...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Segunda-feira, 12 de Janeiro, 2009

Estão dois cães no veterinário e diz um para o outro: - O que é que estás aqui a fazer? - Ena, - responde o outro - soltei-me e, durante três dias andei às cadelas. Agora a minha dona trouxe-me para ser capado. Então e tu? - Ei, a minha dona andava lá a esfregar o chão de mini-saia, eu vou por trás e... - E também vais ser capado? - Pergunta o outro. - Não, é só para cortar as unhas!

música: All about Eve
tags:
publicado por carlitos às 16:45

 

 

Blaise Pascal

  Faço dizer aos outros aquilo que não posso dizer tão bem, quer por debilidade da minha linguagem, quer por fraqueza dos meus sentidos

 

Michel de Montaigne

 Todas as máximas já foram escritas. Resta apenas pô-las em prática

música: Status Quo
publicado por carlitos às 16:39

 

1483

Hendrik van Nassau Dillenburg en Dietz

Governador e vice-rei da Holanda


1588

John Winthrop

Primeiro Governador da Colónia da Baía de Massachusetts.


1665

Pierre de Fermat

Advogado e matemático francês.


1737

John Hancock

Primeiro subscritor da Declaração de Independência dos EUA.


1876

Jack London

Escritor Americano (O apelo da selva)


1893

Hermann Goering

Dirigente nazi, comandante da luftwaffe


1904

Mississipi Fred McDowell

Músico americano de Jazz.

publicado por carlitos às 16:38

 

França, 1816 – A família Bonaparte é expulsa de França para sempre, depois de um decreto.

Ciência/Tecnologia/Medicina, 1820 – Fundação da Real Sociedade de Astronomia na Grã Bretanha.

Ciência/Tecnologia/Medicina, 1836 – O naturalista inglês Charles Darwin, a bordo do Beagle, chega à Austrália.

Militar/Guerra – 1879 – Começa a Guerra dos Zulus quando o tenente-general Frederic Augustus invade a Zululândia a partir da província Sul-Africana do Natal.

França, 1926 – O Instituto Pasteur, em Paris, revela a descoberta de um soro anti-tetânico.

Artes/Entretenimento, 1944 – Estreia do filme Lifeboat (“Um barco e nove destinos”), de Alfred Hitchcock, no Astor Theater de Nova Iorque. O filme, cuja acção se limita ao espaço de um barco, demonstrava que Hitchcock era um mestre do suspense.

Militar/Guerra – 1945 – As forças japonesas perdem 41 navios na batalho do mar do sul da China.

Militar/Guerra – 1962 – Durante a Guerra do Vietname, a força aérea dos EUA lança a operação Ranch Hand, uma “técnica moderna de interdição tecnológica do território” - ou seja, desfoliação através do herbicida Agente Laranja. Matava a vegetação, mas não detinha os vietcongues.

Ciência/Tecnologia/Medicina, 1970 – Após o primeiro voo de ensaio transtlântico, um Boeing 747 aterra em Londres.

Artes/Entretenimento, 1976 – Morre a escritora inglesa de romances policiais Agatha Christie, a “Rainha do Crime” com a idade de 84 anos.

Ciência/Tecnologia/Medicina, 1984 – Nos trabalhos de restauração da Grandes Pirâmides do Egipto, o cimento deixa de ser usado, pois causa fracturas nos blocos de calcário. Em sua substituição é adoptado um sistema de blocos encaixados semelhante ao utilizado pelos construtores originais.

Roménia, 1990 – Iligalização do Partido Comunista da Roménia, país martirizado ao longo de 24 anos sob a ditadura corrupta de Niculae Ceausescu.

EUA,1991 – O Congresso dos EUA dá luz verde à acção militar contra o Iraque durante a crise do golfo Pérsico.

Militar/Guerra – 1996 – Tropas russas e americanas chegam à Bósnia na primeira missão cnjunta de manutenção da paz desde a Segunda Guerra Mundial.

publicado por carlitos às 16:34

 

Uma arbitragem desastrosa de Paulo Baptista, com bastante influência no resultado impediu ontem o Sp. Braga de trazer pelo menos um empate da deslocação á capital onde defrontou o Benfica, no estádio da Luz.

Bom jogo tecnico-táctico por parte dos bracarenses a remeter para o seu terreno de jogo os lisboetas muito por culpa de um meio campo reforçado por Jesus. O Sp. Braga respira bom futebol e faz as delicias de quem assiste a um jogo seu, sobretudo nos últimos tempos. Temos equipa para o resto da temporada actuem os juízes com rectidão e não de forma negativa como a de ontem á noite.

A haver um vencedor nunca seria o Benfica, pelo jogo submisso que praticou ás contas de um esquema estratégico montado por Jorge Jesus que bloqueou por completo as manobras atacantes dos lisboetas, ao abdicar do habitual 2º atacante (Meyong) alargando o meio campo com mais um elemento (Luís Aguiar) que se juntou ao quarteto constituido por Vandinho, Alan, C.Peixoto e Mossoró. Apenas em lances de bola parada o Benfica criava perigo cujo espelho é o livre já no último minuto de jogo da primeira parte, do qual resultou o golo marcado por David Luís (em nítido fora de jogo). Já antes o árbitro borrara a pintura mas seria ao longo da segunda parte onde o SCBraga apareceu ainda mais “livre” e com apetência para o ataque que a sua marca se faria notar negativamente para os guerreiros do minho. Primeiro ao apontar para a marca de grade penalidade um lance bastante duvidoso entre Di Maria e Mossoró onde se nota que o primeiro procura o contacto sem pensar na bola porém escreveu-se certo por linhas tortas e Eduardo mostrou-se enorme ao defender com aparato o remate de David Suaso. A fraca arbitragem continuaria com Paulo Baptista a fechar os olhos a 2 lances passiveis de grande penalidade a favorecer o Braga, 1º num lance com Matheus como protagonista onde sofreu empurrão de Luisão e depois com Katsouranis a amarrar autenticamente Alan impedindo este de efectuar o remate final. Com esta derrota o Braga atrasa-se na corrida por um lugar no pódio mas pode recuperar terreno já no próximo fim-de-semana, quando receber o FCPorto, no éstádio Axa.


 

No cômputo geral o scBraga vê sonegado no mínimo um ponto e dá razão ao treinador Jesus:


 

«É por isso que são sempre os mesmos os campeões. Quando aparecem equipas melhores, não há hipótese. A equipa de arbitragem não deixa. Como resolvo isto? Só resolvo na playstation!»

Jorge Jesus não disfarçou a irritação, na sala de imprensa da Luz, depois da derrota com o Benfica. A actuação de Paulo Baptista foi pretexto para o técnico do Sp. Braga recuperar uma tese recorrente no futebol português: a de que os três grandes são, por regra, protegidos pelas arbitragens em relação às equipas historicamente de menor dimensão. Embora os seus adeptos, técnicos e dirigentes dominem a discussão pública, queixando-se de que a sua fatia do bolo é mais pequena do que a dos rivais. Quem viu o jogo deste domingo, terá ficado, pelo menos, com motivo para pensar no assunto.


Já o guardião Eduardo dizia, em declarações à flash interview da SporTV depois da derrota por 1-0 no Estádio da Luz. Duarnte o jogo, Eduardo defendeu uma grande penalidade apontada por Suazo.

«O Sp. Braga demonstrou ser uma grande equipa. Custa perder assim. Tivemos muitos lances para fazer golo e não conseguimos. Quanto à arbitragem deixo os comentários para os outros. Selecção? É um objectivo, claro, mas primeiro tenho de trabalhar bem no Sp. Braga.»


 

 

sinto-me: ... só porcausa daquele senhor
música: This is not america - david bowie
tags:
publicado por carlitos às 15:52

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

3

4
5
8
10

11
13
14
15
16
17

18
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA
subscrever feeds