...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Segunda-feira, 16 de Maio, 2011

Guia de Dublin

Dublin, Liga Europa, Guia



 











 

Para aqueles que estão a poucas horas de chegarem a Dublin para assistir á final inédita entre equipas portuguesas, nada melhor, para juntar o útil da final na noite de quarta-feira, juntar o agradável de visitar uma das cidades mais bonitas da Grã-Bretanha.

Dublin apresenta-se aos visitantes como uma cidade vibrante e profundamente acolhedora. A alma irlandesa parece flutuar na cidade e pode sentir-se através da música que emana de todo o lado, ou nos copos repletos de cerveja negra ou uísque de malte que brindam nos pubs...

A capital da República da Irlanda é uma cidade de afectos, que convida à visita sem pressas, muito dentro do espírito irlandês de partilha e amizade que facilmente contagia os visitantes.
 
Dos trevos de quatro folhas aos cavaleiros sem cabeça, a Irlanda brinda quem a visita com uma cultura apaixonante, que produziu algumas das obras mais marcantes da cultura universal. 
 
Foi Dublin que viu nascer James Joyce e Oscar Wilde, e foi também em Dublin que nasceram Bram Stoker e Jonathan Swift, os pais respectivamente de Drácula e de Gulliver. 
 
Caminhar por Dublin é lembrar os clássicos de Joyce, Beckett ou Shaw, ou cruzar-se com a poesia de Yeats e Wilde; mas pode muito bem ser cruzar-se literalmente na rua com Bono Vox ou qualquer um dos outros três U2, que são talvez os filhos mais famosos da cidade nos dias que correm. 
 
E também não se admire se vir Collin Farrel sentado numa mesa ao seu lado a beber uma pint de Guinness enquanto assiste a um jogo da liga inglesa. É que estas coisas acontecem mesmo em Dublin!
 
Área: 114,99 km²
População: 505 739 hab.
Densidade:   4 398 hab/km²
Altitude: 20 metros
Línguas: Inglês e Gaélico
Moeda: Euro
Prefixo tel.: +353
website: www.dublincity.ie
Dublin é uma cidade pequena - em comparação com outras capitais europeias -, compacta, que convida ao passeio a pé. A cidade estende-se ao redor das margens do Liffey, e é ao seu redor que se erguem os principais monumentos e pontos de interesse.
 
Começando pelo Castelo de Dublin (A), o local onde começou a cidade, pode caminhar pelas ruas que conduzem ao Trinity College (B), entre elas a Grafton Street, aproveitando assim para se cruzar com a estátua de Molly Malone, um símbolo da cidade. 
 
Depois de um passeio, os parques da mais velha Universidade da Irlanda são uma óptima escolha para relaxar, podendo depois continuar o passeio pela Ponte O´Connell (E) e prosseguir pela rua com o mesmo nome (D). 
 
Perto encontra-se o edifício da Custom House (C), com sua característica silhueta, sem o qual o horizonte de Dublin não fica completo. 
 
Caminhar junto ao Liffey em direcção a The Four Courts (F) é um passeio que se aconselha. Depois é só atravessar novamente o rio para visitar a Catedral da Santíssima Trindade - conhecida pelos locais como Christ Church (G) -, que juntamente com a Catedral de São Patrício, são as duas Catedrais da cidade.
 
Leituras sugeridas
James Joyce - “Gentes de Dublin”
James Joyce - “Ulysses”
Banda sonora sugerida
U2 – Van Diemen´s Land
Sinead O'Connor & Chieftains - Foggy Dew
The Pogues – Sunny Side of the Street
The Cranberries - Linger
Filmes sugeridos
“O Meu Pé Esquerdo” de Jim Sheridan,
com Daniel Day Lewis e Brenda Fricker. (1989)
“Michael Collins” de Neil Jordan,
com Liam Neeson, Julia Roberts e Alan Rickman (1997)
Curiosamente num país em que a esmagadora maioria da população é católica, ambas as catedrais pertencem à minoritária Igreja da Irlanda - o ramo irlandês da Igreja anglicana – o que faz com que à mais pequena St. Mary's Pro-Cathedral caiba o papel de Pró-Catedral e sede do Arcebispo e Primaz da Irlanda, representante supremo da Igreja Católica Irlandesa. 
 
Depois do religioso, uma visita ao profano mundo da cerveja, e nada melhor que visitar a Guinness Storehouse (H) para saber mais sobre este ícone irlandês reconhecido em todo o mundo. Descubra a história da fermentação da cerveja, prove uma pint e desfrute da magnífica vista sentado numa das mesas do Gravity Barl, que dispõem um menu de iguarias locais confeccionadas com cerveja e feitas para serem degustadas na companhia de uma pint.
 
Se gosta de história, e é um apaixonado por revoluções, então uma visita a Dublin não fica completa sem uma conhecer a Kilmainham Gaol (I) , a antiga prisão onde estiveram detidos ou foram executados muitos dos líderes políticos rebeldes que lutaram pela independência irlandesa contra o domínio britânico.
 
Para o fim do dia, nada melhor que passear por Temple Bar (K), entre lojas e bares, deixar-se perder no emaranhado medieval deste bairro na margem sul do Liffey, onde os dublinenses se reúnem ao fim da tarde e durante a noite, muito por culpa do ambiente artístico e cultural que o caracteriza. CAR com zerozero.pt
publicado por carlitos às 16:20

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA