 17 de Junho, 2011

Novo Governo: conheça o perfil dos ministros

É anunciada hoje a composição do XVIII Governo Constitucional. Pedro Passos Coelho (PSD)

 vai ser o primeiro-ministro. Paulo Portas (PP) é ministro dos Negócios Estrangeiros.

Conheça o novo Governo (em actualização):

Pedro Passos Coelho (PSD)

Primeiro-ministro

Pedro Passos Coelho, 46 anos, chegou a líder do PSD em Março de 2010 com 61 por cento dos votos nas eleições internas do partido, sucedendo Manuela Ferreira Leite. Foi presidente da Juventude Social Democrata entre 1990 e 1995. Depois de estar um tempo afastado da vida política, regressa em 2008 como candidato a líder do PSD. Levou o partido a vencer as eleições de Junho de 2011, com 38,6% - resultado que obrigou o PSD a procurar a coligação com o PP para conseguir maioria parlamentar.


Paulo Portas (CDS-PP)

Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros

Do Direito para a política, da política para o jornalismo. E de volta à política. Paulo Portas já foi jurista, director de um jornal e ministro. Nas eleições legislativas de 2009 voltou ao ataque à frente do CDS-PP, numa campanha que diz querer fazer «no terreno». Nas legislativas de 2011 o PP conseguiu 11.7% dos votos, abrindo caminho à coligação PSD-PP.


Miguel Macedo (PSD)

Ministro da Administração Interna

 

Miguel Bento Martins da Costa Macedo e Silva nasceu em 1959 e é licenciado em Direito. O líder parlamentar do PSD foi eleito deputado nas V, VI, VII e VIII legislaturas. Ao longo da sua carreira política desempenhou também os cargos de Secretário de Estado da Juventude no Governo Constitucional, Secretário de Estado da Justiça nos XV e XVI Governos e membro da Assembleia Municipal de Braga.


Vítor Gaspar (independente)

Ministro de Estado e das Finanças

Vítor Gaspar, com um reconhecido percurso na área da Economia das Finanças,  desempenhou as seguintes funções: diretor do Gabinete de Estudos Económicos do Ministério das Finanças, Diretor do Departamento de Estatística e Estudos Económicos do Banco de Portugal e Diretor do Departamento de Estudos Económicos do Banco Central Europeu. Atualmente, é Consultor da Administração do Banco de Portugal.

Álvaro Santos Pereira (independente)

Ministro da Economia e do Emprego

Álvaro Santos Pereira nasceu em Viseu, em 1972. Doutorou-se em Economia pela Simon Fraser University, em Vancouver. Deu aulas em várias universidades estrangeiras, nomeadamente na University of British Columbia, na Universidade de York e na University of British Columbia. Desde 2001 tem colaborado regularmente com o Diário de Notícias e o Diário Económico, como colunista. Ocasionalmente, escreve para outras publicações, como o Expresso, a Revista Exame e o Jornal de Notícias.


Assunção Cristas (CDS-PP)

Ministério da Agricultura, Mar e Território

Nascida em 1974, Assunção Cristas é professora universitária de Direito. Foi adjunta da ministra da Justiça no XV Governo Constitucional e diretora do Gabinete de Política Legislativa e Planeamento deste ministério. Membro da Comissão Política Nacional do CDS-PP desde maio de 2007, passou a integrar a Comissão Executiva do partido em janeiro de 2009, data em que assumiu a vice-presidência. Coordenou a elaboração do programa do CDS-PP para as eleições legislativas de 2009 e fez parte da Comissão de Orçamento e Finanças.

José Pedro Aguiar-Branco (PSD)

Ministério da Defesa

Advogado, natural do Porto. Foi cabeça de lista do PSD no círculo do Porto nas duas últimas eleições legislativas. Em 2010 desempenhou o cargo de vice-presidente dos sociais-democratas e já foi candidato à liderança do partido, contra Passos Coelho e Paulo Rangel. Com uma longa carreira no Partido Social Democrata, foi membro do Conselho Nacional da JSD (1977-1984) e membro do Conselho de Jurisdição (1976 e 1995-1997), do Conselho Nacional (1982-1984 e 1988-1990) e da Comissão Política (1996-1998 e 2007-2010) do PSD. Foi ministro da Justiça do XVI Governo Constitucional, chefiado por Santana Lopes (2004-2005), presidente da Assembleia Municipal do Porto (2005-2009) e deputado à Assembleia da República (2005-2009), onde liderou o Grupo Parlamentar do PSD (2009-2010).

Paula Teixeira da Cruz (PSD)

Ministério da Justiça

Paula Maria Von Hafe Teixeira da Cruz nasceu em Luanda, em 1960, e licenciou-se em Direito. Foi professora na Faculdade de Direito de Lisboa e no Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais. Entre 2003 e 2005 foi membro do Conselho Superior da Magistratura. Entre 2002-2005 integrou o Conselho Geral da Ordem dos Advogados. A par destas funções, entre 1999-2003 pertenceu ao Conselho Superior do Ministério Público. Paula Teixeira é militante do PSD desde 1995. É, atualmente, vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD e exerceu as mesmas funções sob a direção de Luís Marques Mendes entre 2005-2006.

Pedro Mota Soares (CDS-PP)

Ministro dos Assuntos Sociais

Pedro Mota Soares nasceu em 1972 e licenciou-se em Direito. Ao longo da sua carreira na política assumiu vários cargos, entre eles: Secretário Geral do CDS-PP, Membro da Comissão Diretiva de CDS-PP, Deputado à Assembleia da República na VIII Legislatura, Vice-Presidente do grupo Parlamentar do CDS-PP, Presidente da Juventude Popular, Presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP na X Legislatura.


   

Paulo Macedo (independente)

Ministro da Saúde

Nasceu em 1963 e é Licenciado em Gestão de Organização e Gestão de Empresas. Atualmente, é vice-presidente do conselho de administração executivo do Millennium BCP. Entre 2004 e 2007, trabalhou na Caixa Geral de Depósitos. O seu trabalho nesta instituição fez com que fosse apontado como um dos principais responsáveis modernização e informatização da máquina fiscal. Antes de desempenhar estas funções, foi administrador da Companhia Portuguesa de Seguros de Saúde, S.A. (Médis).

Nuno Crato (independente)

Ministro Educação e do Ensino Superior

Nuno Crato nasceu em Lisboa em 1952. Matemático e Estatístico, é atualmente Pró-Reitor da Universidade Técnica de Lisboa e, desde o ano 2000, professor no Instituto Superior de Economia e Gestão. Em 2008 foi condecorado com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique. No mundo dos negócios é de referir a sua nomeação para presidente executivo do Taguspark, em 2010.

Miguel Relvas (PSD)

Assuntos Parlamentares

Miguel Fernando Cassola de Miranda Relvas nasceu em Lisboa, em 1961 e licenciou-se em Ciência Política e Relações Internacionais pela Universidade Lusófona. Entre 1987 e 1989 foi secretário-geral da JSD. Mais tarde, foi nomeado deputado à Assembleia da República. Atualmente é secretário-geral do PSD. Em 2002, desempenhou o cargo de secretário de Estado da Administração Local, no governo de Durão Barroso.
publicado por carlitos às 21:29

A TODOS OS MEUS SEGUIDORES E LEITORES DESTE BLOG:

 

Peço desculpas a todos os meus leitores por, neste mês, não ter sido tão linear como fui em termos de publicação diária nos meses de Abril e Maio, por questões que se prendem com o tempo que tenho de dispôr para tarefas de jornalista freelancer e por não ter acesso á internet quando pretendo postar pois ela neste mês de Junho aqui em casa tem deixado muito a desejar. Não se tem portado bem pois o wireless por vezes falha.

Por isso e com a promessa que depois da próxima semana o contacto voltará a ser diário - neste momento ocupa-me muito tempo a minha colaboração para duas revistas. Mas a maior carga de trabalho jornalístico está prestes a terminar. São coisas dos dias actuais. Sem emprego fixo tenho de andar atrás de trabalho em sites, jornais ou revistas que estejam interessados nos meus trabalhos e para isso muito contribui os meus dois blogues, onde coloco muitos artigos por mim escritos em outra publicações.

Por isso eu também desejar a vossa presença e colaboração e serem vocês os pilares e o porquê da sua existÊncia.

Por isso mesmo a par das desculpas também vos agradeço a TODOS!

Com um Grande Abraço de Amizade,  MUITO OBRIGADO!

CarlosAlbertoRodrigues

tags:
publicado por carlitos às 16:08

Yazalde: “Gostava de me mostrar ao novo treinador”

O ponta-de-lança Yazalde, internacional sub-21, mantém contrato por mais três anos com o Sporting de Braga mas nesta altura ainda desconhece qual o seu futuro. Recrutado pelo Braga, em 2009, ao Rio Ave, Yazalde ainda não conseguiu afirmar-se na primeira equipa arsenalista. Mas aguarda por uma oportunidade e está confiante que a entrada de Leonardo Jardim possa abrir as portas.

“É claro que gostava de ficar em Braga, desde que assinei contrato pelo clube estou à espera de uma oportunidade, mas até ao momento ainda ninguém me disse nada. Estou a aguardar”, vincou o futebolista ao ‘Correio do Minho’. A principal expectativa do internacional português resulta na chegada de Leonardo Jardim a Braga. “O clube tem novo treinador e gostava de me mostrar. Mas ainda aguardo que me digam alguma coisa”, vincou Yazalde.

O futebolista, actualmente com 22 anos, foi apontado como uma aposta de futuro, depois de se ter destacado no clube de Vila do Conde e também na Selecção Nacional de sub-21. Recrutado pelo Sporting de Braga na época de 2008/09, Yazalde acabou por ser emprestado ao clube de Vila do Conde. Seguiu-se um novo empréstimo ao Olhanense em 2009/2010 e na época passada ainda chegou a iniciar os trabalhos na formação bracarense, mas acabou por ser dispensado por Domingos Paciência.

Yazalde completou a época no Rio Ave, onde realizou 28 jogos e apontou seis golos, embora numa posição mais recuada, a que não está habituado a jogar.
A SAD do Braga estuda, ainda, a possibilidade de realizar a transferência de Yazalde para um clube estrangeiro perante o leque de clubes interessados, mas o futebolista garante que ainda não foi contactado oficialmente sobre essa matéria.

Treinador para assentar no projecto

O anúncio da escolha de Carlos Resende para treinador do ABC, tornado público ontem por um jornal nacional, não passa de uma possibilidade entre muitas outras que, neste momento, estão na posse da SAD do clube bracarense.

Este é um processo que promete arrastar-se pelos próximos dias, tendo em linha de conta a avaliação cuidada que os responsáveis do clube pretendem elaborar quanto ao perfil do novo técnico e em que moldes pode encaixar na estrutura. Certo é, terá de ser sempre um técnico para assentar na estrutura geral, sabendo que o ABC detém uma autêntica escola de andebol, e onde Jorge Rito teve uma importância determinante ao longo dos últimos anos.

Por outro lado, o ABC tem mantido uma fidelização com os treinadores de longa duração, basta recordar a passagem d e Aleksander Donner por treze anos em Braga e Jorge Rito nas últimas sete temporadas.
Por isso, apesar do contrato que será apresentado ao novo técnico ter a duração de um ano há a intenção da SAD do ABC em assegurar o treinador ideal que preconize uma filosofia própria do clube cuja identidade está bem definida. Nestes termos, a escolha não deve acontecer de um dia para o outro.

O ‘timing’ máximo estabelecido internamente será o final do mês, ou seja, durante as próximas duas semanas será anunciado o nome do novo treinador.
A par de Carlos Resende surge uma mão cheia de candidatos ao lugar, mas tudo não passará de especulação, garante fonte do clube, na medida em que até nem foram encetados contactos com treinadores para celebrarem qualquer ligação ao ABC.
CORREIO DO MINHO
 

Caso das fotografias pode custar 2.500 euros
instrutor terá encontrado ligação entre o clube e o autor da entrega

O Sp. Braga fez saber recentemente, através de um comunicado, que foi acusado no inquérito ao processo relativo aos incidentes registados no último encontro com o U. Leiria no estádio Axa. Em causa estão fotografias de lances ocorridos na 1.ª parte e que o árbitro Bruno Paixão não sancionou de forma favorável para o clube da casa, imagens que foram entregues por baixo da porta do balneário do árbitro, durante o intervalo.

Ao anunciar que está acusado num processo em que não está em causa o crime de coação, o Sp. Braga não quebrou o segredo processual pois este termina logo que o inquérito está concluído. Desta forma, o clube bracarense tirou também alguma pressão sobre o mercado, onde se está a movimentar com fluidez. Um eventual processo por coação sobre a equipa de arbitragem podia implicar a descida de divisão, desvalorizando automaticamente muitos dos ativos do clube.
RECORD

 

Jardim como Domingos

O Braga de Leonardo Jardim será idêntico ao de Domingos Paciência, pelo menos no que ao desenho táctico e às ideias posicionais diz respeito. Diferenças só, eventualmente, na concepção de jogo. A disposição será o 4x3x3 habitual, ainda que com uma pequena variável no meio-campo. Domingos gostava de usar um 10 puro, daqueles que facilmente se colam ao avançado ou ajudam a desequilibrar nas alas. Jardim prefere um médio menos vistoso e mais equilibrado tacticamente. Alguém que ataque e seja decisivo no último passe, mas tenha inteligência suficiente para fechar um dos vértices interiores do meio-campo e jogar num plano ligeiramente mais recuado. Será esse o trabalho a fazer com Mossoró, uma vez que para todas as outras posições já tem jogadores que encaixam na sua concepção táctica ideal.

Leonardo Jardim não é treinador de fugir muito ao 4x3x3 clássico, embora em situações pontuais jogue em 4x4x2. Foi assim no Beira-Mar e no Chaves, para surpreender determinados adversários em função dos quais a equipa se apresentava. Num Braga de dimensão bem mais elevada do que qualquer um dos seus clubes passados, Jardim dificilmente abordará um jogo numa posição expectante. O 4x3x3 que vai começar a treinar a partir de 1 de Julho será a base de trabalho de toda a época. Tal como com Domingos ao longo das duas últimas temporadas.

A disposição das 10 pedras à frente do guarda-redes é idêntica à do seu antecessor e assenta em predisposições sobre as quais o plantel já está construído. Jardim quer analisar primeiro o grupo à disposição, mas já sabe que terá em mãos atletas que correspondem ao que idealiza. Nas alas, por exemplo, o treinador faz questão de ter um extremo puro (Alan, Hélder Barbosa ou Ukra) e um avançado mais móvel, com tendência a chegar-se ao centro. Em Chaves foi Capucho, no Beira-Mar aconteceu com Rui Varela e Leandro Tatu. Em Braga tem Paulo César e Yazalde, por exemplo.

No que ao trinco diz respeito, a opção primordial recai sobre um jogador muito posicional, que adivinhe onde a bola cai e simultaneamente consiga colocá-la rapidamente no ataque em condições jogáveis. Vandinho encaixava na perfeição, mas Djamal e Custódio também servem essas intenções. Há outras tipologias bem definidas, que explicamos a seguir por sectores individualizados.


Darragi quer Espanha depois da Champions

Darragi no Braga é assunto na Tunísia a cada dia que passa e talvez por isso o Esperánce de Tunes, clube do jogador, decidiu publicar ontem uma entrevista do jogador ao sítio oficial. Nessa Darragi faz marcha-atrás e diz que agora já não lhe interessa tanto sair da Tunísia, pois está "apostado em ajudar o clube a ganhar a Liga dos Campeões africanos."

A frase deixa, automaticamente, o jogador mais longe de Braga. É que, perante a intransigência do multimilionário presidente do Esperánce, era a vontade de Darragi que mais jogava a favor do Braga nesta intensa batalha negocial que se arrasta há algumas semanas sem consequências práticas. Agora, darragi diz que quer continuar. "É óbvio que todos os jogadores querem melhorar a sua situação financeira e especialmente a futebolística. Quando a oportunidade se proporcionar, deixarei o Esperánce de Tunes. Espero que saia pela porta grande depois de conquistar mais títulos", acrescentou o Picasso da Tunísia, deixando mais uma vez explícito que pretende jogar mais alguns meses naquele clube.

Para piorar, depois o destino de eleição também parece escolhido. "O meu destino preferido seria Espanha. Aquela liga seduz-me", frisou.

O Braga vai tentar convencer novamente o jogador a forçar a mudança.

Aníbal renova e sai para rodar
O jovem Aníbal acertou ontem a renovação de contrato com o Braga. O clube tinha opção para mais um ano e decidiu accioná-la, mas aproveitou para reformular o contrato e aumentar significativamente o defesa-central. Ao melhorar as condições salariais, assegurou que o novo vínculo seja válido não só para a próxima época mas também nova opção por um ano, a accionar em Junho próximo. Aníbal vai agora ser emprestado, provavelmente a um clube da Liga Orangina.


Angolano Geraldo apontado no Brasil

O "Paraná Online" escreve na sua edição de ontem que o Braga fez proposta pelo angolano Geraldo, médio de 19 anos que recentemente completou 50 jogos pelo Coritiba. O jornal cita o empresário do jogador, que acrescenta ter em mãos outras duas propostas além da dos bracarenses: Valência e Paris Saint-Germain. "Mostraram interesse mas têm de conversar com a directoria", diz, ao que o Coritiba responde: "Não chegou nenhuma proposta." Ao que O JOGO apurou, Geraldo não é hipótese para o meio-campo arsenalista, embora tenha qualidade ao ponto de jogar na selecção principal de Angola
O JOGO
 

Darragi prefere ir para Espanha

Tunisino que o Braga queria para o meio-campo tem outros planos para o futuro.

À semelhança das negociações com Ernesto Farías, também o interesse do Braga em Ousmane Darragi, médio organizador do Espérance de Tunis, esbarrou nos valores.

O número 10 é praticamente um caso perdido para os minhotos, que em parceria com a Gestifute acenaram com cerca de 1 milhão de euros para convencer o emblema magrebino a vender a sua principal estrela.

Sem sucesso. Ontem, o site oficial do Espérance publicou extensa entrevista com Darragi, um sinal evidente de que o jogador está mais para ficar do que para sair.

«As ofertas existem e estão nas mãos da Direcção. Mas a sair tem que ser pela porta grande, com o título nacional e a Liga dos Campeões Africanos», disse Darragi, assumindo que tem o sonho de jogar em Espanha: «A La Liga seduz-me muito, é o meu destino preferido.»
A BOLA

publicado por carlitos às 15:33

Educação: Novo Acordo Ortográfico já é aceite nos exames nacionais

 

Lisboa, 17 jun (Lusa) -- O novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa só entra oficialmente na rotina das escolas a partir do próximo ano letivo, mas a nova grafia já é aceite nos exames nacionais que começam na segunda-feira.

A Associação de Professores de Português encara a mudança com naturalidade, mas admite que para os colegas de outras disciplinas haja dificuldades acrescidas.

Na dúvida sobre o que está escrito, os professores deixam passar porque a partir de setembro "deixa de ser erro", diz à agência Lusa o presidente da Associação Nacional de Professores, João Grancho, antevendo problemas nos primeiros anos de aplicação do acordo nas escolas, dada a "insuficiente informação" prestada aos docentes.

Nós por aqui, no pacto factual apesar de em alguns artigos já escrevermos segundo as novas normas em outros tal não acontece, mas é óbvio que brevemente vamos seguir o que "nos mandam" mesmo não estando de acordo, como é o meu caso pessoal. Apesar de julgar que a nossa língua se reinventa creio que não foi o caminho mais apropriado, mas serão pareceres para um artigo que podemos elaborar para o efeito. CAR

publicado por carlitos às 15:28

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
4

5
6
7
10

12
14
15
16

24

26
30


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds