...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Domingo, 01 de Maio, 2011

 

O bombardeamento da NATO à casa de Muammar Khadafi provocou este domingo a retirada imediata por parte da ONU de todos os seus funcionários na Líbia. Também a Grã-Bretanha expulsou, este domingo, o diplomata líbio depois da embaixada deste país ter sido atacada pelas forças líbias.

Vários edifícios das Nações Unidas foram atacados, em Trípoli, por «multidões em fúria» na sequência do bombardeamento da NATO à casa de Muammar Khadafi, que terá resultado em vários feridos, na morte do filho mais novo e de três netos.

Também o edifício da embaixada italiana, em Trípoli, foi vandalizado e incendiado, segundo contou à agência Reuters uma testemunha no local.

«De acordo com a Convenção de Viena, Khadafi tem o dever de proteger as missões internacionais em Trípoli», lembrou o secretário para os Assuntos Estrangeiros britânico, William Hague. E como isso não aconteceu, o embaixador líbio em Londres foi expulso, tendo apenas 24 horas para abandonar o país.

Recorde-se que o porta-voz do regime líbio afirmou que o bombardeamento da NATO visava «assassinar» Khadafi. Acusação essa já rejeitada pela Aliança Atlântica que afirma não atacar especificamente pessoas, mas, sim, alvos militares e de comando político.

A mesma posição foi repetida pelo primeiro-ministro britânico. Cameron lembrou que no mesmo dia que dizia querer negociar, na passada sexta-feira, Khadafi levou a cabo fortes ataques no porto de Misurata.

Foram, entretanto, divulgadas imagens do interior da casa do filho de Khadafi, atingida pelos mísseis da NATO. Os estragos são visíveis. Terão também sido mostradas, pela televisão estatal líbia, imagens dos alegados corpos do filho e netos de Khadafi. No entanto, nenhuma permite confirmar a identidade dos cadáveres que estão «tapados».

Já este domingo, voltaram a registar-se fortes combates em Misurata e Benghazi, cidades ainda nas mãos dos rebeldes, e fonte do regime confirmou a existência de várias vítimas, avança a CNN. A força do ataque pró-Khadafi «parece uma vingança» contou uma testemunha ocular.

 

Líbia: Khadafi

 

Última actualização às 01h43

Um bombardeamento da NATO atingiu uma residência de Muammar Khadafi, em Trípoli. Segundo avança a agência Reuters morreu o filho mais novo de Muammar Khadafi, Saif al-Arab, com 29 anos de idade. Há ainda registo de três netos do líder líbio terem perdido a vida. Khadafi sobreviveu, afirmaram as autoridades aos jornalistas.

A informação foi dada por um porta-voz do regime líbio, Moussa Ibrahim numa conferência de imprensa, avança a CNN. A mesma fonte explicou que Khadafi e a mulher estavam em casa do filho quando se deu o ataque este sábado à noite, mas estão bem. No entanto, outras pessoas terão ficado feridas.

Este sábado à noite, segundo testemunhas, foram ouvidas três fortes explosões em Trípoli.

A casa, numa área residencial, ficou com uma cratera no meio e ainda era visível uma bomba por explodir no local. O porta-voz do regime líbio afirmou ainda que Saif al-Arab estudava na Alemanha e não estava envolvido no governo liderado pelo pai e, por isso mesmo, descreveu o bombardeamento como «um crime de guerra».

Segundo descreve o jornalista da CNN, na Líbia, antes da conferência de imprensa, os jornalistas foram levados de autocarro até ao local do bombardeamento e autorizados a filmar tudo o que quisessem. Inicialmente, a conversa deveria ter acontecido junto aos escombros da casa, mas os jornalistas acabaram por ser levados de novo para um hotel.

Até ao momento, apenas fontes do regime de Khadafi avançaram com a informação. Nenhuma fonte da NATO comentou ainda a notícia.

Fonte da administração norte-americana avançou, a um jornalista da CNN, que pessoas próximas de Khadafi estavam a ligar a membros do executivo de Barack Obama, para contar que alguém importante no regime tinha morrido. Apesar de não identificarem a vítima mortal, garantiram que não era o líder líbio.

Alguns líderes dos rebeldes, segundo avança a televisão Al-Jazeera, já afirmaram ter dúvidas que o filho mais novo de Khadafi tenha morrido e dizem que ainda não foram mostradas provas.

No entanto, em Bengazi, o bastião dos rebeldes, quando foi conhecida a notícia, o povo saiu à rua para festejar

 

tags:
publicado por carlitos às 23:21

Quarta-feira, 06 de Abril, 2011

Regime de Kadhafi disposto a dialogar se rebeldes entregarem armas.

 

O regime do coronel Kadhafi afirmou hoje que está disposto a dialogar com os rebeldes se eles entregarem as armas, adiantou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Khaled Kam. As investidas entre rebeldes e as tropas aliadas a Muamar Kadhafdi cintinuam os confrontos nas cercanias da cidade de Brega prevendo-se novas investidas nos próximos tempos se não houver novidades nas negociações. Este confronto dura há semanas e vem no seguimento da rebelião dos países do Magrebe e Norte de África, da Argélia e Tunísia até ao Egipto e Líbia. Porém não é de descartar que outros países acordem para rebelióes mercê do poder autoritári oque ainda grassa naquele continua. Notícias recentes mostram o descontentamento do povo africano pelo regime de José Eduardo dos Santos no poder há mais de 30 anos.

tags:
publicado por carlitos às 11:31

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds