...onde o facto pactua com a verdade... sempre!!!

contador
Sábado, 22 de Outubro, 2011

 

CONFIRMA O EMPATE EM MARIBOR COMO UM MAL MENOR

Hugo Viana foi o destaque do Sp. Braga em Maribor, mas os passes de rotura para Lima e aquela bola ao poste já perto do fim não foram suficientes para a vitória da sua equipa. Uma situação que o esquerdino lamenta, mas também faz questão de não sobrevalorizar. “Não se pode dizer que o empate com o Maribor complique as nossas contas”, disse logo após o jogo, concordando com o que ficou mais evidente: “Face às oportunidades de golo que criámos, principalmente na primeira parte, podíamos ter alcançado um resultado que nos permitisse os 3 pontos. Não foi isso que aconteceu, mas continuamos com tudo em aberto.”

Hugo Viana também reconheceu que o Maribor, durante alguns períodos, “chegou a estar melhor”, mas a grande realidade é que “com mais acerto na finalização a vitória teria sido perfeitamente possível.”

O esquerdino, de resto, tem sido uma das figuras deste renovado Sp. Braga, pois todo o futebol passa pelos seus pés. É um Hugo Viana definitivamente revigorado, mas sem querer reforçar muito essa evidência.

RECORD

 

Carlão desaparece para recuperar

Motivo de um curioso braço-de-ferro com o rival Guimarães mesmo em cima do fecho das inscrições, Carlão vai deixar de contar como opção ofensiva nos próximos tempos para Leonardo Jardim. Por decisão técnica e médica, o brasileiro emprestado pelos japoneses do Kashima Antlers terá de cumprir um programa físico específico de forma a recuperar os "índices desejados" e, para já, ninguém arrisca uma data para o seu regresso aos treinos, sem restrições. Numa nota informativa, o clube explicou que no decurso da "integração nos trabalhos" do avançado foram detectados "desequilíbrios musculares", tornando-se por isso irreversível a paragem. A origem das fragilidades musculares de que se tem queixado Carlão terá sido uma recuperação pouco eficaz de uma rotura muscular na coxa direita contraída durante a sua curta passagem pelos suíços do Neuchâtel Xamax.

 

Utilizado frente ao Lucerna e Basileia, totalizando 145 minutos para a Liga da Suíça; Carlão regressou a Portugal em finais de Agosto e depressa se percebeu que não estaria a 100%, pelo que a sua integração começou por ser "faseada" até alinhar, pela primeira vez, como titular apenas no jogo com o Leiria, disputado na Marinha Grande, sendo substituído aos 67 minutos por Lima quando o adversário já cavalgava para uma vitória inesperada. Depois de ter entrado bem contra o Birmingham, assistindo inclusivamente Hélder Barbosa para o segundo golo de uma vitória inédita em Inglaterra; Carlão parecia aproximar-se do seu melhor e o golo que apontaria ao 1º de Dezembro, na terceira eliminatória da Taça da Portugal, parecia fazer dele um sério concorrente dos artilheiros Lima e Nuno Gomes.

 

Puro engano. Nos bastidores, o problema persistia e Leonardo Jardim já nem arriscou utilizá-lo contra o Maribor, para a Liga Europa, apesar de ter integrado a convocatória. Apareceu sentado no banco de suplentes e até chegou a efectuar exercícios de aquecimento na segunda parte, mas só Nuno Gomes, que, por sinal, também não entrou em acção, era uma alternativa real para o ataque. Para o campeonato, ainda resta o camaronês Meyong.

 

Lima lidera no desperdício

O festival de golos perdidos por Lima no jogo com o Maribor (falhou um isolado) ajudou o brasileiro a continuar a liderar o ranking dos que mais rematam para fora na Liga Europa. O ponta-de-lança já contabiliza 11 disparos errados, mais três do que Pavlyuchenko, do Tottenham, e quatro do que o português Ricardo Quaresma, o capitão do Besiktas. Com dois golos na sua conta pessoal, apontados ao Young Boys e ao Birmingham, o número 18 figura igualmente, de forma curiosa, na lista dos que mais se enquadram com a baliza, ocupando a segunda posição com o mesmo número de remates (sete) do compatriota Nenê, do Paris Saint-Germain. Em termos de eficácia, Hélder Barbosa (com três golos) mantém-se como principal referência do Braga.

 

REMATES PARA FORA

Jogador Total Tempo Equipa

LIMA 11 262' Braga

ROMAN PAVLYUCHENKO 8 270' Tottenham

RICARDO QUARESMA 7 266' Besiktas

OLEXANDR ALIYEV 6 122' Dínamo de Kiev

GOHI BI CYRIAC 6 166' Standard de Liège

 

REMATES À BALIZA

JOSEPH AKPALA 8 238' Brugge

NENÊ 7 256' Paris SG

LIMA 7 262' Braga

MEVLUT ERDINÇ 6 220' Paris SG

MIROSLAV RADOVIC 6 224' Légia

 

GOLOS MARCADOS

MATÍAS SUÁREZ 5 245' Anderlecht

WESLEY 3 218' Vaslui

HÉLDER BARBOSA 3 231' Braga

DMITRI SYCHEV 3 244' Lokomotiv Moscovo

ANDREW JOHNSON 3 245' Fulham

 

Hugo Viana sente-se bem e torce pela Selecção

Fortíssimo em Maribor, Hugo Viana está simplesmente a repetir um filme já visto na época passada: um arranque inspirado e grande disponibilidade física. Os adjectivos elogiosos acompanham-no, mas o centrocampista prefere dar relevo ao rendimento da equipa. "Estou a sentir-me muito bem. Mas não gosto muito de falar de mim. Se calhar não estamos a conseguir os resultados que queríamos, porque a equipa mudou muito. Alguns jogadores novos ainda estão a atravessar uma fase de adaptação, mas a nossa margem de progressão tem sido positiva e, por isso, esperamos vencer os próximos jogos", analisou. A Selecção Nacional mantém-se como objectivo. "É gratificante ser falado como hipótese, mas as opções do seleccionador são respeitáveis. O mais importante não é ver quem está ou não, mas sim que os que lá forem consigam o apuramento para a fase final do Europeu de 2012", reagiu.

 

Já lá vão duas más ressacas

É um problema transversal a várias equipas e muito comum. Após um jogo europeu, com pouco tempo para recuperar o fôlego, nem sempre a máquina se apresenta devidamente oleada para vencer no campeonato e o Braga já soma dois "regressos" azarados consecutivos: primeiro, na deslocação a Guimarães (1-1), após o jogo com o Birmingham; depois, contra o Leiria (0-1), depois de o jogo com o Brugge. Neste capítulo, a melhor recordação da equipa foi a vitória sobre o Setúbal, na ressaca do jogo com o Young Boys. Será que à terceira será de vez?

 

Feirense logo pela manhã

Perante o jogo com o Feirense amanhã, Leonardo Jardim não perdoou: às 11h30, os jogadores utilizados em Maribor pisavam o relvado para cumprir mais um treino. Nem o facto de a equipa ter chegado a Portugal à 1h30 serviu de argumento para um eventual cancelamento da sessão, que começou mais cedo para os que não entraram na convocatória. De resto, e à excepção de Carlão, o quadro clínico mantém-se inalterável e a envolver Ukra, Zé Luís, Nuno André Coelho, Custódio e Imorou.

 

Não há Rabiola, há Jonathan

Quim Machado não está preocupado com a impossibilidade de não poder utilizar Rabiola, que amanhã, em Braga, estará ausente por lesão. "Não temos muitas soluções em termos de avançados, mas contamos e confiamos nas alternativas disponíveis. São esses que têm que tentar fazer golos. Não estou preocupado só com o Rabiola", admitiu o treinador do Feirense, que deverá apostar em Jonathan para substituir o atleta. Formado no Feirense, o avançado de 20 anos esteve emprestado na época passada ao Lourosa e pode ter, em Braga, a oportunidade de jogar pela primeira vez a titular e pela segunda no campeonato (entrou no jogo da Luz, com o Benfica). Um jogo em que Quim Machado pretende "levantar o moral" depois do afastamento precoce da Taça de Portugal - em Cesar, com o Nacional -, atendendo a que quer assegurar "a manutenção". Terá mudado de discurso, depois de ter dito que queria ficar nos oito orimeiros lugares? "Não, o oitavo lugar garante a permanência e por isso continuamos fixados no oitavo ou nono lugar", esclareceu.

O JOGO

 

Orlando Duarte: "Queremos manter o rumo de vitórias no campeonato"

 Sp. Braga/AAUM e Sporting abrem, no Minho, a oitava jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão. Orlando Duarte refere que a posição de "lanterna vermelha" dos bracarenses não se coaduna com a qualidade da equipa e antevê dificuldades para os campeões nacionais.

"A actual classificação do Sp. Braga engana, pois tem perdido os seus jogos praticamente sempre por um golo. Eles têm mais qualidade do que a sua classificação demonstra, pois bastava mais um ou outro golo para estarem, neste momento, a meio da tabela", explicou o técnico dos leões em declarações ao Jornal do Sporting.

 

Os três pontos são o grande objectivo da equipa leonina na deslocação a Braga, mas o pensamento já está dividido por outra competição. "Esperamos, como sempre, ganhar e estamos preparados para isso. Porém, o nosso grande objectivo, neste momento, é criar as condições para estarmos num grande momento daqui a um mês, na Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup. Até lá, queremos manter o rumo de vitórias no campeonato", considerou Orlando Duarte.

Nos últimos jogos, o Sporting tem estado privado de alguns dos seus principais jogadores, devido a lesão, como são os casos de Preá, Alex e Leitão. Orlando Duarte lamenta as ausências mas refere que nunca servirão de desculpa para um eventual fracasso. "Não nos queixamos, nem desculpamo-nos com as lesões, desde que tenha cinco para jogar. Lamentamos as ausências, pois queremos contar sempre com todos, mas não as sobrevalorizamos, pois os que estão, como todos, sabem o que fazer dentro de campo. Quero é ter todos aptos daqui a um mês, quando tivermos três jogos em quatro dias", afirmou.

O técnico leonino conta com o apoio dos adeptos do Sporting e espera que estes comparecem em massa nas bancadas do Complexo Desportivo da Universidade do Minho. "O normal é isso acontecer. Temos tido sempre muitas pessoas a apoiar-nos nos pavilhões por todo o País e acredito que os sportinguistas de Braga não irão faltar", concluiu.

Futsalglobal


Futebol português em risco de ruptura

 Tribunal do Porto tem em mãos decisão vital para os clubes. Casas de apostas debaixo de fogo. Investimento superior a 100 milhões.

Talvez nunca tenha sido tão ténue a linha que separa o futebol português do risco de paralisação: basta uma decisão de uma juíza do Tribunal do Porto dar provimento a um requerimento da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, em conjunto com a Associação Portuguesa de Casinos, e de repente voam dos cofres dos clubes e da liga 22 milhões de euros. Situação que, inevitavelmente, levará à paragem dos campeonatos.

Em causa está a actividade de empresas ligadas ao mercado do jogo, que, juntas, investiram desde que entraram em Portugal, mais de 100 milhões de euros no futebol português.

Numa altura em que em Espanha - último país da UE a regular o mercado do jogo - se prepara para dar início à atribuição de licenças a operadores privados, a aplicação imediata da decisão do Tribunal do Porto de considerar anulável o contrato entre a Bwin e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional significará o fim imediato da Bwin Cup, prova que distribuiu na época passada 3,8 milhões de euros pelos participantes.

A BOLA

publicado por carlitos às 09:45

Outra Cidade de Braga
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab


2
3
4
8

9
12
14


25
27
29



ELEVADOR DO BOM JESUS DO MONTE
pesquisar
 
últ. comentários
ola Sílvia.Como amigo que fui do Mário, não podia ...
Olá Carlos!Peço imensa desculpa por não ter respon...
Força Sporting!!! Vamos ganhar Zurich!!!!
Se foi apanhado nas malhas do doping só terá de pa...
Creio que virá a ser uma grande jogador!! já tinha...
É bom ver que grandes marcas como a HP têm em cont...
Será verdade? Este Alan gosta muito de picar o Jav...
Sinceramente acho que este senhor ficou tempo dema...
Poderíamos ter uma equipa já apurada para a próxim...
Vale é que muitos pais avós (agora promovidos a am...
LARGO do PAÇO BRAGA
BRAGA
JARDIM SANTA BÁRBARA - BRAGA
BANCO DE PORTUGAL - BRAGA
SC BRAGA
Outra Cidade de Braga
VICE-CAMPEÃO NACIONAL
ESTÁDIO AXA