...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Quarta-feira, 27 de Abril, 2011

Década de 90 com total domínio italiano. Novo século traz mais abertura.

 

Portugal iguala feito espanhol de 2006/07

 

 

O facto de Portugal ter três equipas nas meias-finais da Liga Europa é não só um feito para o futebol nacional como algo só alcançado esporadicamente.

A Liga Europa é a segunda maior competição de clubes e este ano conta com três equipas nas meias-finais, o que indica que, pelo menos uma, já tem garantido lugar na final. FC Porto-Villarreal é o duelo ibérico, Benfica-Sp.Braga é o embate luso.

Preencher três vagas parece simples, mas é algo esporadicamente conseguido. A última vez que a prova contou com um trio do mesmo campeonato foi em 2006/07: o Espanhol mediu forças com os alemães do Werden Bremen e o Osassuna enfrentou o Sevilha. A final teve ‘salero’, com a equipa andaluza a levar a melhor sobre o Espanhol.

Em 2002/03, quando os portistas conquistaram a sua primeira prova europeia era-Mourinho, Portugal teve duas equipas nas meias-finais, com o Boavista a perder para o Celtic.

 

Do domínio italiano à cada vez maior heterogenia

 

A época de 90, ainda sob a designação Taça UEFA, foi totalmente dominada pela Itália. De 1990 a 1999, em dez finais, os italianos participaram em nove e conquistaram oito. Na entrada no novo século, as fases finais abriram-se a outros mercados e começaram a surgir equipas de ligas teoricamente mais fracas, ainda que, em parte, a Espanha tenha substituído a Itália como dominador da prova. ‘Nuestros hermanos’ em dez finais conseguiram vencer quatro, com o Sevilha a bisar (2005/06 e 2006/07). Antes, em 2003/04, o Valência bateu o Marselha e na época passada foi o Atlético de Madrid a levar a Taça.

Equipas como o Feyernoord, o Zenit ou o Shakhtar Donetsk já arrecadaram o troféu, em 2001/02, 2007/08 e 2008/09, respectivamente, mostrando que a prova está muito mais aberta a que os ‘pequenos’. Também na década passada, Portugal arrecadou um troféu (2002/03) e conseguiu levar mais uma equipa à final, com o Sporting a acabar por perder com o CSKA de Moscovo (2004/05). No ano anterior, o FC Porto conquistou a Liga dos Campeões, a primeira de José Mourinho.

Portugal está bem posicionado para trazer a o troféu da Liga Europa. Ou para o Porto, Lisboa ou Braga.


Villarreal, último obstáculo a inédito feito lusitano

 

Seis anos após a presença do Sporting, no jogo que decidiu a Taça UEFA de 2004/2005, Portugal tem assegurada uma 15.ª final europeia, mas pode ainda fazer melhor, monopolizá-la, como só espanhóis, ingleses, alemães e italianos conseguiram.

 

 

 O Villarreal, adversário do FC Porto, é o último obstáculo a uma final da Liga Europa 100 por cento portuguesa, a 18 de Maio, em Dublin, já certa para Benfica ou Sporting de Braga.

Seis anos após a presença do Sporting, no jogo que decidiu a Taça UEFA de 2004/2005, Portugal tem assegurada uma 15.ª final europeia, mas pode ainda fazer melhor, monopolizá-la, como só espanhóis, ingleses, alemães e italianos conseguiram.

Esse feito está nas mãos do FC Porto, de André Villas-Boas, que está época já bateu vários recordes históricos do futebol luso na Europa, com destaque para os 12 triunfos e os sete alcançados em outros tentos jogos fora.

Em 14 encontros, os “azuis e brancos” só cederam um empate (1-1 com o Besiktas, na fase de grupos) e uma derrota (0-1 com o Sevilha, após triunfo por 2-1 fora), isto com 36 golos marcados, igualando o recorde do Sporting, em 1963/64.

A formação portista tem feito um percurso notável e é mesmo apontada como a grande favorita à conquista da prova, numa época em que já assegurou o título nacional, venceu a Supertaça e está na final da Taça de Portugal.

Depois do desaire (com sabor a vitória) na recepção aos andaluzes, a 23 de Fevereiro, o FC Porto vai, aliás, numa impressionante série de 12 triunfos consecutivos, dois deles na Luz (2-1 para a Liga, que selou o 25.º título, e 3-1 para a Taça, após um desaire por 2-0 no Dragão).

A “avalanche” portista dizimou igualmente os russos do CSKA de Moscovo e do Spartak de Moscovo, que somaram quatro desaires com o conjunto de Villas-Boas, sendo que os segundos foram goleados nos “quartos” por um total de 10-3.

Pela frente, agora, o FC Porto vai ter, no entanto, um adversário mais forte, um conjunto sem história europeia, mas que segue no quarto lugar da Liga espanhola, apenas atrás de FC Barcelona, Real Madrid e Valência.

Com um percurso notável na prova, o Villarreal tem jogadores de enorme qualidade, com destaque para o avançado italiano Giuseppe Rossi, sem esquecer os campeões do Mundo Cazorla, Marchena e Capdevilla, Nilmar, Cani ou Diego Lopez.

O Estádio do Dragão, no Porto, será palco do primeiro encontro, quinta-feira, pelas 20h05, com a eliminatória a decidir-se uma semana depois, em Espanha, no mesmo horário.

 

      

                                                                                                                                                                                   

 

tags:
publicado por carlitos às 19:55

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab




20

25


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA