...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Quinta-feira, 07 de Abril, 2011

No dia do grande jogo da Ucrânia entre Dínamo e SC Braga, deixamos aqui o plantel da equipa adversário dos bracarenses e o estádio Valeriy Lobanovskiy, palco do  jogo de amanhã.

 

 

 

 

Guarda Redes

Defesa

Médio

Avançado

1

Oleksandr Shovkovskiy

2

Danilo Silva

4

Tiberiu Ghioane

7

Andriy Shevchenko

31

Stanyslav Bohush

3

Betão

5

Ognjen Vukojevic

9

Andriy Yarmolenko

35

Maksym Koval

6

Goran Popov

8

Oleksandr Aliyev

10

Artem Milevskyi

71

Denys Boyko

17

Taras Mykhalik

11

Michael

11

André

74

Artem Kuchak

26

Andriy Nesmachnyi

14

Frank Temile

22

Artem Kravets

   

 

30

Badr El Kaddouri

14

Sergiy Rybalka

49

Roman Zozulya

   

 

34

Evgen Khacheridi

18

Facundo Bertoglio

77

Guilherme

   

 

44

Leandro Almeida

19

Denys Harmash

   

 

   

 

   

 

20

Oleg Gusev

   

 

   

 

   

 

21

Gérson Magrão

   

 

   

 

   

 

23

Roman Eremenko

   

 

   

 

   

 

36

Milos Ninkovic

   

 

   

 

   

 

37

Ayila Yussuf

   

 

   

 

   

 

45

Vladyslav Kalytvyntsev

   

 

 

  Entretanto esta quarta-feira, na antevisão do jogo Domingos Paciência e Miguel Garcia acreditam num jogo ao nível do apresentado em Liverpool.

Pretendem um empate com golos para depois resolver o jogo em Braga. Falou-se também de Matheus:

Domingos Paciência fez a antevisão esta quarta-feira o jogo contra o Dynamo Kyiv e assegurou que o Sp. Braga «não vai jogar para o 0-0». O objectivo dos arsenalistas passa por «actuar da mesma forma que em Liverpool» e, pelo menos, «igualar esta grande equipa que é o Dynamo» para depois resolver a eliminatória em casa.

Vai haver um Sp. Braga ambicioso e corajoso no Valeri Lobanovskyi. A garantia foi dada pelo próprio Domingos Paciência e reforçada depois por Miguel Garcia.

Para o treinador, um empate na Ucrânia será um «bom resultado» se for alcançado com golos mas o triunfo é a meta principal. «Não vamos jogar para o 0-0. Vamos jogar da mesma forma que em Liverpool e se os níveis de atitude e concentração da equipa estiverem nos limites podemos igualar esta grande equipa que é o Dynamo, mais calculista e muito forte nas transições», referiu Domingos.

O treinador dos minhotos chamou a atenção para os «17 internacionais» da equipa de Kiev, «o que traduz bem o potencial do adversário» mas reforçou a «boa fé num bom resultado» para além do seu modelo de jogo assentado no colectivo com destaque para Shevchenko, Eremenko ou o melhor marcador na prova, Artem Milevskyi. Depois, recordou o seu ex- pupilo Matheus. «Sei que ele apostou no Dnipro que íamos passar a eliminatória. Ele tem essa confiança e nós também», concluiu o técnico.

Miguel García foi o jogador que acompanhou o mister no pré-jogo e também falou do apoio que o avançado brasileiro prestou à equipa bracarense. «Foi nosso colega durante algum tempo e hoje esteve no hotel connosco. Está a acompanhar os nossos resultados e a torcer por nós», destacou o lateral, acrescentando que «um bom resultado em Kiev é um empate com golos e um excelente resultado é a vitória». «É isso que vamos procurar fazer, para depois resolver em Braga», rematou o número 15.

 

Do lado dos ucranianos sobranceria não faltou a Semin treinador do Kyiv que se mostra favorita até para a final da competição:

Yuriy Semin, treinador do Dynamo Kyiv, falou hoje aos jornalistas para antever o confronto com o Sp. Braga e não teve meias medidas na apresentação das suas opiniões. Para o líder dos ucranianos, os seus jogadores são «favoritos não só na eliminatória como para chegar à final».

O técnico do Dynamo Kyiv deixou hoje quaisquer contenções de parte e deu uma animada conferência de imprensa para antever o duelo com os arsenalistas. Para Semin, este jogo de quinta-feira é pouco mais do que uma mera formalidade: «Somos favoritos não só na eliminatória, como somos favoritos para chegar à final».

«Neste momento, os [meus] jogadores têm mais experiência, vários jogos internacionais e há uma série de posições em que estamos melhor que antes», acrescentou ainda.

Sobre o Sporting de Braga, poucas palavras mas um elogio: «Este Sp. Braga não tem muito a ver com a equipa que defrontou o Shakhtar e que teve alguns problemas no início do campeonato. É uma equipa diferente, para melhor, que conseguiu eliminar o Liverpool e tem somado vitórias na Liga portuguesa, sem sofrer muitos golos. Nós vimos um monte de jogos do Sp. Braga e a equipa parece bem no plano físico», constatou.

 

A terminar,um pouco de História sobre a cidade sua Econolia e outras curiosidades

ESTÁDIO OLÍMPICO, KIEV

 

Morada: Rua Velyka Vasylkivska, nº 55, Kiev

Capacidade para o UEFA EURO 2012™: 63.195

Pista de atletismo: Sim

Transportes: Metro/Autocarro/"Trolleys"

 

O Estádio Olímpico, o maior recinto do UEFA EURO 2012™, está a ser alvo de remodelação total tendo em vista a fase final, obras que incluem um novo tecto transparente.

 

 

Província: Município da Cidade de Kiev

População: 2.820.000

Área: 839km²

Altitude: 168m acima do nível do mar

Clima: Invernos gélidos e Verões abrasadores. A temperatura mais fresca alguma vez registada foi -32,2ºC; a mais elevada, 39,4ºC

Existe um monumento na margem direita do rio Dniepre que retrata um barco transportando os quatro gémeos eslavos que se crê terem fundado Kiev. A irmã, Lybid, está na proa, em posição de liderança e elegantemente erguida frente à tempestade. Schek e Khoryv estão atrás de si, orgulhosos e vigilantes, de lanças em riste. O terceiro irmão, Kyj, que dá o nome à cidade, repele o passado com o seu arco.

É uma representação icónica de um local que, desde a sua fundação, no séc. V, como entreposto comercial, tem sido marcado pela guerra e períodos conturbados, mas que, ainda assim, permaneceu de forma graciosa ao longo do tempo. Designada capital da Ucrânia depois de ter herdado o estatuto de Kharkiv em 1934, Kiev é actualmente uma cidade de contrastes impressionantes, onde uma mescla de ostentação de arquitectura imponente se funde na conveniência soviética.

 

HISTÓRIA 

Descrita como a "alegria do Mundo" por cronistas medievais, entre o séc. X e XIII, Kiev foi capital do Rus de Kiev, a primeira grande civilização eslava do Leste. Tendo prosperado sob o domínio dos povos escandinavos, em 989 o knyaz (soberano) Volodymyr decidiu juntar-se a Constantinopla, casar com a filha do imperador e adoptar o Cristianismo Ortodoxo, tendo a população sido conduzida até Dniepre para um baptismo em massa. Kiev transformou-se num centro cultural e político de reconhecida beleza, mas os dias de glória foram de curta duração e o declínio tornou-se incontornável quando os mongóis saquearam a cidade, em 1240.

Por altura da passagem de Catarina, A Grande, em 1787, pouco sobrava da outrora alegre Kiev. "Procurei por uma cidade", lamentou-se. "Mas até agora só encontrei duas fortalezas e alguns povoados remotos". Depois surgiu a lei de Lázaro. Sob domínio russo, começou a crescer num ápice devido ao aumento da produção de açúcar na viragem do século XX, apesar de ter atravessado um período difícil durante a Revolução Bolchevique, Kiev ficou de rastos após a ocupação nazi, entre 1941 e 1943. Os anos do pós-guerra rapidamente trouxeram a industrialização e a construção de blocos habitacionais (80 por cento da população em 1943 era constituída por sem-abrigo) e, quando a União Soviética chegou ao fim, Kiev tornou-se na capital ucraniana.

 

ECONOMIA

A cidade pode ter sido fundada como entreposto comercial, mas foi apenas a partir da revolução industrial do império russo, no final do século XIX, que realmente se desenvolveu. Actualmente, Kiev é a capital científica, educacional e industrial da Ucrânia, especializada em borracha vulcanizada, materiais de construção, fertilizantes e indústria aeronáutica. Grande parte da sua electricidade provém de fontes renováveis – hidroelectricidade e energia geotérmica –, especialmente desde o acidente de 1986 ocorrido em Chernobyl, situada 100 quilómetros a norte de Kiev.

 

A VER

Kiev não é a mais compacta das cidades. Perto do Estádio Valeriy Lobanovskiy, a rua Khreshchatyk passa pelo centro e passear-se por ela é um passatempo dos habitantes de Kiev, especialmente aos fins-de-semana, quando está fechada ao trânsito. A rua foi arrasada durante a Segunda Guerra Mundial e reconstruída no imponente estilo soviético, mas à cidade não falta beleza estética. Os incríveis mosaicos e frescos do século XI da Catedral da Santa Sofia saltam à vista e o local é palco de coroações, inúmeras cerimónias e a primeira escola e biblioteca de Kiev.

Tornada famosa a nível internacional pelos romances de Andriy Kurkov, a Andriyivski uzviz (a Ladeira de André), uma das ruas mais antigas da cidade, está na sombra da magnífica Igreja de Santo André, projectada pelo arquitecto responsável pelo Palácio de Inverno de São Petersburgo. Seguindo pelo "Montmartre de Kiev", a meio encontra-se o Museu Bulgakov, onde Mikhail escreveu o livro "A Guarda Branca", enquanto um passeio de artistas, já perto do topo, se transforma numa gigantesca galeria de arte ao ar livre ao fim-de-semana. Mais à frente está o incrível Mosteiro de Kyevo-Pecherska Lavra, construído em 28 hectares de uma colina sobre o Dniepre.

Grande parte da margem esquerda está situada em terra recuperada e talvez um benefício imprevisto tenha sido a criação de cidades balneares. Existem algumas na ilha de Trukhaniv e no Hydropark, com vistas soberbas sobre o Lavra, classificado como património mundial pela UNESCO. Num registo diferente – mas não menos vistoso – está o ginásio ao ar livre grátis de Hydropark e uma colecção de aparelhos pós-apocalípticos, desde peças de carrinha usadas até sucata.

 

TRANSPORTES


Entrar e Sair

Kiev possui dois aeroportos, o de Zhulyany (8km a sudoeste do centro da cidade), para viagens internas, e o Boryspil Internacional (35km a leste). O último destes tem serviços regulares para Varsóvia, Lviv, Kharkiv e Donetsk. A Estação Central de Autocarros fica três quilómetros a sul do centro da cidade e oferece viagens mais longas, mas também mais baratas, para outras cidades-sede do UEFA EURO 2012™: Lviv (10 horas), Kharkiv (7) e Donetsk (11h30). A estação de comboios, situada no coração da cidade, tem ligações, muitas delas pela noite dentro, a Kharkiv (a 6 horas), Lviv (6h30), Donetsk (12), Varsóvia (15), Poznan (18 horas) e Wroclaw (25).

 

Distâncias para outras cidades-sede do UEFA EURO 2012™:

Kharkiv – 460km

Lviv – 530km

Varsóvia– 800km

Donetsk – 810km

Wroclaw – 1150km

Poznan – 1120km

Gdansk – 1150km

 

Cidade e Arredores

Da rede de transportes públicos fazem parte autocarros, "trolleys", eléctricos e um metropolitano sempre em expansão. Este último é geralmente o meio de transporte mais rápido e conveniente para andar de um lado para o outro, mesmo que a descida às profundezas da cidade seja uma viagem digna de registo. Situada a 102 metros de profundidade, a estação de Arsenalna é uma das mais profundas do Mundo. Está aberta das 6h00 até à meia-noite e o bilhete de uma viagem na linha azul-turquesa custa 1,7 hryvnias (cerca de 1,5 euros). Um passe mensal custa 95 hryvnias (8,30 euros). Tal como muitos sistemas de metropolitano soviéticos, as estações são limpas e cuidadosamente decoradas, algo que contrasta com a menos fiável rede de autocarros, que lida diariamente com o trânsito de Kiev.

 

DESPORTO
Excelência desportiva e Kiev andam de mãos dadas. O FC Dynamo Kyiv tem monopolizado o campeonato ucraniano, mas isso é um pequeno domínio quando comparado com a hegemonia do Spartak Kiev, equipa de andebol feminina. Conquistou 20 campeonatos da URSS consecutivos, entre 1969 e 1988, e também causou impacto nas competições europeias. Borys Shakhlin, conhecido pelo "Homem de Ferro", venceu sete medalhas de ouro olímpicas, um palmarés impressionante, apesar da compatriota e ginasta Larysa Latynina ter ganho nove. Nenhum deles nasceu em Kiev, mas ambos mudaram-se para a cidade muito cedo, tal como o atleta Valeriy Borzov, vencedor dos 100 e 200 metros nos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972. Kiev também é a cidade-natal do hoquista no gelo Ruslan Fedotenko, duas vezes vencedor da Stanley Cup.


FUTEBOLKiev é a casa da equipa dominante no futebol ucraniano, o FC Dynamo Kyiv. No entanto, o Dínamo não é a única formação da capital presente na primeira divisão. Juntamente com ele estão o FC Arsenal Kyiv, anteriormente conhecido como CSKA, a equipa do exército, e o FC Obolon, patrocinado por uma por uma empresa de cervejas. Ainda assim, o Dínamo é figura de destaque devido ao seu longo historial de sucesso, que remonta à era soviética. Nele jogaram três vencedores da Bola de Ouro: Oleg Blokhin (1975), IgorBelanov(1986) eAndriyShevchenko(2004).


FCDynamoKyiv
Alcunha:Bilo-syni(Brancos-e-azuis)
Fundação:1927
Palmarés: Taça das Taças (2) 1975, 1986; SuperTaça Europeia (1) 1975; Campeonato ucraniano (13) 1993, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2003, 2004, 2007, 2009; Taça da Ucrânia (9) 1993, 1996, 1998, 1999, 2000, 2003, 2005, 2006, 2007; Campeonato da URSS (13) 1961, 1966, 1967, 1968, 1971, 1974, 1975, 1977, 1980, 1981, 1985, 1986, 1990; Taça da URSS (9) 1954, 1964, 1966, 1974, 1978, 1982, 1985, 1987, 1990
Jogador emblemático: Oleg Blokhin (1969-1988)
Sabia que? O Dínamo foi a primeira equipa da antiga União Soviética a conquistar um troféu europeu, quando ergueu a Taça das Taças em 1975.

publicado por carlitos às 00:02

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab




20

25


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA