...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Quarta-feira, 05 de Outubro, 2011

Algumas poupanças são de evitar quando se luta pelo título. Isto tanto serve para Leonardo Jardim, que ontem viu o primeiro lugar por um canudo desde a Marinha Grande (a capital do vidro), como para Jorge Jesus e Vítor Pereira, que estavam em pé de igualdade na jornada anterior. Se já soava a bizarro a possibilidade de o treinador refrescar o Braga com alguns dos jogadores menos utilizados frente ao Leiria, a pensar no desgaste físico despendido na última jornada da Liga Europa, mesmo na antecâmara de duas semanas sem competição, tudo se tornou mais cristalino logo no aquecimento e realmente perigoso: em vez de Elderson, Hugo Viana, Hélder Barbosa e Lima, apareceram de início Imorou, Leandro Salino, Mérida e Carlão. Sem o "box-to-box" habitual (Hugo Viana), a equipa perdeu o seu fio condutor principal e o Braga "habitual" já não foi o mesmo. Só houve um "remake", embora daqueles indesejados: a passe de Mérida, novo desperdício escandaloso de Mossoró. O calor apertava, tolhia as ideias e a velocidade, mas o suor passou a escorrer realmente (de nervosismo) a partir do golo de Luís Leal, que contou com uma tentativa de corte de Paulo Vinícius para enganar Quim.

Por outro lado, as aparências iludem sempre que entra em equação o factor Manuel Cajuda. Comparada a primeira derrota da época, frente aos belgas do Brugge, com o drama colossal do Leiria (cinco derrotas e 14 golos sofridos); o Braga era um sério favorito à vitória e não lhe faltam recursos para dominar a mais rebelde das equipas - até deu para inventar um Braga B. O grande problema é que o terceiro treinador do Leiria esta época está para a equipa arsenalista (e para muitas outras) como a "criptonite" para o super-homem, especialmente em estreias críticas. Qual génio da lâmpada, o ex-treinador do Al-Sarjah (Dubai) só precisou de três treinos e de um par de entrevistas para levantar o moral das tropas, ao mesmo tempo que descobriu no baú do clube três valiosas opções: Maykon, Cacá e Jô. Tudo bem misturado com Luís Leal, resultou numa solução infalível. As posteriores entradas de Nuno Gomes, Hélder Barbosa e Lima ainda mexeram com o Braga, mas o veneno já se tinha alastrado.


Arbitragem
Exagerado nos descontos

Atendendo a que não se registaram grandes paragens ao longo do tempo regulamentar, Marco Ferreira exagerou ao fixar seis minutos de tempo extra. De resto, o madeirense esteve bem ao ignorar três penáltis fictícios: um a favor do Braga (Baiano cai na área aos 9') e dois do Leiria (56' e 90'+4')


O MOMENTO: 20'
Mossoró não mata

A história do jogo poderia ter sido outra se Mossoró tivesse materializado uma das melhores oportunidades do jogo, isto sete minutos antes do golo de Luís Leal. Para não variar, o brasileiro volta a ficar ligado a uma perdida incrível. Isolado pelo espanhol Mérida, o número 8 galga um par de metros e dispara à entrada da área... para as nuvens. Assim não dá.


Lances-chave

20' Mossoró falha. [ver Momento do Jogo]

27' [1-0] Luís Leal marca. Rápido sobre a esquerda, o número nove leiriense escapa a Baiano e foge para o meio para rematar de meia-distância de pé direito, beneficiando de um desvio de Paulo Vinícius que acaba por enganar Quim.

54' Pouco apertado por Imorou, Marcos Paulo resolve disparar de longe e a meia altura. Atento, Quim evita o pior, desviando a bola para canto.

59' Atento a um mau alívio da defesa contrária, Alan recolhe à entrada da área e bate a bola com alguma colocação. Gottardi encaixa sem problemas e evita o pior para a baliza leiriense.

81' No seguimento de um canto cobrado por Élvis, a defesa do Braga demora a despachar uma bola. Sozinho, sem oposição, Bruno Moraes dispara por cima da barra, já na pequena área.

83' Assistido desde a direita por Alan, Hélder Barbosa bate de primeira e obriga Gottardi a aplicar-se para defender, evitando o empate.

 


O Braga um a um

Quim 6

Isento de culpas no golo de Luís Leal, que enganou o guarda-redes ao beneficiar de um desvio de Paulo Vinícius, revelou atenção nos cruzamentos para a área e, com um par de boas defesas, negou uma vitória mais folgada ao Leiria.

Baiano 6

Lutou contra a maré até ao fim do jogo com o dinamismo habitual. Na única distracção da tarde, Luís Leal aproveitou para marcar.

Paulo Vinícius 5

Em maré de azar, tudo lhe acontece, incluindo ficar associado ao golo do Leiria. Ficou pelo menos a intenção de sempre: desarmar e ajudar a equipa.

Ewerton 6

Em contraste com alguns companheiros, impôs a lei com confiança, desarmando o inimigo com a velocidade desejável.

Imorou 5

Novidade no "onze", foi à luta. Esteve melhor nas manobras defensivas do que a desequilibrar na frente.

Djamal 5

Órfão de Hugo Viana, perdeu-se algumas vezes em campo. Na retaguarda, sempre impecável.

Salino 5

Demasiado escondido a meio-campo. Subiu de rendimento no segundo tempo.

Mossoró 4

Continua a alternar a excelência com momentos confrangedores.

Alan 6

Sempre a meter velocidade pela direita. É a prova de que os jogos europeus não desgastam tanto assim.

Mérida 6

Agradável surpresa. Colocou Mossoró na carreira do golo (desperdiçado) e deu o lugar a Nuno Gomes.

Carlão 5

Sempre a ameaçar. Faltou o golo.

Nuno Gomes 5

Deu mais trabalho à defesa do Leiria.

Hélder Barbosa 6

Chamado de urgência ao banco, deu outra vida ao flanco esquerdo

Lima 4

Último trunfo: sem sorte e oportunidades.


Leonardo Jardim
"Sem objectividade para criar muitas situações"

Leonardo Jardim justificou a derrota com o facto de o Braga não ter conseguido "apresentar a intensidade alta de jogo como pretendia". "Apesar da primeira parte em que dominou com maior posse e circulação de bola, o Braga não teve a objectividade de criar muitas situações de golo. Sofremos um golo, tivemos de reagir, criando mais gente no processo ofensivo, o que abriu mais espaços para o adversário", analisou.

A equipa que se apresentou na Marinha Grande não tinha quatro titulares habituais. O treinador lembra que o Braga tem objectivos nas várias provas. "Os jogadores que jogaram mantiveram a intensidade máxima. Jogámos na quinta-feira e existe uma sobrecarga de jogos grande. Há necessidade de contar com todos. Nenhuma equipa consegue ter ambição nas várias provas se tiver só 11 ou 12 jogadores."

Além disso, a derrota não se deve "só por terem saído os quatro jogadores", mas foi a "conjuntura de todos os factores". Depois de duas derrotas consecutivas, Leonardo Jardim promete "analisar" os jogos e "corrigir" os erros.


Nuno Gomes
"Adversário marcou no único remate"

Aposta apenas na segunda parte, Nuno Gomes tudo fez para evitar a derrota. "Procurámos vencer, mas o adversário foi feliz ao conseguir um golo no único remate que fez à baliza. Nós desperdiçámos oportunidades e quem não marca arrisca-se a sofrer", lembrou, justificando depois as muitas alterações de Jardim. "Não posso falar pelos meus colegas, mas é normal que uma equipa que faz mais jogos do que outra esteja mais cansada. Mas, com a qualidade que temos e apresentámos, podíamos ter feito golos e levado outro resultado", frisou o avançado, que hoje junta-se ao estágio da Selecção Nacional.


A camisola da discórdia

Durante os primeiros 15 minutos, um grupo de adeptos do Leiria gritou insistentemente para o quarto árbitro, pedindo-lhe que olhasse para o equipamento de Quim, que vestia de preto, enquanto o Braga se apresentou de azul escuro. Alegavam ser igual ao dos colegas de campo, mas as reclamações foram infrutíferas.

Aplausos e assobios

Carlão e Paulo Vinícius reencontraram a sua ex-equipa. Recebidos com aplausos na Marinha Grande, nem tudo foram rosas. Os adeptos não esqueceram os golos e aplaudiram o brasileiro quando entrou e quando foi substituído. Mas em jogo, também não esqueceram que Carlão era adversário e quando tentou criar perigo foi assobiado....

Regresso Oito anos depois

Oito anos, quatro meses e um dia depois, Manuel Cajuda regressou ao banco do Municipal da Marinha Grande com o emblema do Leiria. O último jogo em que o técnico comandou na cidade do vidro foi frente ao Gil Vicente, dia 1 de Junho de 2003, que terminou em vitória (4-2). Ontem o resultado foi outro, mas a estreia deixou bons indicadores.

 

SAD Com Lucro

A SAD do Sp. Braga apresentou esta terça-feira um resultado positivo de 5,2 milhões de euros, no exercício relativo à última temporada de futebol. O valor final deste relatório e contas é um recorde.

Pela primeira vez na sua história, o emblema minhoto obtém um resultado superior a cinco milhões de euros. Na época anterior tinha chegado aos 3,3 milhões e em 2008/09 anunciara um exercício negativo em 2,5 milhões.

Nos oito anos do consulado de António Salvador, este é o sexto resultado contabilístico positivo.

F.C. Porto tem direito sobre três jovens do Sp. Braga

As principais razões para este crescimento financeiro apreciável são o bom desempenho desportivo nas competições da UEFA e a venda de alguns atletas.

«O bom desempenho e crescimento no binómio desportivo e financeiro, proporcionou-nos ser distinguidos, a nível Europeu, pela UEFA com o prémio Best Sporting Progress 2011, atribuído ao clube que mais cresceu no referido ano», referiu António Salvador.

A participação na Liga dos Campeões e a chegada à final da Liga Europa levou 18,7 milhões de euros aos cofres arsenalistas. As transacções de Matheus (Dnipro) e Moisés (Al-Rayyan) também influenciaram decisivamente o equilíbrio financeiro da SAD.

Duas notas mais: nas receitas de bilheteira o clube cresceu 87,6 por cento; em todos os cálculos não foram consideradas as vendas de Sílvio (7 milhões) e o empréstimo de Pizzi, ambos ao Atl. Madrid. Recorde-se que os «colchoneros» têm até 31 de Dezembro para exercer o direito de opção sobre o avançado, no valor de 15 milhões.

publicado por carlitos às 02:02

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab


2
3
4
8

9
12
14


25
27
29



ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds