...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Quinta-feira, 10 de Março, 2011

 

 O golo 100 do Sporting de Braga nas competições europeias permite à equipa de Domingos Paciência manter vivo o seu sonho de se qualificar para os quartos-de-final da Liga Europa, seguindo em frente e fazer história pois será a primeira vez que este patamar de eliminatória é atingido pela equipa minhota, algo que a acontecer tornaria a actual campanha dos bracarenses na melhor prestação de sempre nas competições europeias.


 
Magia e História


A primeira foi mais uma vez aliada da tarde de hoje em jogo referente aos 1/8 de final da Liga Europa, criando uma atmosfera inebriante e fabulosa já numa marca do Estádio da Pedreira. Sem os mesmos  desportivos e financeiros do adversário que é "só" o clube mais titulado da Europa. por exemplo na Champions League conta com cinco troféus e que tem nas suas fileiras jogadores como Reina o espanhol que há já muitos anos é o guardião dos reds da cidade dos Beatles, Kuyt, o holandês voador, Cole ex-Chelsea, Carragher, Gerrard, apesar de não ter participado no jogo de Braga, Carrol que após a venda de Fernando Torres para o rival Chelsea, passou a ser figura de proa resgatado ao Newcastle e que criou vários problemas á defesa arsenalista depois de ter saltado do banco de suplentes para fazer parte deste grande jogo que trouxe até Braga mais um ilustre do futebol mundial. Histórico porque não é todos os dias, ou se quisermos, todas as épocas, que a mesma equipa tem o prazer de defrontar e de levar de vencida grandes emblemas do Euro futebol, como foi o caso esta época 2010-011 dos escoceses do Celtic de Glasgow - também ele detentor de uma Champions League, por sinal alcançada em terras lusas, no Estádio Nacional do Jamor, os espanhóis do Sevilla que nos últimos anos também tem arrecadado para o seu museu troféus nacionais e internacionais como são exemplo disso mesmo a vitória em dois anos seguidos da extinta Taça Uefa ou da SuperTaça Europeia, ou mais recentemente a Taça do Rei - a época passada -
Não esquecer outro grémio britânico, o Arsenal, outro gigante europeu que também caiu aos pés desta equipa portuguesa que cada vez mais vai desbravando o caminho europeu, vai ombreando com os melhores e vai conseguindo cada vez mais adeptos que satisfeitos com a sua pujança a nível europeu andam com um sorriso de orelha a orelha por saberem que mais uma vez, será a grande surpresa agradável desta ronda eliminatória da Liga Europa. Acabara de derrotar os reds por uma bola a zero. Resultado escasso, dirá a maior parte, mas também é verdade que é dos resultados, mais "difíceis" de dar a volta pois um golo arsenalista em Anfield Road torna a cruzada do Liverpool numa façanha difícil de atingir. Antes o 1-0 do que outro resultado positivo pela margem mínima. Nesta coisa de Europa, um golo fora pode ser mesmo ouro.É que como afirmou o treinador do reds, Kenny Dalglish, até podiam ter sido mais..

Numa tarde de Março com um sol primaveril a dar as boas vindas aos jogadores e público que foi convidado a dar beleza ás bancadas do Axa, o Sp. Braga entrou com todo o gás no encontro mostrando nada temer do adversário. Sobranceria a mais também pode ser sinónimo de desaire e por isso os jogadores bracarenses cada vez mais habituados a estas atmosferas que costumam rodear este tipo de jogo, mostraram-se ao nível que a partida exigia, com maturidade, segurança na transição de jogo ou até no passe, e sempre com uma equipa diferente do jogo anterior, Paulão já se mostrou apenas faltando á lista de habituais titulares, o capitão Vandinho que pode ser escolha para Domingos já no próximo jogo e por isso mesmo tornar a linha média defensiva dos bracarenses ainda mais difícil de ultrapassar. Vem na melhor altura para atacar a fase final do campeonato português e a Liga Europa, agora revigorada com esta vitória. Não foi de estranhar que a equipa entrasse daquela forma avassaladora de molde a materializar essa avalanche de ataque em golos. E foi isso mesmo que aconteceu: aos dezoito minutos, Mossoró ao tentar arranjar posição no interior da área dos reds é abalroado por um defesa que faz penalty. Na conversão, de forma calma e fria, Alan que já fora protagonista no último jogo realizado no Axa, frente ao Benfica, coloca a sua equipa na frente do marcador. E quando se esperava uma resposta á inglesa por parte do Liverpool era o SC Braga quem continuava a atacar e a criar ocasiões de golo que só não aconteceu porque o poste da baliza de Pepe Reina evitou que um remate de belo efeito de Sílvio não beijasse pela segunda vez na tarde as redes do Liverpool.

Na segunda parte com as alterações tácticas efectuadas por Kenny Dalglish, os ingleses entraram mais perigosos remetendo os bracarenses pra o seu último reduto e começando a crir calafrios a Artur e seus pares da defesa. Na retina fica uma saída do brasileiro de forma destemida aos pés de Carrol para lhe roubar o pão da boca. A espaços, o Sp. Braga nunca abdicando das suas oportunidades também ia ensaiando jogadas que pretendiam de perigo mas nesta segunda parte a defesa red mostrou-se mais coesa e não deixou que o Braga marcasse o seu segundo golo e levasse para Liverpool uma vantagem muito mais confortável e, claro, mais difícil de inverter por parte dos ingleses. Mesmo assim, uma vitória é sempre uma vitória ainda mais quando se trata de um dos tubarões do futebol da velha Albion e da Europa, num jogo em que a equipa arsenalista marcou o seu 100º golo (Alan fica na história do clube por mais uma boa razão) naquele que foi também o 75º jogo uefeiro do SC Braga. Único clube português que passou por todas as taças existentes na Uefa: Taça Das Cidades Com Feira, Uefa, Taça das Taças, Intertoto, cuja última versão foi por si conquistada e finalmente este ano com a presença na Champions, a equipa enriquece o seu historial e palmarés e continua a manter respeito por esta Europa fora. Grandes Gverreiros do Minho!

Realmente, agora mais a frio, soube a pouco aquele golo de Alan.
Agora vão até terras dos famous five, Beatles, e continuem a dar recitais de bom festival nesta edição da Liga Europa.

CAR.

 

Sp. Braga: Alan fez o golo 100 na Europa
Linz e Matheus são os melhores marcadores

O golo de Alan, que valeu o triunfo do Sp. Braga frente ao Liverpool, para além de ter garantido uma vantagem importante na eliminatória dos oitavos-de-final da Liga Europa, entra para a história como o golo 100 dos arsenalistas em provas uefeiras.

Antes deste jogo, o Sp. Braga tinha 99 golos divididos por quatro competições: 14 na Liga dos Campeões, 13 na Taça das Taças, 67 na Liga Europa e 5 na Taça Intertoto. Roland Linz e Matheus, com oito remates vitoriosos cada, são os melhores marcadores arsenalistas em partidas internacionais.

Meyong, Lima e Alan, do plantel actual, fazem parte dos homens com melhor registo.

Os 10 melhores goleadores do Sp. Braga na Europa:


Roland Linz e Matheus, 8 golos;
Luís Aguiar, 7;
Meyong, 6;
Lima, 5;
Alan, Wender e Karoglan, 4;
Bruno e Perrichon, 3.

Jogo no Estádio Municipal de Braga.

Sporting de Braga - Liverpool: 1 x 0

Ao intervalo: 1-0.

Marcador:

1-0, Alan, 18 minutos (grande penalidade).

Equipas:

Sporting de Braga: Artur Moraes, Miguel Garcia, Kaká, Rodriguez, Sílvio, Leandro Salino, Hugo Viana, Alan, Mossoró (Paulão, 69), Paulo César (Hélder Barbosa, 90+2), Lima (Meyong, 77).

(Suplentes: Cristiano, Dani, Aníbal, Paulão, Peterson, Hélder Barbosa, Meyong).

Liverpool: Reina, Carragher, Skretl, Kyrgiakos, Johnson, Poulsen (Andy Carroll, 57), Lucas, Spearing, Raul Meireles, Cole, Kuyt.

(Suplentes: Peter Gulácsi, Danny Wilson, Jonathon Flanagan, Maxi Rodriguez, Daniel Pacheco, David Ngog, Andy Carroll).

Árbitro: Serge Gumienny (Bélgica).

Acção Disciplinar: cartão amarelo para Kaká (26), Poulsen (35).

Assistência: cerca de 12.000 espectadores.

 

COMENTÁRIOS

 

Visivelmente satisfeito pela vitória do Sporting de Braga sobre o Liverpool por 1-0, Domingos Paciência, na flash-interview à Sport TV, confessou que acredita na possibilidade dos minhotos poderem marcar em Inglaterra e qualificarem-se para os quartos-de-final da Liga Europa.

Domingos Paciência: «Esta vitória tem um significado muito grande. É meia vitória. Falta o jogo lá, mas acho que merecemos vencer. Foi um bom jogo e um bom resultado que deixa o jogo em aberto. A mensagem agora é procurar fazer com que a equipa faça um jogo inteligente na segunda mão. Temos equipa para fazer um golo em Anfield Road. O jogo está no intervalo, estamos a vencer e temos de ser uma equipa com grande espírito de sacrifício».

 

Lima "Foi pena faltar o segundo golo"

Lima passou em branco ante o Liverpool, mas tal não o incomoda, pois o que interessa é o triunfo bracarense. "Ainda não está nada definido", diz o avançado, ciente de que a equipa "jogou o suficiente para seguir em frente". A vantagem é magra para reforçar a segurança do Braga no jogo em Liverpool, daí que lamente ter faltado o segundo golo. "Foi pena não ter surgido, mas não deixa de ser um bom resultado", comentou o artilheiro dos bracarenses, admitindo que "a equipa está consciente das muitas dificuldades que terá pela frente", no embate da segunda mão. "Mas está preparada", garante, com convicção.

Pela "grandiosidade dos adeptos" dos reds, Lima sente que "tudo será diferente". Um facto a mais para o qual o Braga, repete, "está preparado". Para todos os efeitos, a equipa de Domingos Paciência está perante "uma oportunidade única de fazer, mais uma vez, história. Os nomes não contam; a camisola deles é bem maior do que a nossa mas não é assim que se ganham jogos". "Vamos para vencer", promete.

Hugo Viana "Terreno e ambiente espectaculares"

Hugo Viana sabe bem o que espera ao Braga na segunda mão da eliminatória. O médio, recorde-se, já actuou em Inglaterra, ao serviço do Newcastle, e não tem dúvidas que será "um jogo diferente" aquele que terá lugar em Anfield Road. "Vamos ter pela frente um terreno e ambiente espectaculares, mas tentaremos reverter isso a nosso favor com uma boa organização", explica. No fundo, Hugo Viana pretende que o Braga repita os ingredientes utilizados ontem para deixar pelo caminho un histórico do futebol europeu e candidato a vencer a Liga Europa. "O Braga não está ao mesmo nível do Liverpool e só com muito trabalho e dedicação os podemos surpreender", refere.

Artur "Estava à espera de mais trabalho"

Os 13 jogos sem perder que contabilizava o Liverpool rimaram com... nada em Braga. Entre os principais "culpados" esteve, obviamente, o brasileiro Artur, que, espante-se, confessou alguma desilusão pela falta de oportunidades para brilhar. "Estava à espera de mais trabalho. Atendendo ao valor da equipa e do campeonato que disputa, possivelmente o mais competitivo da Europa, previa um adversário mais complicado", testemunhou.

Satisfeito com o desfecho da primeira mão, o ex-guardião do Roma prevê dificuldades na deslocação ao Reino Unido, mas confia num bom resultado. "Será muito difícil em Liverpool. Vão partir para cima de nós. Vamos descansar, recuperar e contamos fazer um grande jogo", referiu.

Paulo César, avançado do Sp. Braga, comentando na zona mista o triunfo sobre o Liverpool (1-0), em jogo da primeira mão dos oitavos-de-final da Liga Europa:

«Este é o primeiro de uma eliminatória. Resta a segunda parte e vai ser muito difícil, mas demos um passo importante. Era bom para nós marcar em Liverpool, porque eles são muito fortes em casa. Vamos trabalhar bem durante a semana para tentar surpreender lá. Demos provas que os podemos eliminar, mas temos de ter respeito pelo Liverpool, que é uma grande equipa da Europa.»



Kenny Dalglish: «Entrámos muito mal no jogo e não há dúvida de que há penálti. Pagámos o mau jogo que fizemos na primeira, na segunda fomos melhores mas ir para o intervalo a perder só por 1-0 foi uma grande sorte. Uma coisa é certa: no segundo jogo temos que jogar muito melhor do que hoje na primeira parte. Será um jogo diferente mas acredito que podemos corrigir este resultado em casa».

 

Ingleses até aplaudiram

Não foram muitos os adeptos que acompanharam o Liverpool até ao Estádio AXA - não eram mais de um milhar -, mas, e ainda assim, não deixaram de ser um exemplo. Momentos antes do início da segunda parte, o público bracarense coloriu as bancadas com um audível cântico e de cachecóis bem esticados, num belo momento que até os ingleses aplaudiram.

 Qualidade certificada também na organização

A qualidade do Braga não mora apenas no plantel. O clube tem investido na eficiência ao nível da organização de jogos e, ontem, viu certificada essa capacidade segundo a norma de gestão ISO 9001. O intervalo foi momento escolhido para dar a conhecê-lo aos adeptos.

Liverpool marca pouco nos jogos da Liga Europa

Para eliminar o Braga, o Liverpool terá de contrariar a tendência recente dos jogos na Liga Europa: nos últimos oito desafios, a equipa inglesa nunca marcou mais do que um golo. A última vez que o fez foi a jogar em Anfield Road, com o Nápoles (3-1).

 

 Sp. Braga-Liverpool, 1-0 (destaques)
Hugo Viana, Sílvio e Salino deram força ao sonho

Hugo Viana, ganhou-se um trinco?
Miguel Esteves Cardoso escreveu um dia que faz mais falta um bom pedreiro do que um mau arquitecto, ou um bom jornalista do que um mau escritor. A afirmação faz todo o sentido ao olhar para a exibição de Hugo Viana. Foi trinco, logo à frente da defesa, e trouxe à equipa uma grande vantagem: recuperação de bolas com ordem. Ou seja, não só se fartou de recuperar bolas, como recuperou bolas jogáveis, entregando-as sempre bem. Ainda ficou perto de marcar num livre que bateu em Spearing e num canto que Reina defendeu com dificuldade. Mas o essencial desta noite é que se perdeu um médio ofensivo razoável para se ganhar um bom trinco.

Sílvio, a felicidade bateu na trave
Aos 39 minutos, quando o Sp. Braga estava por cima, ficou a centímetros do golo: o míssil disparado do meio da rua bateu na trave. Não teve sorte, mas teve mérito. Mérito sobretudo a defender o lado esquerdo, mas também a apoiar o centro, onde surgiu duas vezes a fazer cortes preciosos.

Mossoró, ordem na agitação
Ficou, antes de mais, ligado ao resultado por ter sofrido o penalty que deu origem ao golo de Alan. Ele que adiantou a bola no momento certo e foi tocado por Kyrgiakos. Para além disso trouxe classe e inteligência a um jogo muito esforçado. Dos pés dele a bola saiu sempre com ordem.

Leandro Salino, sempre a crescer
O médio começou ao lado de Hugo Viana e foi cumprindo a missão. Após a saída de Mossoró, e com a subida para médio-ofensivo nos minutos finais, deu nas vistas com uma capacidade física impressionante, que lhe permitiu roubar bolas e matar os minutos de pressão do Liverpool.

Alan para a história: o golo 100
Entrou para a história do Sp. Braga ao fazer um golo marcante: foi o golo 100 do clube nas competições europeias. Um golo também que vale ao intervalo antes da viagem a Liverpool, uma vantagem magra, é verdade, mas preciosa. No resto teve um jogo nada inspirado, mas foi preponderante.

Andy Carroll, virou o jogo do avesso

A dúvida: por que carga de água ficou 56 minutos no banco? Após a entrada em campo de Carroll, o Liverpool foi outro. Aproveitou a estatura do jovem, lançou bolas para a área e criou o pânico na defesa bracarense. Num remate que Sílvio desviou e num cabeceamento ainda criou perigo.

Raul Meireles, cresceu com a equipa
O português teve uma primeira parte para esquecer. Colocado como número dez, fartou-se de perder de bolas e de emperrar o jogo. Na segunda parte, aí sim, a equipa cresceu e Raul Meireles cresceu com ela. Aos 66 minutos cruzou para Kuyt rematar para a melhor oportunidade inglesa: Artur defendeu. In "maisfutebol"

 

 

IMPRENSA INTERNACIONAL COM ANÁLISE AOSC BRAGA X Liverpool

 

 

 BBC SPORT

O Liverpool regressa a casa com um golo de desvantagem. Tudo começou num falta cometida por Sotirios Kyrgiakos sobre Mossoró na grande área. Na conversão do castigo, Alan não deu hipóteses com um remate potente. Andy Carrol viu um remate defendido pelo guarda-redes bracarense, já Dirk Kuyt atirou para fora numa das melhores oportunidades do jogo. O defesa Kaká escapou de um cartão vermelho na sequência de uma entrada à margem das leis sobre Carroll.

SUNDAY MIRROR

É quinta-feira, são seis da tarde... É mais um momento propício ao chá e ao tédio. Nem a introdução de Andy Carrol salvou o Liverpool, e Lewis Carrol conseguiu oferecer um final feliz. Por outro lado, Braga na Primavera também não é terra dos sonhos. Na primeira parte, o Liverpool conseguiu controlar durante longos períodos. A aparição de Carrol chegou a funcionar como bónus, tal era a força que colocava em campo, mas a defesa do Braga conseguiu resolver, recorrendo mesmo à violência. Kaká chegou mesmo a abalrroá-lo.

uefa.com

O Liverpool, que viajou para Portugal sem o lesionado Steven Gerrard e ainda sem o reforço de Inverno Luiz Suárez (não pôde ser inscrito na UEFA), abordou a partida de forma cautelosa. O Braga, assumiu as despesas do encontro desde o apito inicial, mas ia encontrando dificuldades.

1/8 10/03 Benfica Portugal 2-1 França Paris SG video  42' Maxi Pereira, 81' Franco Jara; 14' Luyindula
1/8 10/03 Dynamo Kyiv Ucrânia 2-0 Inglaterra Man. City video  25' Andriy Shevchenko, 77' Oleg Gusev
1/8 10/03 Twente Holanda 3-0 Rússia FC Zenit video  25' 90' Luuk de Jong, 56' Denny Landzaat
1/8 10/03 Ajax Holanda 0-1 Rússia Spartak Moskva video  57' Alex
1/8 10/03 CSKA Moskva Rússia 0-1 Portugal FC Porto video  70' Guarín
1/8 10/03 PSV Holanda 0-0 Escócia Rangers video  
1/8 10/03 Bayer Leverkusen Alemanha 2-3 Espanha Villarreal video  33' Michal Kadlec, 72' Gonzalo Castro; 42' Giuseppe Rossi, 70' 90' Nilmar
1/8 10/03 Sp. Braga Portugal 1-0 Inglaterra Liverpool video  18' Alan

 

 

RANKING UEFA

 

Portugal conseguiu o pleno de vitórias nos jogos europeus relativos à primeira mão dos oitavos-de-final da Liga Europa, com os triunfos do Sporting de Braga, FC Porto e Benfica sobre o Liverpool, CSKA Moscovo e PSG, respectivamente.

Com isso, Portugal mantém o sexto lugar no ranking global da UEFA, que tem em conta os pontos obtidos ao longo das últimas cinco épocas, mas ganhou distância sobre a Rússia, que está em sétimo. Contando apenas os pontos desta temporada, 13 até ao momento, Portugal ocupa a quarta posição, apenas atrás de Inglaterra, Alemanha e Espanha e à frente da Itália.

No total, Portuga soma, apenas esta temporada, com 51 jogos disputados nas competições europeias, que resultam em 33 vitórias, 15 derrotas e três empates.

No que diz respeito às equipas lusas no ranking global, o FC Porto é a melhor posicionada, ocupando o 14º lugar, ao passo que o Benfica é 20º, Sporting 25º e Braga 36º. Quanto ao ranking exclusivo à actual temporada, os dragões são 16º, as águias e os minhotos partilham a 19ª posição e os leões estão em 34º lugar.

Actualmente, apenas a Inglaterra, com cinco equipas, tem mais mais formações nas competições europeias do que Portugal, que tem três, tal como a Espanha, Alemanha, França, Holanda e Rússia, que é a principal ameaça no ranking. No entanto, no que diz respeito ao «confronto» com os russos, Portugal ganhou vantagem porque as três equipas em prova na Liga Europa venceram, ao passo que das três formações russas apenas o Spartak Moscovo ganhou, ao contrário do CSKA  e Zenit.

 

P Em prova2006/07 +2007/08 +2008/09 +2009/10 +2010/11 +Coef.Época 09/10
1 InglaterraInglaterra 5/7 16.6250 17.8750 15.0000 17.9280 15.7850 83.2130
2 EspanhaEspanha 3/7 19.0000 13.8750 13.3120 17.9280 13.9280 78.0430
3 AlemanhaAlemanha 3/6 9.5000 13.5000 12.6870 18.0830 14.8330 68.6030 subiu 1 posições 1
4 ItáliaItália 1/7 11.9280 10.2500 11.3750 15.4280 11.1420 60.1230 desceu 1 posições 1
5 FrançaFrança 3/6 10.0000 6.9280 11.0000 15.0000 10.5830 53.5110
6 PortugalPortugal 3/5 8.0830 7.9280 6.7850 10.0000 13.0000 45.7960 subiu 3 posições 3
7 RússiaRússia 3/6 6.6250 11.2500 9.7500 6.1660 10.0830 43.8740 desceu 1 posições 1
8 UcrâniaUcrânia 2/6 6.5000 4.8750 16.6250 5.8000 9.5830 43.3830 desceu 1 posições 1
9 HolandaHolanda 3/6 8.2140 5.0000 6.3330 9.4160 10.3330 39.2960 subiu 1 posições 1
10 TurquiaTurquia 0/5 6.1000 9.7500 7.0000 7.6000 4.6000 35.0500 subiu 1 posições 1
11 GréciaGrécia 0/5 4.6660 7.5000 6.5000 7.9000 7.6000 34.1660 subiu 1 posições 1
12 DinamarcaDinamarca 1/5 6.1250 5.1250 8.2000 4.4000 6.5000 30.3500 subiu 3 posições 3
13 BélgicaBélgica 0/5 4.7000 4.5000 4.5000 8.7000 4.6000 27.0000 subiu 1 posições 1
14 RoméniaRoménia 0/6 11.3330 2.6000 2.6420 6.0830 3.1660 25.8240 desceu 6 posições 6
15 EscóciaEscócia 1/5 6.7500 10.2500 1.8750 2.6660 3.6000 25.1410 subiu 1 posições 1
16 SuíçaSuíça 0/5 4.1000 6.2500 2.9000 5.7500 5.9000 24.9000 desceu 3 posições 3
17 IsraelIsrael 0/4 6.0000 2.3750 1.7500 7.2500 4.6250 22.0000 subiu 3 posições 3
18 Rep. ChecaRep. Checa 0/4 5.7500 5.1250 2.3750 4.1000 3.5000 20.8500
19 ÁustriaÁustria 0/4 1.5000 3.2000 2.2500 9.3750 4.3750 20.7000
20 ChipreChipre 0/4 1.7500 2.6660 6.3330 4.2500 3.1250 18.1240 subiu 1 posições 1

 

 

publicado por carlitos às 22:56

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
9
11

17

20
21
22
23
24
25

27


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA