...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Quinta-feira, 06 de Outubro, 2011

"Tesouro" para o Prémio Camões

Evelina Coelho pintou 25 quadros inspirados em histórias infantis e num dos mais emblemáticos contos do escritor manuel António Pina, galardoado este ano com o Prémio Camões.

 
foto Madalena Ferreira/JN
"Tesouro" para o Prémio Camões
 
 

Qualquer pretexto seria bom para falar de Evelina Coelho, mas a exposição de pintura que a artista plástica tem na galeria do Teatro Municipal da Guarda (TMG) é incontornável. Primeiro porque os vinte e cinco quadros a óleo, inspirados essencialmente em contos infantis, fazem sonhar o maior dos leigos e, depois porque uma das obras de arte é um retrato dentro de outro. Precisamente do conto a que o escritor Manuel António Pina deu o nome de "Tesouro" e em que descreve o país da repressão antes do 25 de Abril de 1974.

Tal como o galardoado deste ano com o Prémio Camões, Evelina Coelho usou o traço que a caracteriza para dar expressão ao contraste de sentimentos de quem viveu num rectângulo solarengo antes e depois da mordaça.

"Quis dar continuidade à homenagem que a Câmara da Guarda já tinha iniciado ao instituir o Prémio Literário "Manuel António Pina" e que vai distinguir trabalhos inéditos de poesia", comentou a artista plástica enamorada do arco-íris que apresenta publicamente depois da tempestade criativa dos últimos quatro a cinco meses.

Natural da aldeia de Vila Fernando, no concelho da Guarda, Evelina Coelho estudou Belas Artes e exerceu a função de professora de Educação Visual dentro e fora do país, mas as técnicas que apurou ao longo de anos não foram mais do que o refinamento da inspiração familiar. A mãe, a maior crítica que alguma vez diz ter tido, ensinou-lhe a pintar aguarelas e, do tio-avô padre que também era autodidacta, recebeu o gosto pelos vitrais e pelas artes genericamente entendidas. Tanto que ao longo das últimas décadas, além das 200 exposições, Evelina, (é assim que assina tudo o que faz), cedeu ao desejo de fazer trabalhos que estão expostos em igrejas.

Privilégio da igreja Matriz de Vale de Estrela, nas proximidades da Guarda e da Capela da Casa de São Pedro de Buarcos, na Figueira da Foz. In "jn"

publicado por carlitos às 22:44

 

A Implantação da República Portuguesa foi evocada hoje nas ruas de Ramallah numa celebração que juntou várias centenas de pessoas no centro da cidade palestiniana entre dezenas de bandeiras portuguesas.

A comemoração foi marcada por uma série de atos simbólicos que incluiu a atuação das bandas da Polícia e do Corpo Nacional de Escuteiros Palestinianos que tocaram o Hino Nacional Português junto a uma cadeira gigante que simbolicamente representa o lugar pretendido para um Estado Palestinino nas Nações Unidas.

Apesar de inicialmente as cerimónias terem estado previstas para o dia 05 de Outubro, as comemorações realizaram-se hoje devido a “questões logísticas”, segundo informou o organizador do evento que entregou uma carta durante a cerimónia a um dos representantes da Missão diplomática Portuguesa em Ramallah.

“Portugal detém hoje a chave crucial para a paz na região”, declarou Ayman Sbieh numa mensagem dirigida a Portugal.

“(A chave) é o seu lugar como membro do Conselho de Segurança (da ONU)”, prosseguiu. É aí (no Conselho de Segurança) que pode assumir e dizer ao mundo inteiro: Povo, governo e partidos (portugueses), estamos com vocês e vamos votar ´sim´para a Palestina como membro pleno da ONU em consciência clara para com os princípios da revolução (portuguesa) que celebramos hoje”, refere ainda a mensagem dirigida a Portugal.

Dawoud Hamud, um ex-imigrante palestiniano no Brasil, que celebrava entre o público explicou à Agência Lusa num português quase perfeito, que se trata da celebração de “uma festa justa de Portugal”.

“Não quisemos deixar passar esta oportunidade de nos dirigirmos ao povo e ao governo português para pedir o apoio aos palesti nianos para ganhar na ONU o nosso lugar e ser um dos seus membros”, concluiu.

Mohamad Adwan, que participa nas celebrações lamenta que “hoje em dia parece que Portugal não nos apoia nas Nações Unidas”.

“A nossa mensagem para o governo português é a de que precisam começar mais uma luta, mais uma revolução contra o racismo, contra o cinismo, pela liberdade. Apenas queremos ser livres”, explicou.

Segundo Adwan a mensagem para o povo português é a de que “estar com a Palestina é estar com os Direitos Humanos”.

“Por isso, pedimos que Portugal esteja connosco nesta hora. Porquê estar contra nós? Porque é que estão ao lado dos israelitas que nos ocupam a nossa terras, as nossas casas, que nos atiram tudo ao chão? Não votar votar pela Palestina é estar ao lado disto tudo”, afirmou.

Adwan aproveita para lembrar ao governo português que “deve pensar no seu povo” que segundo Adwan diz saber “estar com a Palestina”, e que por isso “deve fazer a vontado do povo”.

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, apresentou em setembro o pedido de adesão de um Estado Palestiniano como membro de pleno direito das Nações Unidas, com base nas fronteiras de 1967 com Jerusalém Oriental como capital.

Vários membros do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas já disseram que vão aprovar o pedido palestiniano como a China, Rússia, Brasil, Índia, Líbano, África do Sul, Nigéria e Gabão.

Portugal, membro não permanente do Conselho de Segurança, ainda não divulgou qual vai ser o seu voto, defendendo uma posição comum da União Europeia e a importância das negociações entre palestinianos e israelitas.

publicado por carlitos às 22:40

 

 Portugal é o quarto país do sul da Europa com o maior número de homicídios, depois da Itália, Espanha e Sérvia, segundo um relatório da Agência das Nações Unidas para a Droga e o Crime (UNODC) hoje divulgado.

O documento indica que em Portugal se registaram 130 homicídios em 2009, representando 1,2 assassínios por cada 100.000 habitantes.

No relatório da UNODC Portugal está integrado no grupo dos países do sul da Europa, aparecendo a Itália (590), Espanha (399) e Sérvia (145) com um maior número de homicídios.

O estu do mostra também que a taxa de homicídios em Portugal manteve-se praticamente estável entre 1995 e 2009, tendo sofrido um ligeiro aumento em 2003, 2004 e 2007.

No relatório, o Brasil é apontado como o país com uma das piores taxas de homicídios na América do Sul, atrás da Colômbia e Venezuela.

Em 2009, foram registados 43.909 assassínios no Brasil, uma média de 22,7 homicídios por 100.000 habitantes.

A média venezuelana foi de 49,0 assassínios por 100 mil habitantes, enquanto na Colômbia o mesmo indicador ficou em 33,4.

publicado por carlitos às 22:29

Ao fim de cinco jornadas, o SCB/AAUM continua sem vencer, tendo perdido ontem por 4-5 na deslocação a Coimbra, em jogo contra a Académica tal como os bracarenses, recém promovidos ao escalão máximo do futsal.

Espera-se que na próxima jornada chegue ao final esse "enguiço" quando receber em Gualtar, no pavilhão da U.Minho o Módicus, actual 5º classificado.

Até ao momento apenas conseguiu um empate, em casa do Freixieiro, ocupando a penúltima posição com um ponto á frente do lanterna vermelha, Fundão, que foi uma das boas surpresas da época passada, mas que continua com zero pontos.

 Em relação ao SCB/AAUM esperava-se nesta altura do campeonato uma melhor performance, mas de qualquer forma os homens comandados por P. Palas não deitam a toalha ao chão e espera-se que com a turma gaiense termine a "maldição" neste regresso dos arsenalistas à 1ª Divisão do Futsal Português.

 

JORNADA 52011-10-05
Visitado Visitante 
AMSAC  3-4  Belenenses Sugerir Video
Académica  5-4  SC Braga/AAUM Sugerir Video
Modicus  2-1  Loures Sugerir Video
AD Fundão  1-7  Benfica Videos
Freixieiro  2-3  SL Olivais Sugerir Video
Leões Porto Salvo  9-4  Operário Videos
Sporting  5-0  Boavista Videos

 

CLASSIFICAÇÃO

 

Pos.EquipaPJVEDGMGS  
1 Benfica 13 5 4 1 0 25 11 Jogos
2 Sporting 13 5 4 1 0 22 11 Jogos
3 Leões Porto Salvo 12 5 4 0 1 18 12 Subiu 2 posições Jogos
4 Operário 10 5 3 1 1 20 17 Desceu 1 posições Jogos
5 Modicus 10 5 3 1 1 14 13 Subiu 1 posições Jogos
6 Freixieiro 10 5 3 1 1 17 15 Desceu 2 posições Jogos
7 Académica 9 5 3 0 2 16 15 Jogos
8 SL Olivais 9 5 3 0 2 18 21 Subiu 1 posições Jogos
9 Loures 6 5 2 0 3 18 18 Desceu 1 posições Jogos
10 Belenenses 3 5 1 0 4 14 18 Subiu 3 posições Jogos
11 Boavista 3 5 1 0 4 8 15 Jogos
12 AMSAC 3 5 1 0 4 15 18 Desceu 2 posições Jogos
13 SC Braga 1 5 0 1 4 13 19 Desceu 1 posições Jogos
14 AD Fundão 0 5 0 0 5 11 26 Jogos

 

JORNADA 62011-10-09
Visitado Visitante 
SC Braga/AAUM  08/10  Modicus  
Boavista  08/10  AMSAC  
Operário  08/10  Sporting  
Loures  08/10  Leões Porto Salvo  
Belenenses  09/10  AD Fundão  
Benfica  09/10  Freixieiro  
SL Olivais  09/10  Académica  
publicado por carlitos às 22:09

 

O médio Leandro Salino afirmou esta quinta-feira que o objectivo do SC Braga é o de «voltar rapidamente às vitórias», depois de dois desaires consecutivos, e referiu que o clube minhoto «sempre lutou pelos primeiros lugares e este ano não vai ser diferente.»

 Em relação às duas derrotas consecutivas, com o Club Brugge na Liga Europa e com a União de Leiria no campeonato, Salino sublinha que serviram de lição e que a paragem no campeonato será benéfica para o grupo de trabalho.

 «Serve de lição, para voltarmos a ter o Braga forte que todos conhecemos e que tem muitos jogadores de qualidade, adiantou o nº 25 bracarense. Vamos aproveitar esta paragem para superar este momento, recuperar alguns jogadores importantes e dar ritmo aos que não têm jogado tanto.»

 

 

publicado por carlitos às 21:40

 

 

 Poucas horas após a notícia da morte de Steve Jobs, fundador da Apple, os ciberdelinquentes já usavam a notícia como um 'gancho' para atrair os internautas para um sítio da Internet malicioso, anunciou, esta quinta-feira, a Panda Security.

De acordo com o laboratório de 'malware' (software malicioso) da Panda Security, citado pela EFE, o nome da página é R.I.P. Steve Jobs e foi criada pelos ciberdelinquentes no Facebook.

Segundo a Panda Security, a página anuncia que está a decorrer uma promoção onde a Apple pretende atingir o meio milhar de ofertas de iPads, em memória do fundador da empresa.

O número de utilizadores da página, segundo a mesma fonte, está a aumentar cinco seguidores por segundo e conta com mais de 80 mil possíveis vítimas.

Na página, os interessados no prémio são redireccionados para um sítio onde são levados a acreditar que ganharam um dispositivo da Apple e que, para recebê-lo, deverão subscrever um serviço de SMS a um preço de 1,42 euros por mensagem.

Em vez de receber o dispositivo da Apple, os utilizadores recebem um grande número de mensagens publicitárias através do telemóvel.

 

 

publicado por carlitos às 20:36

 

Menina violada e enterrada viva consegue sobreviver

Uma menina de 10 anos foi violada, agredida e enterrada viva nas Filipinas. Dennis Quilatonde, de 21 anos, primo da vítima, é suspeito de ter cometido estas atrocidades e está sob custódia policial desde segunda-feira.

A menina, que recuperou a consciência depois de ter sido enterrada, conseguiu voltar à superfície e, com a ajuda de vizinhos, chegar a casa, onde denunciou o primo aos seus pais.

O inspector Roberto Ocumen, chefe de Polícia de Magpet, no Sul das Filipinas, explicou aos meios de Comunicação Social que a menina descreveu às autoridades como o seu primo a agrediu, no passado domingo. Além do crime de violação, Dennis Quilatonde é ainda acusado de ter golpeado a vítima na cabeça e de a ter enterrado viva.

Depois da denúncia, o indivíduo foi detido e encontra-se em prisão preventiva.

publicado por carlitos às 20:32

 

 

Numa cerimónia recheada de glamour, emoção e muitas fotografias, a entrega do prémio do 2.º Concurso Internacional de Fotografia ‘Emergentes DST’, que decorreu anteontem à noite no Theatro Circo, deixou “sem palavras” o vencedor Zoltán Jókay. Já o presidente do júri, Manuel Teixeira da Silva, da Galeria Módulo, em Lisboa, enalteceu o festival ‘Encontros da Imagem’, na qual está inserido o concurso, que é o 2.º mais antigo da Europa.
Os ‘Encontros da Imagem’ são já “uma mais-valia para a imagem de Braga no exterior”, assegurou o presidente do júri do prémio ‘Emergentes DST 2011’. E Manuel Teixeira da Silva foi mais longe: “este projecto não deve deixar de ser acarinhado. Braga com todo este magnífico património histórico é um pólo atractivo e os ‘Encontros’ são uma mais-valia, porque aqui consegue-se congregar a história com a contemporaneidade”.
O presidente do júri admiu, ainda, que Braga “ tem conseguido acompanhar a parte inovador e evolutiva” que tem acontecido na área da fotografia. “E a subida de qualidade e aumento de presença de estrangeiros neste prémio” não ficam alheias a esta aposta, assegurou aquele crítico, realçando, também, a qualidade dos muitos artistas presentes.
À empresa DST, aquele responsável deixou também um elogio: “a empresa mostrou sensibilidade e inteligência ao criar este prémio de fotografia”.
Manuel Teixeira da Silva não se ficou por aqui no que toca a elogios e aproveitou para destacar “a excelente organização”, saudando “a teimosia desta equipa reduzida, que trabalha com um parco orçamento”.
Antes de ser revelado o grande vencedor da noite, o director do festival, Rui Prata, também não poupou críticas e elogios. “Vamos na 21.ª edição dos ‘Encontros da Imagem’ e esta pequena equipa tem conseguido ultrapassar enormes obstáculos”, recordou.
“Desgraçadamente são os artistas que recebem a fatia mais pequena do bolo. Os governantes e os empresários têm que perceber que a cultura é um factor de dinamismo económico. As pessoas que participam neste tipo de eventos ficam em hotéis, vão aos restaurantes e até levam uma recordação da cidade”, justificou.
Os ‘Encontros da Imagem’ só têm sido possíveis, sublinhou o director, com o apoio do anterior Ministério da Cultura, da Câmara Municipal de Braga, dos museus, de algumas instituições e patrocinadores, destacando a empresa DST, por “ter acreditado neste prémio”.
Os fotógrafos que chegam dos quatro cantos do mundo “vêem aqui uma possibilidade de ter retorno do seu trabalho, porque para além da possibilidade de abrir portas para novos projectos, o prémio financeiro vai permitir-lhes desenvolver novos projectos”.
Também Ângela Ferreira, co-directora do festival, admitiu tratar-se de um “momento ímpar” dos ‘Encontros da Imagem’, já que se conseguiu com “uma equipa pequena, mas forte” chegar até aqui. Aquela responsável aproveitou, ainda, para elogiar a “ambição” e a aposta da empresa DST em trilhar este percurso. “Este prémio tem este nome, ‘Emergentes’, porque temos autores visionários e autênticos valores que são um estímulo à produção fotográfica”, vincou.

Cultura é “arma” para a crise

Depois da aposta n a literatura e no teatro, seguiu-se a fotografia. É desta forma que a empresa DST encara a realidade, porque só com “estas armas”, que têm “um papel central na empresa” será possível ultrapassar a crise.
O CEO da empresa bracarense, José Teixeira, que falava anteontem à noite no Theatro Circo, na entrega do prémio ‘Emergentes DST 2011’, defendeu que “participar é um dever cívico de todos, independentemente da área”. Por isso, aquele responsável elogiou os responsáveis dos ‘Encontros’, que “o fazem como deve ser feito”, reconhecendo o trabalho desenvolvido por “uma equipa forte” numa área que “serve tanto” para fundamentar o que hoje é a DST. E justificou: “somos uma empresa criativa e inovadora. Somos uma empresa ‘triple C’, ou seja, culta, cosmopolita e cool”.
Sobre os ‘Encontros da Imagem’, que decorrem até ao final do mês, o presidente da empresa, admitiu que foi possível “promover o evento para o mundo, permitindo aos ‘Encontros’ serem o que de melhor tem chamado os cidadãos a participar”.
Ainda antes de anunciar o vencedor do prémio, inserido nos ‘Encontros da Imagem’, José Teixeira salientou o facto dos líderes europeus terem reconhecido que “não há salvação para esta maldição”. Perante este cenário, aquele empresário acredita que “é preciso pensar o mundo como uma nova era da história mundial”. E foi mais longe: “esta é a razão da determinação da nossa empresa e é uma solução inteligente porque estamos a criar uma geração de riqueza com base noutras literacias, que não sejam as habituais técnicas. Este ciclone não se domina com equações matemáticas, as humanidades e a filosofia são nucleares para encontrar uma solução”.
‘Emergentes DST’, que nasceu em 2010, é fruto de uma parceria entre os ‘Encontros da Imagem’ e a empresa DST e engloba um prémio no valor de 7.500 euros e dá direito ao galardoado fazer uma exposição individual na edição do próximo ano.

Fotógrafo húngaro ficou “sem palavras”

Actualmente a exercer a actividade profissional num lar de idosos com problemas mentais, o artista húngaro, que venceu o 2.º Concurso Internacional de Fotografia ‘Emergentes DST 2011’, ficou “sem palavras” quando ouviu, anteontem à noite, o seu nome. Zoltán Jókay ficou “tão emocionado e nervoso”, que apenas conseguiu agradecer, no palco do Theatro Circo, o prémio que tinha acabado de ganhar.
“Intimista, intenso e objectivo” foram alguns dos adjectivos que, segundo os jurados, descrevem o portefólio do artista húngaro. “A sua experiência profissional num lar de idosos permitiu-lhe exceder limites e transpor para a fotografia a dor, a solidão, o desespero e a angustia muitas vezes associada à condição humana”, explicou, entretanto, o editor internacional da Hot Shoe Magazine, nos EUA, Bill Kouwenhoven.
O artista húngaro iniciou a sua paixão pelo universo fotográfico através da captação de imagens de cidadãos de classe baixa. Com o passar dos anos, focou o seu trabalho num retrato mais profundo e transpôs para as suas imagens alguns sentimentos.
Zoltán Jókay sucede ao primeiro vencedor do concurso, o português Virgílio Ferreira, que apresentou, no ano passado, a sessão de fotografias ‘Uncanny Places’. In “correio do minho”

publicado por carlitos às 20:30

Faleceu um homem considerado “um símbolo do diálogo”. Manuel Maria Pereira Barbosa morreu, na passada terça-feira, aos 87 anos, e deixa o seu nome ligado à cidade e história de Braga, depois de uma vida dedicada a várias instituições, nomeadamente, o Sp. Braga e a Associação Comercial de Braga.

 

Empresário, Manuel Barbosa foi presidente da direcção do Sporting Clube de Braga de 1980 a 1982 e presidente da mesa da Assembleia Geral, de 1976 a 1980. Era sócio número 252 do clube arsenalista.

 

“O desaparecimento de Manuel Maria Pereira Barbosa, ex-presidente do Sp. Braga, deixa em todos uma profunda tristeza. Pessoalmente, e em nome de todos os bracarenses, deixo um sentido abraço a toda a família. Neste momento de pesar, recordo que Manuel Barbosa, com toda a dedicação, paixão e sacrifício, também deu o seu contributo para que o Sp. Braga se tornasse uma referência do desporto nacional”, destaca o presidente, António Salvador.

 

Mesquita Machado:

 

“A morte de um ser humano é sempre de lamentar profundamente, neste caso, o lamento é ainda maior, porque morre um grande bracarense, que desempenhou diversos cargos, nomeadamente, o de presidente do Sporting Clube de Braga em tempos difíceis. Privei com ele já como presidente da câmara, para solicitar apoios ao clube e, como presidente da Associação Comercial de B raga, também tive a ocasião de lidar com ele, foi uma pessoa sempre correcta, defendendo as posições dos comerciantes em conjugação com a própria câmara municipal, assim como presidente do Clube de Caçadores. Foi um cidadão que, para além da vida empresarial, se interessou pelo bem comum e sociedade”.

 

Durante a juventude foi dirigente do ABC, destacando-se, ainda, como presidente do Clube de Caçadores de Braga, durante mais de 20 anos. Fundador e presidente do Lions Clube de Braga, foi na Associação Comercial de Braga que se notabilizou.

 

Presidente da ACB de 1979 a 1981, desempenhou o cargo de presidente da AG e do Conselho Fiscal.

“Foi um grande dirigente associativo desta casa, que soube abraçar a ACB em duas fases: no final do antigo regime e na transição do antigo regime para a democracia. Temos uma grande admiração pelo trabalho desenvolvido”, revelou Abílio Vilaça.

 

O director-geral da ACB recorda Manuel Barbosa como “um grande bracarense” que “marcou a cidade em fases diferentes da sua vida”. “No âmbito do Conselho Geral e da estratégia a partir de 1994, pude partilhar muito com ele nesta nova e última fase da associação. Foi uma pessoa que sempre deu grandes conselhos à ACB”, sublinhou.

Funeral realizou-se ontem às 18.30 horas, na Igreja Senhora-a-Branca.

publicado por carlitos às 20:26

O SC Braga pode regressar ao mercado sul-americano para contratar um defesa-central. Christian Ramos disse à imprensa peruana que foi sondado pelo clube minhoto e por uma equipa belga e admite a mudança para o futebol europeu já em Janeiro.

 

 

O defesa-central, que vai render o sportinguista Rodriguez na selecção do Peru, tem 22 anos e actua no Alianza Lima.

 

O jovem futebolista é visto como uma das revelações do campeonato e destaca-se pela forma como marca os avançados, tendo recebido a alcunha de «A Sombra».

A confirmar-se este interesse, Ramos sucede a outro central peruano que esteve até o ano passado no Minho, Rodriguez, agora no Sporting.

publicado por carlitos às 20:20

 

"Steve Jobs Day", a homenagem dos fãs
Ainda antes de Steve Jobs morrer já o evento "Steve Jobs Day" andava a ser planeado. Agora que o fundador da Apple morreu, a acção vai à mesma avançar. O dia de homenagem ao fundador da Apple é 14 de Outubro e pretende mobilizar o mundo.

A data foi escolhida pelos fãs, auto-identificados como funcionários da empresa Studiocom e sem ligação à Apple. O encontro mundial dos fãs de Steve Jobs acontece no Facebook, no Twitter, na vida real de cada participante e no ponto central do evento, o site SteveJobsDay2011.com.

É neste site que toda a iniciativa é explicada. "Veste uma camisola de gola alta para trabalhar. Para a escola. Em nenhum lugar e em todos os lugares. (...) Tira uma foto tua assim vestido e coloca no Facebook, Twitter e aqui no site". É este o desafio: vestir umas calças de ganga, uma camisola de gola alta preta e umas sapatilhas, tal como Jobs usava.

Depois é só falarem sobre Jobs. "Escreve no Twitter ou no Facebook sobre Steve Jobs e de que forma o papel dele na Apple afectou a vida de cada um", onde também se pode acrescentar quais os produtos Apple favoritos ou qual o primeiro aparelho da Apple que teve.

Segundo a página do Facebook da iniciativa, o "SteveJobsDay" não é um memorial mas sim "uma celebração da vida de Steve, um agradecimento".

"Nós admiramos o seu trabalho. Nós abraçámos a sua visão. E amamos o que ele trouxe para o mundo. Vamos tirar um dia para homenagear o homem e dizer 'obrigado'. Todos em todo o mundo estão convidados a participar - na vida real de cada um, no Facebook, no Twitter e aqui [SteveJobsDay2011.com]", lê-se no site oficial.

publicado por carlitos às 14:27

O Prémio Nobel da Literatura 2011 foi atribuído ao poeta sueco Tomas Transtromer, anunciou hoje a Academia Sueca, em Estocolmo.

O poeta sueco mais traduzido em todo o mundo (em 30 línguas), Transtromer, de 80 anos, começou a publicar poesia aos 23 anos e o seu primeiro livro intitulava-se “17 dikter” (“17 Poemas”).

Em Portugal, Tomas Transtromer está representado na coletânea '21 poetas suecos', editada pela Vega, em 1981.

Publicou cerca de 15 obras numa longa carreira dedicada à escrita e venceu numerosos prémios literários, como o Prémio Literário do Conselho Nórdico, em 1990.

A maior parte da sua obra está escrita em verso livre, ape sar de ter feito também experiências com linguagem métrica.

Exerceu a profissão de psicólogo até 1990, ano em que sofreu um acidente vascular cerebral que o deixou parcialmente afásico e hemiplégico.

Vive atualmente numa ilha e continuou a escrever, tendo desde então publicado três obras.

O prémio tem o valor monetário de dez milhões de coroas suecas, cerca de 1,1 milhões de euros.

A cerimónia de entrega dos Prémios Nobel 2011 realiza-se no próximo dia 10 de dezembro, na capital sueca.

Na edição anterior, em 2010, o Nobel da Literatura distinguiu o escritor peruano Mário Vargas Llosa, autor de 'Conversa n'A Catedral' e de 'Guerra do Fim do Mundo'.

publicado por carlitos às 14:21

O SC Braga registou subida de 21 posições para o 32.º lugar no ranking mundial de clubes elaborado pela Federação Internacional de História e Estatística (IFFHS).

O FC Porto continua a ser o clube português mais bem classificado ), segurando o quarto lugar do mês anterior.

Os dragões são apenas batidos por Barcelona, Real Madrid e Manchester United, que mantiveram por esta ordem a presença no pódio.

O Benfica também manteve a mesma posição do mês anterior (17.º posto). O Sporting também subiu 13 lugares, sendo agora 51.º classificado.

Classificação:
1. (1.) Barcelona (Espanha) 331,0
2. (2.) Real Madrid (Espanha) 305,0
3. (3.) Manchester United (Inglaterra) 282,0
4. (4.) FC Porto (Portugal) 254,5
5. (6.) Schalke 04 (Alemanha) 244,0
6. (8.) Vélez Sarsfield (Argentina) 243,0
7. (9.) Bayern Munique (Alemanha) 240,0
8. (5.) Inter (Itália), 231,0
9. (9.) Manchester City (Inglaterra) 225,0
10. (14.) Universidad Católica (Chile) 224,0
(...)
17. (17.) Benfica (Portugal), 208,5
32. (53.) SC Braga (Portugal), 172,5
51. (64.) Sporting (Portugal), 154,5
258. (268.) Nacional (Portugal), 78,0
375. (372.) V. Guimarães (Portugal), 63,0
19:59 - 04-10-2011
389. (368.)V. Setúbal (Portugal), 62,0

  

 

publicado por carlitos às 14:00


 








 

Não é uma situação fácil ou difícil para a equipa das quinas, é apenas mais uma em que a selecção nacional tem que ganhar, algo a que, diz Paulo Bento, os jogadores já estão habituados. O seleccionador nacional, aliás, diz que o momento que a sua equipa vive é «bom» porque Portugal é primeiro do grupo e depende, apenas, de si próprio para se qualificar.

«O que vamos procurar é contornar as dificuldades, não estar a eleger o momento mais difícil», começou por dizer Paulo Bento, referindo-se à necessidade imperiosa de vitória que a equipa das quinas tem amanhã, diante da Islândia, neste apuramento para o Europeu.

O seleccionador nacional, aliás, lembrou que era «do domínio público a situação em que se encontrava a selecção em termos de pontuação» e qual o seu «estado em termos de apuramento para o Europeu». Contudo, Paulo ento considera que «as coisas estão melhores» porque Portugal depende apenas de si próprio para se qualificação, considerando que a situação lusa é «melhor».

«O momento é bom, estamos em primeiro lugar, dependemos de nós, com seis ou quatro pontos já nos qualificamos», simplificou, resumindo, o técnico.

Questionado sobre o facto de a equipa das quinas partir para Copenhaga, onde defrontará a Dinamarca na terça-feira, apenas na véspera do jogo, Paulo Bento desvalorizou e considera que o programa da selecção nacional é normal: «Fizemos a nossa semana de preparação normal, a viagem para a Dinamarca não é assim tão longa... É um programa perfeitamente normal, não acho que os  jogadores tenham qualquer tipo de pressão acrescida a não ser aquela que faz parte de um jogo de futebol e da necessidade de ganhar», atirou, lembrando, até, que é «algo a que eles [jogadores] já estão habituados, não só na selecção mas também nos seus clubes».

Além disso, lembrou Paulo Bento, «de há quatro jogos para cá» tem sido sempre essa a realidade da selecção portuguesa: «Ganhar para dependermos apenas de nós para conquistarmos o nosso objectivo».

Quanto ao adversário, a Islândia, o seleccionador nacional referiu-se à «organização defensiva» como o ponto mais forte dos islandeses e desvalorizou as ausências na equipa das quinas: «Mantemos o foco nos que aqui estão e estamos tranquilos pela forma como trabalharam nos quatro treinos que realizámos. Há optimismo e confiança, e estamos conscientes da responsabilidade que temos neste jogo».

Paulo Bento não abriu o jogo, no entanto, quanto ao lado esquerdo, face à ausência de Fábio Coentrão e à indisponibilidade física de Sílvio: «Nós temos decidido quem vai jogar, mas não iremos divulgar. Vamos comunicar primeiro aos jogadores, como temos feito até aqui. Quando ficámos com o jogador em estágio, como foi divulgado pela parte médica, sabíamos que apenas estaria disponível para o segundo jogo. Para o primeiro sabíamos que não estava em condições e preparámos outras soluções», explicou, referindo-se a Sílvio.

O objectivo é ganhar e o técnico garante que essa será a única abordagem ao jogo que a sua equipa fará: «Vamos abordar este jogo como quem necessita ganhar. A exemplo do que aconteceu nos quatro jogos anteriores só nos serve um resultado: a vitória. Queremos criar uma boa dinâmica ofensiva e não permitir ao adversário que use as suas melhores armas. Vamos ter que trabalhar para fazer o nosso jogo, temos 90 minutos para ganhar o jogo. Queremos um bom resultado, alicerçado numa boa exibição, mas sem pressas e sem urgências. Estamos habituados, a situação foi semelhante nos jogos anteriores, e não teremos dificuldades para gerir um jogo que temos de ganhar», projectou.

publicado por carlitos às 13:39

Jardim prepara jogo com Trofense

Leonardo Jardim orientou esta manhã, à porta fechada, mais um treino do plantel do SC Braga.

Os arsenalistas preparam o jogo de treino com o Trofense, que se realiza sexta-feira, às 10.30 horas, no Estádio Axa, à porta aberta.

Trata-se do segundo ensaio da equipa minhota durante a pausa competitiva motivada pelos compromissos das selecções. Ontem, recorde-se, os comandados de Leonardo Jardim venceram o Vizela, por 5-2.

publicado por carlitos às 13:38

Meyong bisou frente ao FC Vizela

Qual fénix renascida, Meyong foi o homem em destaque no jogo-treino com o FC Vizela. O camaronês bisou na partida, que terminou com o triunfo do Sp. Braga ao clube satélite, por 5-2, num jogo em que o avançado voltou a mostrar pontaria afinada e faro de golo.
Melhor marcador da equipa em 2009/2011, esta época o nome de Meyong tem passado ao lado das opções, num progressivo afastamento que começou na Liga Europa, onde o camaronês nem sequer foi inscrito, e se arrasta agora no campeonato. O cenário poderá ser de saída em Janeiro, mas, mesmo sem espaço (apenas 33 minutos de competição), eis que o ponta-de-lança volta a mostrar ser válido. E responde com faro certeiro e dois golos no jogo-treino de ontem, que permitiram uma vitória moralizadora em tempo de paragem de campeonato e após duas derrotas consecutivas.
Num onze de segundas linhas, Meyong mostrou trabalho, tal como Rivera e Mérida, trio em clara evidência no teste com o Vizela. O jovem mexicano Rivera mostrou-se pela primeira vez, revelou qualidade em campo e estreou-se mesmo a marcar, aos dez minutos, após cruzamento de Mérida. Pouco depois, uma jogada de Nuno Valente pela direita ofereceu a Meyong o segundo golo, bastante aplaudido pelos cerca de cem adeptos presentes nas bancadas. Antes do intervalo, novamente Rivera em acção, ao cruzar para um chapéu de Mérida ao guarda-redes Rui.
A denotar algumas dificuldades, o Vizela apenas levou perigo à baliza de Berni, com um remate de João Cardoso.
Na segunda parte, Jardim fez entrar apenas Emre (emprestado ao satélite) e recuou Galo para lateral direito. Do lado do Vizela, a equipa cresceu e reduziu por intermédio de Julian, com Berni a ficar mal na fotografia após defesa incompleta.
Os vizelenses organizaram-se com as mudanças e Rómulo cabeceou para o segundo, de pois de falha de Douglão.
Meyong tranquilizou a equipa aos 66 minutos, ao bisar com um remate de pé esquerdo. E Douglão redimiu-se do erro anterior ao cabecear para golo, na sequência de livre de Custódio.

Despique pela posição seis

Terminado o calvário de Custódio, inicia-se agora um autêntico despique pela posição seis no plantel arsenalista. Ausente durante dois meses - após lesão contraída no estágio em Melgaço - o médio está de regresso às opções de Leonardo Jardim e, perfeitamente, a cem por cento, tal como se viu no jogo-treino de ontem, frente ao clube satélite FC Vizela.
Integrado sem qualquer limitação, Custódio voltou a vestiu a camisola do Sp. Braga pela segunda vez esta época (integrou o jogo de preparação frente ao Moreirense, no estágio de pré- -temporada) e relança a luta pela posição seis. O internacional português estava a realizar uma grande pré-época, no seguimento da temporada transacta, antes de se lesionar, assumindo-se como concorrente de respeito junto de Djamal, uma aposta pessoal de Jardim, que o lapidou no Beira-Mar.
Sem concorrência, o médio líbio acabou por se afirmar de pedra e cal no meio-campo arsenalista, mas o regresso de Custódio intensifica agora a luta. Apesar de ainda não ter o ritmo competitivo desejado, o português deverá estrear-se em jogos oficiais no duelo a contar para a Taça de Portugal, frente ao 1.º de Dezembro, em Sintra, no próximo dia 15. Até porque, o Sp. Braga está envolvido em várias frentes e o técnico já fez questão de lembrar que irá fazer a gestão do plantel.
Já Paulo César, continua a realizar treino condicionado. O avançado brasileiro trabalhou à parte dos restantes colegas de equipa e é a única baixa.
Amanhã, há novo particular, com o Trofense, da Liga de Honra, às 10.30 horas.

CORREIO DA MANHA
 

ABC estuda bem a lição e surpreende insulares
MINHOTOS (35-26) VENCEM MADEIRA SAD
  
O ABC venceu por margem expressiva (35-26) o Madeira SAD, em jogo antecipado da 7.ª jornada do campeonato. Melhores defensivamente, os bracarenses forçaram o adversário a cometer uma série de erros, bem aproveitados em contra-ataques mortíferos, em especial na etapa complementar, altura em que os pupilos de Paulo Fidalgo se mostraram algo apáticos.

Entrando mais determinados, os nortenhos foram surpreendidos nos minutos iniciais com a melhor organização atacante dos madeirenses, que apresentaram uma eficaz defesa 3x2x1. Refeito desse primeiro embate, o ABC comandou, mercê de uma defesa mais coesa, que aniquilou a 1.ª linha contrária. A diferença de 2 golos ao intervalo foi a imagem do equilíbrio durante esses 30 minutos.

RECORD

Meyong luta contra o destino

O que faltou na Marinha Grande, frente ao Leiria, apareceu em tamanho XL no jogo particular com o Vizela. Cinco golos chegaram e sobraram para o Braga vencer de forma incontestável (5-2) e, de certo modo, ajudaram a valorizar os jogadores menos utilizados por Leonardo Jardim. O grupo precisava de competição, o máximo de tempo possível, e o técnico não fez a coisa por menos, oferecendo 90 minutos de jogo a Berni, Douglão, Imorou, Vinícius, Custódio (regresso após longa paragem), Galo, Mérida, Rivera e Meyong, que se juntaram a Nuno Valente, Palmeira e Emre, requisitados ao clube-satélite visitante. Correu tão bem a experiência que até deu para assistir à ressurreição de Meyong no que toca a golos. Depois de ter assinado o 2-0 de pé direito (35'), no seguimento de um cruzamento de Nuno Valente, o ponta-de-lança, de 30 anos, fez mesmo questão de demonstrar que podem contar com ele para resolver: roubo de bola a um defesa à entrada da área e disparo certeiro para o 4-2 (66'). No quadro de honra dos marcadores entraram ainda Rivera (10'), Mérida (grande chapéu a Diego aos 42') e Douglão (77'). Manhã em cheio no AXA.

Terminado o espectáculo, falta agora saber até que ponto o bis do camaronês não foi mais do que o canto do cisne antes do adeus; é que o avançado tem estado permanentemente no fim da grelha de partida na corrida por um lugar no ataque. A lesão grave de Zé Luís e o empréstimo de Douglas ao Beira-Mar chegaram a jogar a seu favor, mas revelaram-se puras ilusões. Pouco depois, o Braga avançou para a contratação de Carlão, titular, por sinal, na última jornada, e depressa se percebeu que as primeiras opções de Leonardo Jardim seriam Lima e Nuno Gomes. Resultado óbvio: Meyong não foi inscrito na Liga Europa e há duas jornadas consecutivas que não é convocado.

A última actuação oficial aconteceu a 18 de Agosto, frente ao Young Boys, em jogo do play-off da Liga Europa. Como suplente utilizado, somou apenas 20 minutos; resultado final: 0-0. Será o fim da linha? Especula-se que sim, já em Janeiro, rumo a um bom contrato na Grécia ou na Arábia Saudita, onde chegou a cumprir testes há duas épocas.


Douglão
Gigante na defesa e ainda matador

À espreita de uma oportunidade para se estrear, Douglão já estará muito próximo do seu melhor. Do alto dos seus 1,93 metros, o central dominou nas alturas, revelou velocidade de processos no momento de desarmar o adversário e até entrou na lista dos marcadores, ao fixar o 5-2 num bom desvio de cabeça. O único deslize que cometeu ao longo do jogo (um mau passe, 62') resultou no golo de Rómulo (3-2). Puro azar.

Custódio
A trinco ou a 8, está como novo

Abre-se um novo capítulo para Custódio. A lesão muscular e a longa paragem já lá vão. Readqui-rida a forma física ideal, só faltava queimar a última etapa: jogar 90 minutos. E, por aqui, o centrocampista saiu claramente a vencer. Ora na posição de trinco, ora como 8, actuou com confiança, sem nenhum receio de ir ao choque, distribuindo jogo com a eficácia habitual. Doravante, o meio-campo do Braga estará claramente mais forte.

Rivera
Alô, México: organizem "charters"

Desde que chegou a Portugal, a dedicada Imprensa mexicana tem acompanhado quase à lupa todos os movimentos de Rivera, incluindo (espante-se) as suas exclusões... das convocatórias - continua por estrear. Pelo que mostrou contra o Vizela, será mais um craque em potência: após cruzamento de Nuno Valente, assinou o primeiro golo da partida; depois assistiu para o golaço de Mérida. Pela esquerda, misturou arte com velocidade.


Jardim quis ter Emre do seu lado

Emre Sahin entrou de repente no glossário dos profissionais do Braga, ainda que temporariamente. O grande momento chegou sem aviso; convocado para o jogo com o Braga, o jovem belga de origem turca fez o aquecimento entre os jogadores do Vizela, mas acabou por trocar de equipamento em pleno relvado, depois de Quim Berto e Leonardo Jardim terem conversado antes do jogo. Privado de Alan, que cumpre desde ontem um programa de gestão de esforço, o treinador solicitou um extremo-direito e o nome de Emre veio à baila, ou não pertencesse ele aos quadros do Braga desde que chegou a Portugal em 2010, para actuar pelos juniores. Para começar, foi encaminhado para um banco de suplentes deserto - o resto do plantel assistiu ao jogo numa das bancadas do Estádio AXA -, mas ainda teve o gosto de entrar em acção. Foi uma questão de aguardar até ao minuto 62. Limitado por cãibras, a exemplo do que aconteceu contra o Leiria, Imorou teve de ser substituído, e o extremo saltou como uma mola para dentro do relvado, juntando-se ao lateral-direito Nuno Valente e ao central Palmeira, já repetentes no trajecto Vizela-Braga. Com bons atributos técnicos e velocidade apreciável, Emre agarrou bem a oportunidade e, inclusivamente, esteve perto de marcar num lance em que deixou para trás um defesa com uma finta para rematar cruzado, com muito perigo, a rasar a barra.


Satélite Vizela está sob ameaça da nova equipa B

A parceria que o Braga tem com o Vizela aproxima-se do fim. Se vingar o projecto de a Liga Orangina receber as equipas B dos seis clubes mais bem classificados da Liga ZON Sagres esta temporada, o clube arsenalista não hesitará em criar novamente uma segunda equipa, e o projecto conta com a inteira concordância de Leonardo Jardim, que sempre viu vantagens nos bês de qualquer clube. Poderá mesmo dizer-se que a sintonia é total a este nível, pois Agostinho Oliveira, contratado em Janeiro de 2011 para assumir o cargo de director técnico da formação, estabeleceu desde o seu primeiro dia como principais desígnios, a médio prazo, a criação de uma academia e de uma equipa B. Sentado numa das áreas mais recatadas do Estádio AXA e acompanhado do director-desportivo, Fernando Couto, o antigo seleccionador nacional não perdeu pitada do jogo particular, deitando o olho preferencialmente aos jovens emprestados ao Vizela.


Gémeos holandeses Anthony e Nigel contratados para rodar no Vizela

O plantel do Vizela é uma caixinha de surpresas, logo a começar pela legião considerável de jogadores emprestados por outros clubes, com o Braga à cabeça. Escondidos desde que foram contratados em Agosto, os gémeos holandeses Anthony Velder e Nigel Velder, de 19 anos, tiveram ontem a oportunidade de pisar pela primeira vez o relvado do Estádio AXA, embora sem jogar, porque a adaptação ao futebol português não tem sido fácil. Por mais incrível que isto possa parecer, até ao momento nem um nem outro se conseguiram estrear pelo Vizela por questões físicas; contudo, a expectativa é grande em torno dos dois extremos, que chegaram a Portugal com o selo de garantia do Feyenoord, onde cumpriram a formação. Autor do primeiro golo do Vizela no particular com o Braga, o avançado Julian Facha é outro admirável sinal da internacionalização do futebol. O avançado argentino, de 22 anos, representou o União de Montemor nas últimas três épocas e chegou ao satélite do Braga esta época, num quadro de empréstimo.

O JOGO

ABC respirou fundo

O ABC, que somava quatro derrotas em seis jogos, entrou para a partida frente ao Madeira SAD muito carenciado de pontos. Os insulares, por seu turno, haviam perdido na última jornada do Andebol 1 em casa, frente ao Sporting, e também procuravam regressar às vitórias.

Acabou por ser a equipa minhota a ter razões para sorrir, depois de ter conseguido algum ascendente na primeira parte - chegou a ser de cinco golos (14-9) -, materializado na segunda, quando disparou para números em que poucos apostariam.

O Madeira teve os seus guarda-redes numa tarde (muito) pouco inspirada, conseguindo apenas quatro defesas para 39 remates, uma percentagem baixíssima (12%). Já do outro lado, ainda que aproveitando algum atabalhoamento, próprio de quem anda atrás no marcador, Humberto Gomes partiu para uma bela exibição, coroada com 16 defesas (42%).

Se o Madeira SAD não teve uma boa actuação, o ABC, pelo contrário, reencontrou-se com as vitórias, e por números expressivos, que dão alento para os próximos encontros, que Carlos Resende diz serem para ganhar: São Bernardo, ISMAI, Belenenses e Xico Andebol.


Declarações

Paulo Fidalgo TR. Madeira SAD
"Falhou a segunda parte"

Falhou a segunda parte, porque na primeira o jogo foi relativamente equilibrado", começou por dizer Paulo Fidalgo. "Na segunda parte falhou tudo ou praticamente tudo. Temos de estabilizar mais a equipa. E temos de, com cabeça, tronco e membros, saber o nosso lugar, não entrar em euforias quando fazemos coisas boas nem entrar em depressões quando perdemos", concluiu.

Carlos Resende tr. ABC
"Não reflecte a diferença"

"É um resultado muito importante, porque não podíamos perder mais jogos", disse Carlos Resende. "Atacámos bastante bem. A primeira parte acabou 15-13, mas por culpa nossa... Na segunda entrámos bem e houve um período em que fomos aumentando o ascendente. O Madeira tinha de jogar rápido e cometeu alguns erros. Mas este resultado não reflecte a diferença entre as duas equipas."

O JOGO


Custódio regressa

Sporting de Braga derrota Vizela

Os «arsenalistas» venceram o Vizela, por 5-2, num jogo-treino em que Meyong marcou por duas vezes. Ao intervalo, o resultado era de 3-0, golos de Rivera, Meyong e Mérida, mas Julien e Rómulo reduziram na segunda parte, obrigando a equipa da casa a voltar ao ritmo do primeiro período, cabendo a Meyong e Douglão sentenciar a partida. O médio Custódio alinhou durante todo o encontro.

PRIMEIRO DE JANEIRO


Custódio e Mérida preparam candidatura à titularidade
 Por Pascoal Sousa

Médio luso voltou a jogar, 76 dias depois da lesão. Fúria e talento do espanhol em evidência no teste com o Vizela. Rivera tens bons pés e Meyong recusa-se a atirar a toalha ao chão.

Foram 76 dias de afastamento e a avaliar pelo ensaio de ontem, frente ao 'satélite' Vizela, Custódio está pronto para regressar em força à equipa. A paragem servirá para reforçar índices físicos, mas, no essencial, o médio reúne condições para ser chamado por Leonardo Jardim para os compromissos com o 1.º de Dezembro e o Maribor e relançar o duelo com Djamal no meio-campo defensivo.

Os aplausos da manhã distribuíram-se pelo português e por outros protagonistas secundários da carreira do SC Braga. Se o teste com o Vizela funcionou como tubo de ensaio para o jogo da Taça de Portugal, também proporcionou aos adeptos contacto com jogadores sem muita visibilidade no onze.

 

A Bola

Rivera e Fran Mérida mostraram-se a Jardim

O mexicano Rivera marcou um golo e mostrou bons pormenores no jogo-treino que o Sporting de Braga realizou ontem, com o Vizela (5-2), enquanto Fran Mérida deliciou os adeptos presentes com um golo de belo efeito, uma assistência no tento inaugural e uma série de jogadas que mostram uma evolução do atleta. Meyong bisou neste encontro.

Diario do Minho

 

 


Éder pode avançar já em Janeiro

O SC Braga garantiu atempadamente opção de preferência sobre avançado Éder da Académica.

A reabertura do mercado, em Janeiro, trará novidades no ataque do SC Braga. Apesar do sector estar bem apetrechado, com Nuno Gomes, Lima, Carlão e Meyong, os horizontes do clube não se esgotam nestes nomes e Éder, da Académica, volta à baila.

Por ocasião da transferência sem custos de Diogo Valente para Coimbra, o SC Braga negociou como contrapartida o direito de preferência sobre o avançado e tudo indica que avançará para essa opção no primeiro mês de 2012.

A BOLA

O Sporting de Braga goleou o Vizela, clube satélite dos “arsenalistas”, por 5-2, num jogo de futebol particular realizado no Estádio Municipal de Braga e em que Meyong marcou por duas vezes.

O terceiro classificado da Liga não encontrou grandes dificuldades para bater o 13.º da II divisão, zona Norte, apesar da boa reação vizelense no início da segunda parte.

Ao intervalo, o resultado era de 3-0, golos de Rivera, Meyong e Mérida, mas Julien e Rómulo reduziram para o Vizela na segunda parte, “obrigando” a equipa da casa a voltar ao ritmo do primeiro período. Meyong e Douglão sentenciaram a partida.

Nota para a recuperação total do médio Custódio, que alinhou durante todo o encontro.

Aproveitando a paragem no campeonato, a equipa comandada por Leonardo Jardim vai voltar a jogar sexta-feira, novamente no seu estádio, diante do Trofense, da Liga de Honra, em encontro marcado para as 10:30.

ANTENA MINHO

publicado por carlitos às 12:34

"Estamos cá para deixar uma marca no universo"
Visionário, criativo, irascível, místico, carismático, um dos maiores inovadores, senão o maior, da era digital. Morreu aos 56 anos e deixou a sua marca na vida de milhões de pessoas.

Saiu de cena há menos de dois meses com uma missiva curta e directa: "Sempre disse que se chegasse o dia em que não conseguisse cumprir com as minhas funções e expectativas como presidente executivo da Apple, seria o primeiro a informar-vos. Infelizmente, esse dia chegou".

Ontem à noite, Steve Jobs não resistiu mais à doença contra a qual lutou desde 2004, um cancro no pâncreas.

A sua morte acontece no dia a seguir à estreia do seu sucessor, Tim Cook, no palco dos lançamentos da Apple que Jobs tornou míticos. Uma espécie de última homenagem ao homem que revolucionou não apenas uma indústria, mas a forma como as pessoas comunicam e se relacionam no século XXI.

Jobs foi quase sempre precoce. Nasceu em 1955, em São Francisco, cidade que seria capital, na sua adolescência, do movimento hippie. Ainda na escola telefonou um dia ao então presidente da HP, William Hewlett, o próprio, para lhe pedir peças para um projecto que queria desenvolver.

Conseguiu não só as peças como um estágio de verão na empresa. Fã de Bob Dylan e também dos Beatles, Jobs cresce num ambiente favorável à sua natureza anti status quo que ao longo dos anos iria reforçar.

Foi adoptado por Clara e Paul Jobs que prometeram à sua mãe biológica, Joanne Simpson, dar uma educação universitária a Steve. As coisas não correram exactamente como planeado: ao fim de um semestre, Jobs desistiu do Reed College. Um dos seus primeiros empregos foi como designer de jogos para vídeo na Atari, emprego esse que viria a deixar para poder viajar para a Índia.

Fundou a Apple com apenas 21 anos, em sociedade com o amigo Steve Wozniak, e foi pai pela primeira vez aos 23 anos, de uma rapariga, Lisa, cuja paternidade negou durante vários anos. Posteriormente teve mais três filhos no seu casamento com a actual mulher, Laurene Powell.

O primeiro produto Apple - o Apple 1 - foi construído na garagem dos pais de Steve Jobs, como mandam as boas novelas épicas de negócios do século XXI ( e de sempre). O sonho americano começava em 1976 e o financiamento foi parcialmente obtido com a venda de uma carrinha VW de Jobs. O Apple 1 era garantidamente uma proposta diferente: não tinha teclado nem ecrã, tinha de ser montado pelos clientes e custava 666.66 dólares.

No ano seguinte, os dois sócios apresentaram o Apple II que foi recebido com grande entusiasmo. Era o princípio de uma nova era suportada em evidências hoje tão banais quanto o facto de as pessoas preferirem usar um rato para interagir com o computador e poderem clicar em imagens "para fazer coisas" em vez de escrever textos com instruções à máquina. Os interfaces gráficos assumiam-se, assim, desde o primeiro momento como uma poderosa arma Apple. Depois de um bem sucedido lançamento do Macintosh em 1984, Jobs sairia da Apple em 1986 na sequência de confrontos regulares com colegas e com o CEO que ele próprio tinha ido recrutar à Pepsi, John Sculley .

O que poderia ser para muitos um fim de linha, revelou-se para Jobs um novo começo.

Fundou a NeXT e seguiram-se 10 anos de um outro caminho, à margem da Apple, onde conheceria momentos de extraordinária oportunidade, como foi o da compra dos estúdios Pixar a George Lucas, ainda antes de sucessos como Toy Story.

Em 1996, num volte-face digno dos filmes, a Apple compra a NeXT e Jobs está de regresso à sua criação original. Mais velho, mais experiente e igual e em tudo o resto, Jobs inicia à frente da Apple uma nova e genial etapa, em que seriam criados alguns dos objectos e plataformas que moldam o mundo de hoje: iTunes (2003), Iphone (2007), App Store (2008), iPad (2010).

Jobs deixa uma empresa que vende mais 275 milhões de iPods 100 milhões de iPhones e 25 milhões iPads em todo o mundo. Deixa mais do que isso: uma visão e um exemplo de que é mesmo possível mudarmos o mundo. In "sapo.pt"

 

publicado por carlitos às 12:26

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab


2
3
4
8

9
12
14


25
27
29



ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds