...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Segunda-feira, 31 de Outubro, 2011

Palestina admitida como membro da UNESCO

A Autoridade Palestiniana foi, esta segunda-feira, admitida como membro de pleno direito da UNESCO numa votação realizada na sede da organização, em Paris.

 
foto Benoit Tessier/REUTERS
Palestina admitida como membro da UNESCO
Responsáveis palestinianos na UNESCO
 

Uma maioria dos 193 Estados-membros da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, reunidos em Paris em conferência geral, votou favoravelmente o pedido de adesão da Palestina.

Entre os países que votaram favoravelmente estão a Índia, a China e vários países latino-americanos.

Estados Unidos, Alemanha e Canadá, entre outros, votaram contra.

Os Estados Unidos opuseram-se a esta adesão, tendo anunciado anteriormente o fim das suas contribuições financeiras para a UNESCO, as quais foram de cerca de 49 milhões de euros em 2011. A mesma decisão foi anunciada por Israel.

publicado por carlitos às 14:13

 

PORTUGAL DEFRONTA BÓSNIA EM ZENICA

(O BATATAL DE HÁ DOIS ANOS ATRÁS mas que  trouxe boas recordações). 

Lisboa, 31 out (Lusa) - A UEFA aprovou a realização em Zenica do encontro entre

Portugal e a Bósnia-Herzegovina da primeira mão do "playoff" de apuramento

 para o Euro2012, revelou hoje a Federação Bósnia de Futebol no seu sítio na Internet.

A Federação Portuguesa de Futebol tinha pedido à UEFA para fazer uma inspeção

ao Estádio Bilino Polje, local indicado pelos bósnios para receber o encontro,

por considerar que este não apresentava as condições necessárias.

A primeira mão do "play-off" está marcada para 11 de novembro em Zenica,

enquanto a segunda mão será jogada quatro dias depois no Estádio da Luz, em Lisboa.

 

publicado por carlitos às 12:38

 

Leontios Trattou no Sp. Braga-Maribor

A UEFA nomeou o árbitro lituano Leontios Trattou para o jogo desta quinta-feira entre Sp. Braga e Maribor, da quarta jornada do Grupo H da Liga Europa, a partir das 20h05 no Estádio AXA.

O juiz vai estrear-se a apitar equipas portuguesas.

 

publicado por carlitos às 12:28

 

Governo admite que cenário vai piorar ainda mais em 2012

 A taxa de desemprego em Portugal subiu para 12,5% no mês de Setembro, depois de ter estabilizado nos 12,4% nos dois meses anteriores. Os dados são do Eurostat e foram divulgados esta segunda-feira, dia em que o Governo vai propor aos parceiros sociais uma majoração de 10% para as empresas que contratem desempregados de longa duração ou que tenham menores possibilidades de integrar o mercado de trabalho.

Apesar da subida verificada na taxa de desemprego no mês passado, não estamos perante um nível recorde. Este ano, essa escalada foi atingida em Abril e Maio, meses em que a taxa de desemprego ficou nos 12,6%.

São, no entanto, más notícias no derradeiro dia de Outubro, que não auguram melhorias. A dois meses do fim do ano, as previsões do Governo para 2012 são bastante pessimistas: o desemprego deverá chegar ao pico dos 13,4%, num clima de profunda recessão.

Europa em crise...

No conjunto da Zona Euro, e em termos mensais, a taxa fixou-se em Setembro nos 10,2%, baixando para os 9,7% se tivermos em conta toda a União Europeia.

Comparando com Setembro de 2010, subiu uma décima entre os países que partilham a moeda única. O mesmo avanço para a taxa global dos 27.

As maiores escaladas nestas estatísticas negras foram registadas na Grécia - a taxa de desemprego disparou de 12,6% para 17,6% no espaço de um ano, entre Julho de 2010 e Julho de 2011 -, Espanha (20,5% para 22,6%) e Chipre (6% para 7,8%).

... há quem consiga fintar as estatísticas negras

O desemprego subiu em treze Estados-membros, mas caiu em 14. Destaque, neste último caso, para a Estónia, a protagonizar uma queda de 17,9% para 12,8% entre os segundos trimestres de 2010 e 2011.

Voltando a Setembro, houve também países que brilharam na escuridão da crise que paira sobre o Velho Continente. A Áustria tem a menor taxa de desemrego entre os Estados-membros (3,9%), seguida da Holanda (4,5%), Luxemburgo (4,8%).

O Eurostat revelou também hoje dados sobre a inflação na Zona Euro, que se manteve nos 3%.

publicado por carlitos às 12:11

Trovante comemoram 35 anos com quatro concertos

 

O grupo português Trovante arranca na segunda-feira com uma série de quatro concertos que marcam mais um reencontro dos músicos em palco e assinalam 35 anos de carreira.

A banda, fundada por Luís Represas (voz), João Gil (guitarra) e Manuel Faria(teclas), atua a 31 de outubro e a 01 de novembro no Coliseu de Lisboa, a 04 de novembro no Coliseu do Porto e a 12 de novembro no Pavilhão Multiusos de Guimarães.

"Nós gostamos de nos reencontrar volta não volta, mas às vezes é preciso algum pretexto. Passamos pelos 35 anos de vida e esses 35 anos cumprem-se naquele personagem que é o Trovante, naquele artista que servimos durante 16 anos, assim como de cada um de nós individualmente nas nossas vidas profissionais", disse Luís Represas à agência Lusa.

A banda, fundada em 1976, terminou em 1990, ano de que data o último álbum de originais, "Um Destes Dias", mas voltou a reunir-se algumas vezes depois.

Os Trovante atuaram em setembro na Festa do Avante e em maio do ano passado, a propósito dos 25 anos do festival Rock in Rio Lisboa, a organização convidou-os a reunirem-se em palco.

Esta "celebração", defende João Gil, "não é só dos músicos".

"Não é só a nossa reativação e junção enquanto músicos, que tiveram um prazer enorme em ter feito isto, mas creio que é servir as pessoas, servir essa memória e arranjar um pretexto, a propósito dos 35 anos, de mostrar que estamos todos vivos e bens de saúde", afirmou.

O grupo é responsável por êxitos como "Namoro II", "125 azul", "Perdidamente", "Timor", "Saudade", "Balada das sete saias" e "Fizeram os dias assim".

Quando questionado sobre se estas e outras músicas terão influenciado outros artistas, Luís Represas é perentório: "Quem são os maiores influenciados pelos Trovante? Somos nós".

"Continuando a nossa vida, a grande dose de influência dos Trovante está em cada um de nós, naquilo que cada um faz. Nós fomos de facto os grandes inoculados pelo vírus do Trovante e por essa influência. São vários trabalhos únicos que saem, com várias vertentes, vários outros tipos de influências, vários caminhos, mas em que se nota perfeitamente a impressão digital do Trovante", sustentou.

Nos quatro concertos, em palco estarão os oito músicos que ao longo dos 35 anos fizeram os Trovante: José Martins, José Salgueiro, João Nuno Represas, Manuel Faria, Fernando Júdice, Luís Represas, Artur Costa e João Gil.

A história do grupo está contada no livro "Trovante - Por Detrás do Palco", assinado por Manuel Faria e editado em 2003.

tags:
publicado por carlitos às 11:54

 
  Biografia de Carlos Paião lançada dia 5 de novembro

A biografia de Carlos Paião, escrita por Nuno Gonçalo da Paula, vai ser lançada a 5 de novembro, às 17h00, na FNAC do Chiado, em Lisboa. Aobra chama-se Intervalo e tem apresentação de Joaquim Letria.

Intervalo é a biografia do cantor e compositor Carlos Paião, falecido com apenas 30 anos, vítima de um acidente de viação.

Nascido a 1 de novembro de 1957, em Coimbra, Carlos Paião viveu a infância em Ílhavo,onde escreveu, aosoito anos, a primeira quadra e, um ano volvido, a primeira composição.

Em Lisboa, tornou-se um médico apaixonado pela música. As suas letras foram cantadas por artistas consagrados, como Amália Rodrigues, Fafá de Belém, Herman José, Florbela Queiroz, Joel Branco,ou Lenita Gentil.

Vencedor de vários prémios, destaca-seo Festival RTP da Canção de 1981, com Play-Back. Carlos Paião editou treze singles e dois LPs, entre 1981 e 1988. 

Naobra, reúnem-se, com enquadramento da época e daobra, variadíssimas entrevistas de Carlos Paião, váriosoutros testemunhos e textos inéditos do artista.

publicado por carlitos às 11:51

Bebé filipina simboliza o cidadão número 7 mil milhões

A Ásia, onde vivem dois terços da população mundial, deu simbolicamente "à luz" o ser humano número sete mil milhões, uma pequena filipina de nome Danica cujo nascimento foi celebrado em Manila e ilustra os desafios planetários de crescimento demográfico.


1999: o planeta atingiu a população de seis mil milhões. Na altura, a Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu Adnan Nevic, um menino nascido em Sarajevo, como representante simbólico da marca atingida.

Desta vez, a ONU optou por não designar nenhuma criança com antecedência e vários países colocaram-se em posição para reivindicar a efeméride.


Danica May Camacho, nascida no domingo, dois minutos antes da meia-noite, no Hospital José Fabella Memorial, um centro público da capital filipina, veio ao mundo com 2,5 quilos. Os pais, Florante Camacho e Camille Dalura, tiveram direito a felicitações especiais por parte de representantes das Nações Unidas.

"É muito bonita. Não posso acreditar que seja a habitante sete milhoões do planeta", comentou emocionada Camille Dalura na sala de partos, cercada pela imprensa de todo o mundo.


Ser o bebé 7 mil milhões tem as suas vantagens: Danica vai receber uma bolsa de estudos e os pais uma quantia em dinheiro para abrir uma loja.


"O mundo e seus sete mil milhões de habitantes formam um conjunto complexo de tendências e paradoxos, mas o crescimento demográfico faz parte das verdades essenciais em escala mundial", declarou a representante do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) nas Filipinas, Ugochi Daniels.

Em 1908 éramos mil milhões. Hoje somos 7 mil milhões de habitantes na Terra. E vamos ser ainda mais. Mas como é que é um em 7 mil milhões?

Os países do mundo estão a fazer crescer a população do planeta até aos sete mil milhões, organizando cerimónias comemorativas após o nascimento de bebés que simbolizam o marco histórico, escreve a Lusa.

As Filipinas já comemoravam o nascimento de Danica Maio Camacho, simbolicamente designada como representante do cidadão 7.000 milhões, depois do parto que aconteceu domingo dois minutos antes da meia-noite, um período tão curto que os médicos dizem que pode ser considerado um nascimento na segunda-feira.

Mas também a Índia e a Rússia reclamam o nascimento do bebé sete mil milhões.

Nargis é o nome da menina nascida Lucknow, na Índia. Os pais Ajay e Vinita não podiam estar felizes com o nascimento da pequena bebé, que pode ser a habitante sete mil milhões do planeta Terra.

Enquanto os especialistas não conseguem determinar com precisão onde nasceu, as Nações Unidas aproveitam o dia de hoje para marcar simbolicamente o acontecimento.

Chaves para o futuro

Chegados aos 7 mil milhões de habitantes na Terra, é preciso olhar em frente. No futuro, em áreas chave como a demografia, o ambiente, a energia, a ciência e a cultura, que desafios nos esperam? Quais as chaves para um futuro onde seremos mais de 7 mil milhões?

Maria Filomena Mendes, Presidente da Associação Portuguesa de Demografia

Para Maria Filomena Mendes, Presidente da Associação Portuguesa de Demografia, um dos grandes desafios para o futuro é encontrar o equilíbrio entre os países subdesenvolvidos, onde nascem mais pessoas, e os países mais desenvolvidos, onde nascem cada vez menos mas onde, por outro lado, se consomem mais recursos.

 

Uma questão surge: A este ritmo quando surgirá o 8 mil milhões? Certamente num espaço mais curto de tempo assim não se combatam algumas política urgentes para a sustentabilidade do nosso planeta.

Não é bater na mesma tecla mas temos de lembrar constantemente que ou por obra do Homem ou pelas alterações climatéricas - e uma não terá a ver com a outra? - os recursos escasseiam a olhos vistos até os mais cépticos acreditam que a calamidade pode aparecer quando menos se espera - e não será tarde demais para essa constatação?

 

E mesmo que agora fossemos todos "bons rapazes e raparigas como habitantes" que defendessemos com unhas e dentes este planeta que já foi mais bonito, mesmo assim não evitaríamos o inevitável, desde a supressão do gelo nos pólos consequente subida do nível das Águas que será responsável pelo desaparecimento de milhares de ilhas que foram em tempos paraísos na terra e serão depois recordadas só por fotos e locais mais susceptiveis a esa subida, podendo dar como próprio exemplo os Países Baixos que mormente todo o esforço em contrário poderá não evitar que os diques consigam aguentar a força da natureza. Eles que podiam ter servido de exemplo para aqueles que não acreditavam em nada disto mas se se lembrarem que já antes o planeta passou por isto...

Muitos nunca  acreditaram na máxima que contra a Mãe Natureza ninguém pode lutar e que o que dela foi voltará a ser...

Só nos resta esperar e cada um POR SI - não pensem que é insuficiente, mas já repararam que se cada UM pensasse em alterar alguns actos do seu dia a dia isso seria essencial para, pelo menos adiar o inevitável

Eu próprio mau grado todo o pensamento positivo de incentivar familiares e amigos a olharem para o mundo a sua sociedade em que se integram e não para o seu próprio umbigo, não acredito que este mundo vá muito mais além deste século. Não me interpretem mal apenas interpretem a realidade e o que os especialistas dizem.

Senão recordem os dias da vossa infância ou o que diziam avós ou bisavós e chegarão a uma conclusão óbvia.

E não é ser pessimista porque como afirmo sou o primeiro a poupar água, a tratar o lixo, a ter uma cultura "verde" e ecológica mas estou ciente que não chega já vamos tarde e o que mais entristece é que foram as recentes décadas as responsáveis pelo que os nossos netos e bisnetos - chegará mais á frente em descendência? - e nós próprios ainda podemos assistir.

O mais concreto é o que se passa a nível dos pólos, sobretudo no norte.

Muitas eram as vozes que contradiziam os cientistas e biólogos em geral, nem mesmo as fotos por satélite que mostravam um recuo da calote polar era suficiente, cépticos referiam que podia ser manipulação-

Faz-me lembrar o provérbio, trancas á porta apenas depois de ter acontecido o assalto.

Tentemos ser um pouco diferentes comecemos a doptar políticas que até hoje ignoramos e comecemos a ver o mundo a começar pela nossa casa pelo nosso quintal... CAR e @SAPO/AFP

publicado por carlitos às 11:20

 

O Académico da Trofa continua sem ganhar nenhum jogo e desta forma soma mais uma derrota.

 Esta tade o CAT recebeu em casa o Sporting Clube de Braga (S.C.Braga) e perdeu por 1-3. O Académico da Trofa apenas conseguiu vencer um set. No primeiro parcial o CAT perdeu por 20-16 e no segundo deu a volta ao resultado e venceu por 26-24, já no terceiro set o S.C.Braga ficou em vantagemn perante o CAT por 20-25 e no último parcial a equipa trofense foi derrubada pela equipa adversária por 11-25.

Veja a reportagem alargada na próxima edição do jornal, nas bancas na quinta-feira. In "Comércio da Trofa"

 

publicado por carlitos às 10:39

 

NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 31/10

 

 Novembro é mês de alto risco para Jardim

Empate em Coimbra gerou onda de contestação a Leonardo Jardim. Calendário dos minhotos vai entrar numa fase de elevada exigência. Cinco jogos que podem valer o céu... ou o inferno.

O empate a zero em Coimbra levantou uma onda de desagrado entre os adeptos do SC Braga, descontentes com o rendimento da equipa frente à Académica e, muito certamente, preocupados com o que aí vem... Novembro vai ser um mês recheado de jogos de risco elevado, a começar já na quinta-feira, dia da recepção ao Maribor, na Liga Europa.

A forma como o Braga cresceu nos últimos anos ajuda a interpretar a contestação ao treinador Leonardo Jardim e à equipa, tanto em Coimbra como à chegada a Braga, após o compromisso com a Académica. Há mais exigência a pender sobre o plantel, efeito das campanhas históricas do clube nas temporadas mais recentes, que instalaram hábitos de grandes alegrias nos adeptos.

A Bola

 

Pressão sobre Jardim é uma questão pessoal

TREINADOR COMO PRINCIPAL ALVO

Leonardo Jardim foi o alvo de todas as críticas numa anormal espera dos adeptos à chegada de Coimbra, com protestos bem audíveis na altura em que o autocarro entrou no Axa, por volta das 23 horas. Na saída dos carros dos atletas e equipa técnica, as coisas já estavam bem mais calmas, pelo que a situação provocou apenas alguma apreensão em relação ao futuro próximo em que a curiosidade do calendário coloca no caminho do Sp. Braga os... três grandes.

Ainda no estádio, o treinador sentiu logo na pele os efeitos de um novo empate, acumulando 9 pontos perdidos até ao momento e sempre fora de casa. Mas Leonardo Jardim fez questão de não dramatizar a situação, catalogando como normal os adeptos quererem mais pontos, mas reforçando o mérito dos 18 pontos conquistados à 9.ª jornada. A referência não foi nada inocente, sabendo-se que há um ano, por esta altura, a equipa tinha “só” 14 pontos, depois de perder em Vila do Conde na 9.ª ronda...

Record

 

Atletismo: Sp. Braga revalidou título de vice-campeão da Europa

O Sporting de Braga revalidou o título de Campeão da Europa ao garantir, ontem, o segundo lugar da sua equipa feminina em mais uma edição da Taça dos Clubes Campeões Europeus de Estrada.

O clube bracarense apenas foi superado pelo Maratona. Ercília Machado (6.º), Catarina Ribeiro (7.º), Filomena Costa (8.º) Joana Costa (10.º) e Bárbara Ferreira (11.º) acabaram por cumprir o objectivo principal do Sporting de Braga nesta prova.

“O objectivo foi cumprido, não esperávamos mais nem menos. Temos de ter em atenção que as nossas atletas são muito jovens e pouco habituadas à distancia de 15 quilómetros, recordamos que a grande maioria é ainda atleta de distancias curtas (800m, 1500 e 3.000m), com a excepção de Filomena Costa já mais habituada a distancias de meia-maratona e maratona.

Aliás, esta atleta possui já mínimos para os Jogos Olímpicos de Londres na mítica distancia da Maratona, mas que está com a preparação algo atrasada por ter estado a p articipar no mês de Agosto no Campeonato do Mundo Universitário, realizada na China”, salientou Sameiro Araújo, no balanço sobre a prestação da equipa bracarense.

Em termos colectivos as bracarenses classificaram-se na segunda posição repetindo a classificação do ano passado, atrás da equipa do Maratona Clube de Portugal e bem à frente da equipa representante da Irlanda.

As equipas masculina e feminina do Maratona renovaram os títulos europeus de atletismo em estrada que tinham conquistado em 2010 em Torres Vedras, com Hermano Ferreira e Dulce Félix a ganharem individualmente pela terceira vez consecutiva.

O domínio dos clubes portugueses foi absoluto, já que a Conforlimpa, no sector masculino, e o Sporting de Braga, no feminino, se classificaram na segunda posição, face à débil oposição das equipas estrangeiras presentes, apenas seis masculinas e duas femininas. Apenas um atleta checo e uma irlandesa se classificaram entre os 12 primeiros.

Correio do Minho

 

À porta fechada, a "Pedreira" de Monte Castro acolheu os profissionais do Braga em silêncio e paz. Na noite anterior, o cenário era outro, com um grupo de adeptos a manifestar-se ruidosamente nas imediações do Estádio AXA pela igualdade a zeros com a Académica, numa espécie de segunda réplica das vaias misturadas com insultos que se ouviram em Coimbra, tendo como alvo preferencial Leonardo Jardim. Para os mais radicais, o treinador é a raiz de todos os males da equipa, cuja qualidade de jogo está ainda aquém das expectativas, mas o cenário de despedimento não faz qualquer sentido. Menos emocional na avaliação do actual momento crítico, a SAD do Braga entende que o treinador tem desenvolvido um trabalho competente e, por isso, nem sequer equaciona uma ruptura ao nível do "staff" técnico. De outra forma seria difícil imaginar a presença de António Salvador, o líder máximo do clube, no treino da manhã, tendo já como pano de fundo a recepção ao Maribor, para a Liga Europa, marcada para quinta-feira.

 

Aposta pessoal do dirigente para 2011/12, Leonardo Jardim goza de um capital de confiança grande, mas o seu futuro pode rodear-se de algumas incertezas se a equipa não reagir de forma categórica na quarta jornada do Grupo H da Liga Europa. Finalista na edição da época passada, o Braga quer defender o seu prestígio e só uma vitória contra o Maribor, acompanhada de preferência de um bom espectáculo, poderá acelerar o apuramento, numa altura em que os minhotos dividem a segunda posição, em igualdade pontual com o Birmingham (três). Isto será, aliás, apenas o começo de um mês de Novembro ingrato para qualquer treinador, ou não envolvesse jogos com Benfica (em casa), Sporting (fora, para a Taça), FC Porto (fora) e Birmingham (em casa).

 

Seja qual for o desfecho deste ciclo mirabolante, a verdade é que os responsáveis do clube têm a noção de que Leonardo Jardim conseguiu, em pouco tempo, vencer importantes desafios: construir praticamente do zero (à excepção de Elderson) uma defesa igual ou melhor do que a anterior; reabilitar o guarda-redes Quim e o avançado Nuno Gomes, colar a equipa aos lugares da frente no campeonato e manter bem forte a chama europeia, com o apuramento para a fase de grupos da Liga Europa, já marcada pela primeira vitória do Braga em Inglaterra.

 

Mais quatro pontos somados do que há um ano com Domingos

Comparados os pontos somados pelo Braga há um ano (14), à nona jornada, com os desta época em igual período (18); dá que pensar a contestação a Leonardo Jardim. Em jogos disputados no Estádio AXA, pode mesmo falar-se numa repetição quase fiel do que os minhotos fizeram sob o comando de Domingos Paciência: quatro jogos redundaram em outras tantas vitórias, com 10 golos marcados e apenas um sofrido, quando em 2010/11 já tinha consentido mais dois. Fora de portas, a performance é superior, reflexo de uma vitória e três empates em cinco jogos. Com o actual treinador do Sporting, o Braga só tinha dois empates fora, embora já tivesse defrontado o Benfica e o FC Porto.

 

Treinador "desvia" a pressão

Em cenário de crise, é sempre preferível que o céu ameace exclusivamente o treinador do que serem vários os culpados. Por aí, os jogadores do Braga parecem estar numa situação relativamente confortável, pois Leonardo Jardim, isto na óptica dos adeptos, perdeu toda a tolerância possível depois do empate em Coimbra e de uma exibição desoladora. "O próprio José Mourinho trabalha nesse sentido; faz tudo para que as atenções recaiam sobre ele, de modo a retirar pressão aos jogadores", analisou Jorge Silvério, docente de Psicologia do Desporto na Universidade do Minho, embora lembrando que "noutros tempos" o actual momento do Braga jamais seria motivo de contestação. "Os adeptos estão mal habituados. Pela presença do Braga na final da Liga Europa, criaram-se expectativas muito elevadas, mas é bom sinal. O clube está a crescer e a fazer elevar os níveis de exigência dos seus adeptos", observou. A actual turbulência será, de resto, passageira. "É uma equipa consistente".

 

Elderson "triste" por não jogar contra o Benfica

Ao quinto amarelo, visto contra a Académica, confirmou-se o impedimento de Elderson para o jogo com o Benfica. O lateral vai torcer por fora, cheio de pena. "Fico triste por não jogar. Não sei se a equipa vai ou não sentir a minha falta, só me compete ajudar os companheiros".

 

Terceiro nulo da época

Quando parecia que o ataque do Braga carburava sem problemas, eis a repetição da seca de golos registada logo no começo da época, mais concretamente nos jogos com o Rio Ave (fora) e o Young Boys (em casa). Pela terceira vez, a equipa minhota não foi além de um nulo e, para variar, de pouco serviu a dupla atacante Nuno Gomes/Lima.

 

Custódio e Imorou ainda afastados do grupo

Djamal é o único trinco disponível para o jogo com o Maribor. Por um lado, Vinícius não foi inscrito para os jogos da fase de grupos da Liga Europa; por outro, Custódio continua parado devido a problemas musculares. O mesmo acontece com o lateral-esquerdo Imorou.

O Jogo

 

Sporting de Braga perde dois pontos

Académica e Sporting de Braga não conseguiram desfazer o nulo e somara apenas um ponto em jogo da nona jornada do campeonato. Pelo que fizeram as duas equipas, com os bracarenses a dominar a primeira parte e os «estudantes» a segunda, o resultado reflete o que se passou nas quatro linhas durante os 90 minutos. Apesar disso, pertenceu a Hugo Viana, aos 78’, a melhor oportunidade de desfazer o nulo com uma «bomba» do meio da rua, que saiu ao lado da baliza defendida por Peiser.

 

Adversário do Sp. Braga

Club Brugge despede treinador

O Club Brugge, adversário do Sporting de Braga na Liga Europa, despediu o treinador holandês Adrie Koster, após uma série de quatro derrotas consecutivas. O técnico holandês será substituído nos dois próximos encontros pelos seus antigos adjuntos, Philippe Clément e Rudy Verkempinck, antes de ser nomeado um novo treinador principal.

PRIMEIRO DE JANEIRO


Títulos masculino e feminino

Maratona sagra-se campeão europeu de estrada

O Maratona revalidou ontem o título europeu de estrada com Hermano Ferreira e Dulce Félix a serem os protagonistas individuais.

As equipas masculina e feminina do Maratona renovaram, em Almeirim, os títulos europeus de estrada que tinham conquistado em 2010, com Hermano Ferreira e Dulce Félix a ganharem individualmente pela terceira vez consecutiva.

O domínio dos portugueses foi absoluto, já que a Conforlimpa, em masculinos, e o Sporting de Braga, em femininos, se classificaram na segunda posição, face à débil oposição das equipas estrangeiras presentes, apenas seis masculinas e duas femininas.

Apenas um atleta checo (oitavo) e uma irlandesa (nona) se classificaram entre os 12 primeiros e as 11 primeiras, sendo portugueses todos os restantes.

O vencedor Hermano Ferreira, da Conforlimpa, não respondeu de imediato ao ataque de Youssef el Kalai no 18.º quilómetro, mas depois viria a ultrapassá-lo, percorrendo a meia-maratona em 1h02.55. Hermano Ferreira ganhou com 26 segundos de vantagem sobre o atleta de origem marroquina, que esta época trocou a Conforlimpa pelo Maratona.

Na prova feminina, de 15 quilómetros, Dulce Félix, a uma semana de correr a Maratona de Nova Iorque, limitou-se a controlar a corrida e a distanciar-se na parte final, ganhando com 51.01 minutos, menos 12 segundos do que Ana Dias, que esta época regressou ao Maratona.

Dulce Félix. Atleta do Maratona foi primeira classificada em Almeirim e ajudiou na revalidação do título coletivo

PRIMEIRO DE JANEIRO

 

Sporting de Braga vice-campeão europeu de Estrada

A equipa feminina do Sporting de Braga sagrou-se ontem vice-campeã europeia de Estrada em Almeirim, onde decorreu mais uma edição da Taça dos Clubes Campeões Europeus de Estrada. Em termos colectivos as bracarenses classificaram-se na segunda posição repetindo a classificação do ano passado, atrás da equipa do Maratona Clube de Portugal e bem à frente da equipa representante da Irlanda.

Diario do Minho

 

Novo festival do Maratona

O Maratona revalidou ontem, em Almeirim, os títulos colectivos da Taça dos Campeões Europeus de estrada. Foi um autêntico festival laranja aquilo a que se assistiu em ambos os sexos, particularmente no sector feminino, pois a equipa lisboeta conseguiu as cinco primeiras posições, tendo Ana Dulce Félix ganho individualmente pelo terceiro ano consecutivo. Em masculinos, o domínio foi menor, uma vez que o lugar mais alto do pódio foi para Hermano Ferreira (Conforlimpa), que fez também o tri.

O interesse colectivo centrava-se essencialmente na prova masculina, mas acabou por sair gorado depois de o Maratona ter conseguido colocar três atletas nos cinco primeiros lugares. A pobreza competitiva sentiu-se ainda mais devido à inépcia já esperada por parte dos clubes estrangeiros presentes, todos muito abaixo do nível dos portugueses.

Hermano Ferreira, que corre a Maratona de Turim dentro de duas semanas, mostrou estar em boa condição, aguentando os ataques do luso-marroquino Yousef el Kalai (agora a residir de novo em Marrocos) e acabando por gerir o esforço nos dois últimos quilómetros. Ana Dulce Félix teve uma tarde mais descansada, pois nunca sentiu qualquer pressão ao longo da prova. A atleta do Maratona corre dentro de uma semana a Maratona de Nova Iorque.

 

Classificações

FEMININO

1º Dulce Félix (Maratona) 51m01s

2º Ana Dias (Maratona) 51.14

3º Leonor Carneiro (Maratona) 51.19

4º Mónica Silva (Maratona) 52.09

5º Anália Rosa (Maratona) 52.20

6º Ercília Machado (SC Braga) 52.31

7º Catarina Ribeiro (SC Braga) 53.28

8º Filomena Costa (SC Braga) 53.45

9º Mary Gleeson (Mayo) 56.13

10º Joana Costa (SC Braga) 57.12

 

COLECTIVO: 1º Maratona, 6 pontos; 2º SC Braga, 21; 3º Mayo (Irlanda), 35; 4º San Marino, 45.

 

MASCULINO

1º Hermano Ferreira (Conforlimpa) 1h02m55s

2º Yousef el Kalay (Maratona) 1:03.21

3º José Rocha (Maratona) 1:03.57

4º Manuel Damião (Maratona) 1:04.23

5º Euclides Varela (Conforlimpa) 1:04.29

6º Fernando Silva (Maratona) 1:04.40

7º Tiago Costa (Conforlimpa) 1:04:46

8º Luís Pinto (Sporting) 1:04.55

9º Jan Kreijinger (Kromeriz) 1:05.04

10º Rui Teixeira (Maratona) 1:05.07

COLECTIVO: 1º Maratona, 15 pontos; 2º Conforlimpa, 24; 3º Kromeriz (Che), 69; 4º Shamrock (Irl), 78; 5º Atletik (Din),92.

O JOGO

 

publicado por carlitos às 10:04

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab


2
3
4
8

9
12
14


25
27
29



ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds