...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Quarta-feira, 06 de Abril, 2011

 

 

Optimismo português na corrida até à final

A Liga Europa entra na recta final com o futebol português a valer três oitavos das hipóteses de vitória, com a particularidade de o FC Porto ser o principal candidato a vencê-la segundo as casas de apostas e de o Benfica estar classificado no terceiro lugar desse mesmo ranking. E porque não pôr algum dinheirinho no sensacional Sporting de Braga? É que os apostadores não contam com eles, e os minhotos, esta época, não só não se cansam de ganhar dinheiro na UEFA como já provaram não ter medo de ninguém.

Se a lógica não for uma batata, FC Porto e Benfica, frente a Spartak de Moscovo e PSV, partem claramente como favoritos para chegarem às meias-finais, mas nada impede o Braga de sonhar com mais um feito heróico. Quem, para além de fazer nove pontos na Champions, deixa pelo caminho, em gloriosas jornadas de mata-mata, Celtic, Sevilha e Liverpool pode também bater-se de igual para igual com o Dínamo de Kiev, apesar de o favoritismo ser atribuído aos ucranianos por variadíssimas razões: as mesmas que arrasavam os bracarenses antes dos confrontos frente a escoceses, espanhóis e ingleses.

Interessante, também, a possibilidade de Benfica e Braga se defrontarem nas meias-finais caso ambos ultrapassem os actuais adversários, ao passo que a outra meia-final lógica - FC Porto-Villarreal - será, no universo dos apostadores, uma final antecipada, já que os espanhóis se situam entre portistas e benfiquistas na lista de potenciais vencedores.

Análise comparativa das oito equipas que chegaram aos quartos-de-final da Liga Europa sob a vertente do futebol e do negócio

O Sporting de Braga garantiu até agora um "prize money" de 12,6 milhões de euros a distribuir pela UEFA - quase cinco vezes mais do que o FC Porto (M€ 2,67). Além do prémio de presença na fase de grupos da Liga dos Campeões (M€ 7,2), o Braga acumulou igualmente M€ 2,1 pela participação no play-off, M€ 2,4 pelas três vitórias na Champions e M€ 0,9 pela presença nos 16 avos, oitavos e quartos-de-final da Liga Europa.

Benfica e Spartak foram as duas equipas que mais investiram no plantel em 2010/11, com contratações acima dos 36 milhões de euros nos recentes mercados de Verão e Inverno. No pólo oposto estão Villarreal e Sporting de Braga.

O Sporting de Braga utilizou 18 jogadores estrangeiros nos 14 jogos europeus de 2010/11. Em termos percentuais, no entanto, o Benfica é o clube com maior peso de jogadores não nacionais (80,95%). O Villarreal é a equipa mais "nacional", com 14 espanhóis entre os 19 jogadores utilizados.

O Twente é a equipa com o 11 mais estável (nove jogadores participaram em mais de 70% dos minutos). Benfica e Dínamo de Kiev são as equipas que mais rodaram os seus jogadores.

O FC Porto é o grande favorito para as casas de apostas. Sporting de Braga o "outsider" principal.



Salvador sonha com a final

Aconteça o que acontecer daqui em diante, a campanha do Braga nas competições europeias será sempre adjectivada de histórica. Entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões ou atingir os quartos-de-final da Liga Europa são feitos nunca alcançados no passado pelos arsenalistas, mas há quem ainda sonhe com mais. Embora não viva consumido por esse desejo, António Salvador sonha ver a equipa disputar o jogo decisivo da mais recente prova criada pela UEFA, que se realizará em Dublin. "Quem acreditou e chegou até onde chegou [quartos-de-final]... Só faltam duas eliminatórias para chegar à final", lembrou o presidente dos bracarenses antes da partida da equipa para a Ucrânia, onde amanhã defrontará o Dínamo de Kiev na primeira mão dos quartos-de-final da competição.

Os restantes clubes presentes nesta fase da Liga Europa têm créditos firmados nas provas europeias, mas isso não retira confiança a António Salvador, até porque, como fez questão de lembrar, "nem sempre são as melhores equipas que ganham". "Sabemos das nossas qualidades e limitações, mas quando há ambição, carácter e vontade de vencer, o Braga é único e supera quaisquer problemas que possam surgir", afirmou o líder dos Guerreiros do Minho, satisfeito por ver que Alan e companhia estão a atravessar "uma boa fase, quer no campeonato, quer na Europa". Logo, as perspectivas de Salvador para o encontro com o Dínamo de Kiev não poderiam ser melhores. "Tudo faremos para que no fim tenhamos um bom resultado, ou seja, uma vitória. Mas o mais importante é marcar golos", apontou, ou não fosse esta, como recordou, "a primeira parte de uma eliminatória que terá dois jogos". "Vamos defrontar um adversário difícil, como se percebe pelo percurso deles. Agora, sabemos que temos um grande grupo de trabalho e que, se formos o que fomos naqueles jogos na Europa de maior dificuldade e que soubemos ultrapassar, porque tivemos ambição e capacidade de entreajuda, vamos fazer um grande jogo e trazer um bom resultado para Portugal", concluiu.

Parabéns enviados ao FC Porto

As boas relações existentes entre o Braga e o FC Porto, que este ano até permitiram aos bracarenses receber Ukra por empréstimo, são sobejamente conhecidas. Por isso, António Salvador aproveitou a presença de jornalistas no Aeroporto de Francisco Sá Carneiro, em Pedras Rubras, para enviar uma mensagem que teve como destinatário os dragões. "Quero aproveitar para dar os parabéns ao novo campeão nacional", declarou o presidente dos arsenalistas, numa atitude desportivista.

Resposta de Domingos é tabu... até amanhã

Apesar de Domingos Paciência ter ficado de dar uma resposta à proposta de renovação apresentada por António Salvador até ao jogo de amanhã, com o Dínamo de Kiev, o suspense vai continuar por mais alguns dias. O treinador, que ontem viajou na companhia da esposa, Isabel, atirou para o presidente do Braga a responsabilidade de a tornar pública, mas este já alertou que não o irá fazer. Pelo menos até à hora do começo do encontro com os ucranianos. "[Renovação de Domingos] É um assunto que será resolvido internamente. Vocês [jornalistas] têm falado muito sobre este processo, mas isso não entra no clube. Seja qual for a decisão, permanecerá guardada internamente. Até quinta-feira não será assunto", garantiu Salvador, bombardeado com perguntas sobre o tema do momento na Cidade dos Arcebispos, mas nunca levantou a ponta do véu sobre o futuro do técnico.


Pósteres do FC Porto no avião do Braga

A conjugação da oferta de jornais O JOGO no avião que transportou o Braga até Kiev e a promoção da edição do dia do diário desportivo, oferta de pósteres do FC Porto, campeão nacional 2010/11, acabaram por dar um surpreendente colorido azul e branco numa comitiva marcadamente vermelha que ontem precisou de quase oito horas entre a chegada a Pedras Rubras e o check in no hotel na capital da Ucrânia. É certo que pouco mais de quatro horas foram passadas a bordo do Airbus A310 da SATA - numa viagem de alguma turbulência e que inclui até os "parabéns a você" a um dos passageiros -, mas é verdade que provoca sempre alguma mossa.

O demorado processo de controlo dos passaportes contribuiu para o prolongar da maratona que trouxe o Braga até à cidade onde amanhã começa a disputar a passagem às meias-finais da Liga Europa. Se estar nos quartos-de-final é inédito, imagine-se o que será para o clube minhoto ultrapassar a histórica equipa ucraniana. E já agora, voltando ao FC Porto, os dragões foram a última equipa portuguesa a jogar no Estádio Valeriy Lobanovsky, em 2008-2009 - na véspera do Milan-Braga, na extinta Taça UEFA -, regressando a Portugal com uma vitória, por 2-1, decisiva na altura para a ultrapassagem da fase de grupos da Liga dos Campeões. Ora, aqui está um resultado que Domingos Paciência não desdenharia frente ao rival treinado pelo russo Yuri Semin.

O Braga está, assim, de regresso à Ucrânia, onde se despediu da igualmente meritória participação, também ela inédita, na fase de grupos da Liga dos Campeões, com um 2-0 diante do Shakhtar Donetsk. Aliás, os ucranianos foram os únicos a não sofrer qualquer golo do Braga na Champions, tendo vencido na "Pedreira" por claros, 3-0. Marcar o primeiro golo em solo ucraniano seria, amanhã, um bom código postal para a passagem às meias-finais.

26 | O Braga deixou o Porto com temperaturas quentes para início de Primavera, mas depois dos 26 graus à hora da partida, chegou a Kiev com os termómetros nos seis graus. A máxima para hoje não deverá ultrapassar os 14 graus.

8 | O Braga precisou de cerca de oito horas para ligar Braga ao hotel em Kiev. Após ter deixado o Minho por volta das 13h00, rumo ao aeroporto de Pedras Rubras, chegou à unidade hoteleira já passavam das 21 horas portuguesas, mais duas locais.


Hugo Viana eliminou o Kiev Sheva já ganhou ao Braga

No plantel do Dínamo de Kiev, há um jogador que já venceu o Braga: Shevchenko, naturalmente, uma vez que é, entre todos, o jogador mais experiente. O avançado era titular do AC Milan em 2008/09, quando a equipa bracarense, então treinada por Jorge Jesus, perdeu em San Siro por 1-0. Nessa data, rezam as crónicas que Moisés e Rodriguez anularam completamente o famoso dianteiro, que completou os 90 minutos ao lado de Inzaghi, e o jogo só foi resolvido no último minuto com um golo genial do fantasista Ronaldinho Gaúcho. Dessa equipa restam, na capital do Minho, Vandinho, Alan e Paulo César, além do defesa peruano. Hoje, o Braga é muito mais forte e o avançado internacional ucraniano está já numa fase descendente da carreira, na qual defrontou em seis ocasiões equipas portuguesas: venceu quatro (sempre em casa), empatou duas (sempre fora). Aos guerreiros do Minho cabe tentar quebrar esta tradição.

Por seu turno, no plantel minhoto há um jogador que sabe o que é jogar (e perder) no Estádio Valeriy Lobanovskiy. Hugo Viana, pelo Newcastle, visitou esta cidade em 2002/03, na fase de grupos da Liga dos Campeões. Foi derrotado por 2-0, mas isso não impediu que uma segunda volta fantástica (onde se inclui um 2-1 aos ucranianos) permitisse a ultrapassagem aos rivais e o consequente apuramento, ficando o Dínamo de fora. Um exemplo a recordar.

Sem derrotas caseiras há 19 anos

Nas competições europeias, o Dínamo de Kiev não perde no seu estádio desde 2008/09, em jogo da Liga dos Campeões contra o Barcelona. Já lá vão sete desafios, ainda assim menos do que os 12 em que segue imbatível no Valeriy Lobanovskiy em encontros exclusivamente a contar para a Liga Europa/Taça UEFA. A última derrota ocorreu em Novembro de 1992, frente ao Anderlecht. Na altura, os belgas despacharam os ucranianos com três golos sem resposta.


Rodriguez e Elderson ficam em casa lesionados

Ainda não foi desta que Domingos Paciência completou uma lista de convocados para a Liga Europa sem ter de recorrer a atletas que habitualmente jogam no Vizela. O treinador contava que Rodriguez recuperasse de uma mialgia na região posterior da coxa esquerda a tempo de seguir viagem rumo a Kiev, evitando que Aníbal fosse chamado, mas o internacional peruano ainda apresentou limitações e, por isso, acabou por ficar na Cidade dos Arcebispos a realizar tratamento. Com o central ficou também Elderson, que, à última da hora, apresentou queixas de natureza muscular. De acordo com o boletim clínico ontem divulgado, o lateral-esquerdo tem uma mialgia na face posterior da coxa direita e nos próximos dias limitar-se-á a ser tratado pelos fisioterapeutas do clube arsenalista. Para o seu lugar acabou por ser chamado Dani (lateral-direito), que ainda no fim-de-semana jogou 79 minutos no jogo entre o Vizela e o Chaves, que terminou com um empate sem golos.

Ao contrário do que sucedeu com o Beira-Mar, Domingos levou apenas 18 jogadores para Kiev. Marcos (foi rendido por Cristiano) e Ukra foram os dois nomes que saltaram fora em relação ao jogo de Aveiro.

Espiões City e Dnipro ajudam

O Dínamo de Kiev falhou a presença em Portugal para observar "in loco" o Braga, mas os minhotos não facilitaram a esse ponto. O observador Sérgio Vieira esteve em Dnipropetrovsk no dia 20 de Março e assistiu ao vivo à vitória por 1-0 da equipa de Matheus, ex-jogador do Braga. Além do desse encontro, os bracarenses recolheram todos os vídeos dos jogos realizados pelos ucranianos na Liga Europa, afinal aqueles em que o Dínamo não teve quaisquer facilidades, coisa que nem sempre acontece nas competições internas. E contou com a preciosa ajuda do Manchester City, eliminado pelo clube da capital da Ucrânia na ronda anterior, através dos bons contactos de Sérgio Vieira. O City facilitou dados sobre o Dínamo, que impressionou especialmente no ataque. Shevchenko, Milevskiy e Yarmolenko são atacantes poderosos, e Gusev e Eremenko médios de ataque que ajudam, e de que maneira, a municiar esse sector. Ao Braga, nada escapará por desconhecimento.


Árbitro dá galo às equipas portuguesas

Bjorn Kuipers foi nomeado pelo Comité de Árbitros da UEFA para dirigir o jogo do Braga em Kiev, com o Dínamo. Nascido

há 38 anos em Oldenzaal, cidade holandesa onde é proprietário de uma cadeia de supermercados, desde muito cedo que Bjorn Kuipers ganhou "paixão pela arbitragem": o pai e a mãe foram árbitros oficiais. Internacional desde 2006, o árbitro holandês apitou dois jogos do Benfica: em 2008, derrota por 3-2 em Nápoles, e, na época passada, na goleada (4-1) sofrida em Liverpool, para os quartos-de-final da Liga Europa.

Sem Mesquita mas com Coutada

Ao contrário do habitual, o autarca de Braga não acompanhou a equipa do coração e de que até já foi presidente. Não estava Mesquita Machado, mas estava Carlos Coutada, líder da AF Braga, numa comitiva que, de resto, contou com todos os administradores da SAD. Com Salvador à cabeça, claro está.

Meia centena de adeptos

Era mais do que esperado. Uma viagem tão longa (no tempo e na distância) a um preço que ronda os mil euros não podia ter muitos aderentes. Assim, serão apenas cerca de 50 adeptos os que amanhã puxarão pela equipa no Estádio Valeriy Lobanovskiy. Neste número estão incluídos VIPS e convidados.

Um cheirinho ao Euro'2012

Ainda falta mais de um ano e até há reservas por parte da UEFA quanto ao prazo de conclusão dos estádios ucranianos. Mas, neste país, não há dúvidas quanto à realização da prova, e isso fica patente logo na porta de desembarque do aeroporto. Vários logótipos e publicidade de parceiros oficiais para fazer alguns jogadores, como Sílvio, sonhar.

Kaká e Garcia em risco de exclusão

Entre os convocados do Braga, há dois jogadores em risco de falhar o jogo da segunda mão. São eles Miguel Garcia e Kaká, que contam com dois amarelos nestes quatro jogos já disputados na Liga Europa. Paulão, que por lapso demos como suspenso para esta partida, não está sequer em risco.


Braga disponibiliza 1500 bilhetes ao rival

Está instalada a polémica entre Braga e Guimarães. O clássico do Minho é só na segunda-feira, mas já está a dar que falar, e tudo por causa dos bilhetes. Pela Cidade-Berço circulou a notícia que os arsenalistas não iriam enviar ingressos para os vimaranenses, violando um acordo assinado no início da época entre os dois clubes, em que o visitado cederia 4500 bilhetes ao visitante a um preço unitário de dez euros, mas António Salvador negou essa intenção antes de rumar a Kiev. "Há regras e procedimentos a serem cumpridos e o Braga vai cumpri-los completamente", vincou o presidente dos bracarenses, deixando uma garantia."Se forem requisitados e os quiserem comprar, obviamente que haverá bilhetes", afiançou.

A promessa de Salvador, de resto, acabou por ser cumprida e, assim que a equipa chegou à capital da Ucrânia, fonte oficial do Braga revelou que serão cedidos 1500 bilhetes aos adeptos do Guimarães, a um preço de 22 euros. Além disso, explicou que o prazo máximo para os vitorianos solicitarem os 4500 ingressos estipulados no acordo entre os dois clubes acabou ontem, e que tal não sucedeu. O JOGO ainda tentou ouvir a versão dos vimaranenses sobre o assunto, mas estes optaram pelo silêncio.

Multa por quebra da lei chega aos 10 mil euros

O regulamento de competições da Liga não deixa margem para dúvidas quanto à obrigatoriedade do Braga em ceder bilhetes ao Guimarães, independentemente de qualquer acordo entre os dois clubes. Segundo o ponto 1 do Artigo 67º, os vitorianos têm direito a cinco por cento da capacidade do Estádio AXA, ou seja, 1500 bilhetes. Para isso, têm de os solicitar com a antecedência mínima de 12 dias, como se pode ler no ponto do Artigo 68º. Se os arsenalistas violarem a lei, incorrem numa coima que pode ir dos cinco aos dez mil euros. IN "O jogo.pt"

publicado por carlitos às 15:26

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA